Square Enix vende estúdios de Tomb Raider, Marvel's Avengers

Square Enix vende estúdios de Tomb Raider, Marvel's Avengers

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 02 de Maio de 2022 às 10h22
Divulgação/Square Enix

A Square Enix vendeu boa parte de seus estúdios ocidentais — a Crystal Dynamics, Eidos Montreal e a Square Enix Montreal — para a Embracer Group a fim de investir em negócios como blockchain e NFT (token não fungível). Também foram vendidas um catálogo de mais de 50 propriedades intelectuais (IPs, na sigla em inglês), como Tomb Raider, Deus Ex, Legacy of Kain, etc. Todo o acordo foi avaliado em US$ 300 milhões (cerca de R$ 1,5 bilhão em conversão direta).

A Embracer Group é uma holding sueca com várias produtoras distribuidoras de games sob seu guarda-chuva, como a THQ Nordic, Deep Silver, Koch Media, Saber Interactive, Gearbox Entertainment e mais. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (2).

"Hoje, celebramos um acordo para receber mais de 1000 novos colegas através da aquisição da Crystal Dynamics, Eidos Montreal e Square Enix Montreal com um catálogo fantástico de IPs como Tomb Raider e Deus Ex, para fazer parte do nosso ecossistema."

Lara Croft está de casa nova (Foto: Divulgação/Square Enix)

Quem também celebrou a aquisição foi a própria Crystal Dynamics, desenvolvedora de Tomb Raider e Marvel’s Avengers, por exemplo. O estúdio anunciou há pouco que está criando um novo jogo de Tomb Raider na Unreal Engine 5; isso significa que os direitos de distribuição serão da Embracer a partir de agora.

"Um novo capítulo na nossa história começa com a nossa chegada à família Embracer Group.

A Embracer Group vai nos impulsionar a atingir novos patamares, à medida que continuamos a oferecer experiências emocionantes do nosso amado portefólio de franquias, bem como conceitos originais e IPs desenvolvidos com parceiros.

Obrigado aos nossos fãs incríveis por fazerem parte da nossa jornada. O melhor está por vir!"

Pelo menos 1.100 funcionários serão absorvidos no processo. A transação deve passar por aprovações regulatórias, e deve ser concluída durante o segundo trimestre do ano financeiro da Embracer, ou seja, entre julho e setembro de 2022.

Em um comunicado oficial, a Embracer ressalta que apenas Tomb Raider e Deus Ex venderam, respectivamente, 88 e 12 milhões de cópias. A empresa “enxerga uma oportunidade de investir nessas franquias, bem como em IPs adicionais”.

Deus Ex também fará parte do catálogo da Embracer (Foto: Divulgação/Square Enix)

Square Enix vendeu estúdios para investir em blockchain e NFTs

A Square Enix explicou, em declaração oficial, que a venda lhes permitirá investir em blockchain, inteligência artificial e nuvem. Assim, a empresa poderá usar o dinheiro para "se adaptar às mudanças em curso no ambiente de negócios global", permitindo uma "alocação mais eficiente de recursos" e o aumento do seu "valor corporativo".

Em janeiro deste ano, o presidente da Square, Yosuke Matsuda, já havia admitido o interesse em investir no metaverso e em NFTs. Ele argumentou que a tecnologia ainda não é aceita por uma grande parte dos jogadores, mas que outra parcela busca novas experiências nos títulos de videogames. Na visão do executivo, o uso de NFTs pode tornar "os títulos mais emocionantes". A venda dos estúdios ocidentais é, portanto, apenas a consequência disso.

A Square continuará com franquias como Just Cause, Outriders e Life is Strange. No entanto, a empresa manterá seus esforços nos seus estúdios japoneses. "A função de desenvolvimento da empresa incluirá seus estúdios no Japão, Square Enix External Studios e Square Enix Collective", afirmou em comunicado.

Life is Strange fica com a Square Enix ainda (Foto: Divulgação/Square Enix)

Apesar do alto valor, a compra não chega nem perto de entrar na lista de aquisições mais caras do mundo dos games. Em primeiro lugar, está a compra da Activision Blizzard pela Microsoft, em janeiro deste ano, por quase US$ 70 bilhões (cerca de R$ 375 bilhões); em segundo, a da Zynga pela Take-Two Interactive, também em janeiro deste ano, por US$ 12,7 bilhões (R$ 31 bilhões).

Fonte: Embracer Group, Square Enix

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.