Nvidia pode lançar GTX 1630 neste mês para competir com AMD RX 6400

Nvidia pode lançar GTX 1630 neste mês para competir com AMD RX 6400

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 19 de Maio de 2022 às 13h46
Reprodução/Nvidia

Pressionada pelas recém-lançadas Radeon RX 6500 XT e RX 6400, a Nvidia pode voltar as atenções ao mercado de entrada e placas de vídeo de baixo perfil com o anúncio da GeForce GTX 1630. Primeiro modelo da família xx30 a integrar a série GTX, a novidade seria uma versão simplificada da GTX 1650 e uma possível substituta para a GTX 1050 Ti, que havia retornado ao mercado diante da escassez de semicondutores.

Nvidia pode lançar GTX 1630 para o mercado de entrada

Segundo fontes do site VideoCardz, a Nvidia está preparando uma nova solução voltada para o mercado de entrada, a GeForce GTX 1630. O modelo seria uma resposta à RX 6400 em especial, considerando a ausência de placas do time verde no segmento mais básico — enquanto a RTX 3050 subiu de patamar ao requerer mais energia e ter preço maior, a faixa até os US$ 200 vem sendo representada pela GTX 1650 e pela GTX 1050 Ti, ambas já bastante antigas.

Curiosamente, a novidade seria baseada na GTX 1650, mas empregando alguns cortes para reduzir custos, a começar pelo chip. O novo TU117-150, baseado na litografia de 12 nm da TSMC, estaria no centro da GTX 1630, contando com 512 núcleos CUDA e clocks que atingem elevados 1.800 MHz, um ganho de mais de 300 MHz sobre a 1650, para oferecer 1,84 TFLOPs de poder computacional.

Nvidia GeForce GTX 1630 pode chegar em breve como uma versão simplificada da GTX 1650, mirando no mercado de entrada e placas de baixo perfil (Imagem: Nvidia)

Nas memórias, o modelo básico manteria os 4 GB de RAM GDDR6, mas utilizando uma interface mais simples de 64-bit, entregando assim largura de banda de 96 GB/s. Vale mencionar que a diferença para a GTX 1650 com GDDR5 não é gritante (128 GB/s), mas o impacto é maior quando a comparação é feita com a versão GDDR6, que acaba apresentando o dobro de largura de banda (192 GB/s).

Um ponto curioso é que, apesar das reduções, o consumo deve ser mantido em 75 W. Especula-se que as frequências substancialmente mais altas sejam as responsáveis. De toda forma, a proposta é mantida, já que a quantidade de energia exigida já é entregue pelo slot PCIe, eliminando a necessidade de haver um conector dedicado de alimentação e abrindo margem para modelos de baixo perfil.

Outra questão em aberto é o suporte a Ray Tracing — ainda que seja baseada na microarquitetura Turing, mesma utilizada nas GPUs RTX 2000, a GTX 1650 não tem RT Cores ativados e, portanto, não é capaz de utilizar a tecnologia de iluminação. Com a RX 6400, a AMD foi no sentido contrário e manteve seus Ray Accelerators, permitindo que os usuários ativem a técnica. Resta saber se a Nvidia seguirá pelo mesmo caminho, ou se manterá o recurso de fora com a 1630.

Rival da RX 6400 pode chegar ainda neste mês

Ainda de acordo com as informações, o novo modelo de entrada chegaria neste mês, em 31 de maio. Caso o rumor se confirme, há grandes chances de vermos um anúncio durante a apresentação da Nvidia na Computex 2022, marcada para a madrugada deste domingo (22). A empresa havia confirmado que trará novidades para o público gamer, mas não detalhou o que seria revelado.

A GTX 1630 pode chegar já na próxima semana, para competir com a Radeon RX 6400 (Imagem: ASRock)

A suposta GeForce GTX 1630 ainda não possui previsão de preço, mas considerando que a GTX 1050 Ti e a GTX 1650 estão sendo vendidas por US$ 190 (~R$ 940), em média, é bastante provável que esta deva ser a faixa em que a solução básica será posicionada, ou menos, caso a Nvidia busque praticar valores mais agressivos.

Fonte: VideoCardz (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.