Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

AMD Ryzen "Mendocino" traz gráficos RDNA 2 aos notebooks mais básicos

Por| Editado por Wallace Moté | 23 de Maio de 2022 às 08h00

Link copiado!

AMD
AMD
Tudo sobre AMD

Além de trazer novas informações sobre os chips Ryzen 7000, a AMD dedicou parte de sua apresentação na Computex 2022 para anunciar uma nova família de processadores para os chamados notebooks "mainstream": a linha Ryzen "Mendocino". A novidade promete entregar desempenho robusto para o segmento, com foco na autonomia e no processamento gráfico, sob responsabilidade de GPUs integradas baseadas na microarquitetura RDNA 2.

AMD anuncia linha Ryzen "Mendocino" com gráficos RDNA 2

Poucas informações foram divulgadas sobre os chips Ryzen Mendocino — a AMD nem chegou a revelar se os lançamentos farão parte da linha Ryzen 6000, ou se serão modelos básicos dos novos Ryzen 7000. Ainda assim, está confirmado que a família oferecerá até 4 núcleos e 8 threads Zen 2, já razoavelmente antigos, acompanhados das novas iGPUs RDNA 2, com fabricação na litografia de 6 nm da TSMC.

Continua após a publicidade

A combinação peculiar, que lembra bastante o processador customizado que a Valve utiliza em seu Steam Deck, visaria unir a performance robusta dos núcleos Zen 2 com a eficiência energética dos 6 nm e o desempenho avançado dos gráficos integrados RDNA 2, tecnologia presente ainda no PS5, Xbox Series X, Xbox Series S e nas placas Radeon RX 6000.

Segundo a AMD, em uso misto, os processadores Ryzen Mendocino ofereceriam autonomia de bateria de mais de 10 horas, por "contar com algumas das otimizações" vistas na linha Ryzen 6000, ainda que não esteja claro quais seriam essas otimizações. Detalhes mais precisos sobre performance não foram divulgados.

Chips estreiam em notebooks "mainstream" no final do ano

Continua após a publicidade

A empresa confirmou que os processadores Ryzen Mendocino serão destinados aos notebooks "mainstream", vendidos na faixa entre US$ 399 (~R$ 1.960) e US$ 699 (~R$ 3.420), o que configuraria alguns dos notebooks mais simples do mercado, como modelos da linha IdeaPad da Lenovo, ou as soluções de entrada da família Inspiron da Dell. A própria Lenovo seria uma das primeiras a anunciar um laptop equipado com esses chips, o IdeaPad 1.

Nenhuma informação do dispositivo foi revelada, mas pela imagem exibida durante a apresentação é possível notar alguns dos recursos que devem ser oferecidos com o aparelho, como porta para cartões SD, leitor de digitais integrado ao botão de energia e webcam com proteção física. A nova linha de entrada da AMD está prevista para estrear no quarto trimestre de 2022, entre outubro e dezembro, e também será encontrada em Chromebooks.