Os melhores jogos da franquia Resident Evil

Os melhores jogos da franquia Resident Evil

Por Felipe Demartini | Editado por Bruna Penilhas | 28 de Dezembro de 2021 às 19h10
Divulgação/Capcom

Nada irrelevante se mantém de pé por mais de 25 anos. E entre mudanças de gênero, títulos que experimentam novas ideias, remakes ou reimaginação de histórias do passado, a série Resident Evil é um bom exemplo disso. Do terror de sobrevivência à ação global, passando pelo tiro e multiplayer, estamos falando de uma das maiores marcas do mundo dos games, abraçando também o cinema e os serviços de streaming.

A franquia, porém, está longe de ser uma unanimidade, mesmo entre os fãs mais próximos dela. É o resultado de tantas mudanças, histórias diferentes e, principalmente, variadas abordagens que atingem diretamente a jogabilidade e o estilo, com experiências que nem sempre dão certo, enquanto outras geram um resultado bem brilhante.

Aqui, selecionamos alguns dos melhores jogos da franquia, de todas as suas eras, e com ênfase naqueles que estão disponíveis nos consoles atuais. Alguns clássicos, porém, não poderiam ficar de fora. A lista está em ordem de lançamento dos jogos:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

10. Resident Evil 2

Comumente considerado um dos melhores games da história de toda a franquia, sendo também presença em listas dos maiores de todos os tempos, o segundo título da série da Capcom fez algo que, até então, era raro. São duas histórias, dois discos e uma conexão de cenários que precisam ser jogados em conjunto para que a trama seja entendida completamente e todos os mistérios desvendados.

É aqui que conhecemos Leon Kennedy, policial novato que chega à Raccoon City em plena destruição e se encontra com Claire Redfield, que vai à cidade em busca de seu irmão. Juntos, eles desvendam a corrupção da polícia e seu envolvimento com a Umbrella, intrigas governamentais e a tragédia de uma família ligada diretamente aos experimentos que dizimaram Raccoon City.

Resident Evil 2 é um dos pontos mais altos da série e, até hoje, considerado o preferido por muitos de seus fãs. Infelizmente, seu legado não está presente nas plataformas atuais, com versão digital disponível para PS3, PSP e Vita, além de lançamentos físicos para plataformas como PC, Dreamcast e GameCube.

9. Resident Evil 3

O remake do terceiro game da série, ao contrário dos anteriores, não faz jus ao game original. Por isso, em vez de apostar na nova ideia (que até vale a pena ser experimentada pelo estilo e boa apresentação de personagens), não dá para não citar o clássico entre os melhores da franquia. Afinal de contas, aqui aparecem alguns dos inimigos mais icônicos e, também, o momento que definiu a série e desesperou fãs no final dos anos 1990.

Jill Valentine está em fuga de uma cidade sitiada por zumbis e ainda sendo usada como palco de experimentos pela Umbrella. É justamente um destes monstros que é enviado para queimar o arquivo dos sobreviventes da mansão; Nemesis se tornaria sinônimo de perseguidor e uma das figuras mais icônicas da saga, aparecendo novamente em diferentes outros jogos mas sem o mesmo nível de tensão que proporcionou a todos em Resident Evil 3.

O game, infelizmente, não está disponível em plataformas modernas. Lançado originalmente em 1999 para o primeiro PlayStation, o game pode ser adquirido na PSN e jogado no PS3, PSP e Vita. Outros relançamentos incluem plataformas como GameCube, Dreamcast e PC.

8. Resident Evil CODE: Veronica

Último bastião da jogabilidade clássica disponível em consoles atuais, o game lançado originalmente em 2000 para o Dreamcast também marcou a primeira transição geracional da série. Em uma sequência direta do segundo game, Claire Redfield continua em busca de seu irmão e acaba sendo presa pela Umbrella, apenas para cair de cabeça em mais um pesadelo.

Chris é o protagonista secundário de Resident Evil CODE: Veronica e, aqui, também fica firmada uma das maiores rivalidades de toda a franquia, com seu primeiro e definidor confronto contra Albert Wesker. A carga de companheiros mortos, conspirações biológicas e as origens da Umbrella, junto com enigmas interessantes, uma trilha sonora épica e gráficos muito bonitos, fazem com que esse seja o favorito da franquia para muita gente.

Resident Evil CODE: Veronica está disponível no Xbox, em retrocompatibilidade digital a partir de uma versão remasterizada, lançada em 2012. Já no PlayStation 4 e PS5, está disponível um port da versão original de PS2.

7. Resident Evil 4

Um dos jogos mais importantes de todos os tempos não poderia ficar de fora desta lista. Lançado em 2005, o título representou a primeira grande revolução para a série e para o mercado de jogos de ação como um todo, servindo de referência para muita coisa que viria depois e, até hoje, considerado um preferido para muitos dos fãs que tiveram, aqui, um dos primeiros contatos com a marca.

Mais focado no tiroteio do que no gerenciamento de munição, puzzles e sobrevivência, Resident Evil 4 também consagrou Leon como um favorito absoluto da comunidade. Em sua missão para resgatar a filha do presidente dos Estados Unidos de um grupo de cultistas, ele passa por diferentes cenários enquanto descobre que a ameaça das armas biológicas da Umbrella foram apenas o começo, e que mesmo com o fim da empresa, o perigo ainda é bem real.

Resident Evil 4 está disponível no PS4, PC, Xbox One e Switch. Em 2021, o game também recebeu uma versão em realidade virtual.

6. Resident Evil 5

A rivalidade que citamos na indicação anterior tem seu final aqui, assim como diferentes outras linhas narrativas dos anos clássicos da franquia. Se a série abraçou a ação no quarto game, o quinto a consolidou, investindo em uma mecânica cooperativa, diferentes opções de armas e uma chuva de inimigos enquanto Chris Redfield enfrenta uma das batalhas mais violentas de sua vida.

Ele não somente se tornou um guerreiro contra a disseminação das armas biológicas, mas em Resident Evil 5, também carrega consigo uma motivação pessoal. Jill Valentine, sua velha companheira, foi dada como morta, mas ele tem certeza que esse não é o fim da história e, ao lado de Sheva Alomar, sua nova parceira, acaba fazendo uma viagem às profundezas da Umbrella e tendo um encontro com seu maior e mais antigo inimigo.

Resident Evil 5 tem versões PC, Switch, PlayStation 4 e Xbox One, que rodam também no PS5 e Series X|S. Originalmente, o game foi lançado em 2009 para PS3 e Xbox 360.

5. Resident Evil Revelations

Outro game que mistura bem os estilos de ação e terror dos anos recentes da franquia, Resident Evil Revelations é, no mínimo, peculiar. Não apenas pelo fato de ter sido lançado originalmente para o Nintendo 3DS e, com isso, adotado um formato de episódios curtos e história fracionada, mas também pelo seu autor, Dai Sato, famoso por animes e trazendo um frescor para a franquia.

O enredo acontece a bordo de um navio tomado por armas biológicas, mas não apenas nele. Enquanto Jill Valentine busca por seu velho parceiro, Chris Redfield, desaparecido durante uma investigação, o próprio também segue seu caminho tentando desvendar uma conspiração, após um grupo de terroristas ameaçar contaminar as águas oceânicas. Ao lado dos protagonistas, surge um elenco de novos personagens que trazem ventos inéditos para a saga e o próprio enredo.

Resident Evil Revelations tem versões PC, PlayStation 4, Xbox One e Switch.

4. Resident Evil HD Remaster

Antes de revisitarmos o segundo game da série, entretanto, foi este o título que nos mostrou que a franquia poderia ser ainda mais bela e instigante com a ajuda de plataformas modernas. A reinvenção do primeiro Resident Evil veio pelas mãos do próprio criador, Shinji Mikami, e manteve todas as bases do original, com direito a novos enigmas e inimigos, surpresas para os fãs e, acima de tudo, visuais que, há 20 anos, já eram mais bonitos do que muito game lançado hoje em dia.

Seguimos os protagonistas Chris Redfield e Jill Valentine nos corredores de uma mansão misteriosa e tomada por zumbis e outras criaturas. Eles são policiais de elite de Raccoon City que, durante uma investigação, acabam sendo atacados e tomam refúgio nessa casa gigantesca, que também esconde os segredos por trás de uma série de assassinatos bizarros que estão acontecendo no local. Aqui, os dados de vilões e incidentes que permearam toda a série são lançados pela primeira vez.

O título foi lançado originalmente em 2002, mas em 2015 ganhou uma remasterização que o tornou ainda mais bonito. Resident Evil HD Remaster está disponível para PC, PlayStation 4, Xbox One e Switch.

3. Resident Evil 7

A saga de Ethan Winters, cuja continuação chegou às lojas em 2021, começou aqui. Lançado em 2017, Resident Evil 7 representou uma nova era, com uma visão em primeira pessoa e retorno ao foco no terror, ainda que muitas de suas raízes estejam firmadas no passado longínquo da marca.

Quando Ethan recebe uma comunicação de sua esposa, Mia, que acreditava estar morta, ele parte para o interior isolado dos Estados Unidos em busca de respostas. O que se segue é um confronto com uma família de psicopatas que parecem controlados por algo maior, bem como uma luta pela sobrevivência que leva o protagonista e o próprio jogador a confiar ao máximo em suas habilidades, enquanto resolve enigmas e tenta economizar o máximo de munição.

Resident Evil 7 está disponível para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

2. Resident Evil 2 Remake

A derrocada da Umbrella é apenas citada por cima no quarto game da série, mas foi em Raccoon City que ela começou. E recentemente, tivemos a chance de retornar a esses eventos em uma nova forma, que tornou o caos ainda mais envolvente.

Leon Kennedy chega à Raccoon City em seu primeiro dia de trabalho como policial, enquanto Claire Redfield vai em busca de seu irmão Chris, desaparecido há meses. Eles se encontram e sobrevivem juntos aos eventos de Resident Evil 2, descobrindo como a ganância e imprudência da Umbrella levaram à destruição de toda uma cidade.

O remake de Resident Evil 2 está disponível para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

1. Resident Evil Village

Episódio mais recente e também um dos melhores da franquia, a continuação da história de Ethan traz uma mistura de elementos de clássicos anteriores. Enquanto a pegada é mais de ação, com o ambiente e o estilo remetendo ao quarto título da franquia, o game investe em maior exploração de cenários, com direito a um retorno aos mesmo ambientes com novos itens que abrem caminhos diferentes e ampliam o tempo de jogo.

Isso sem falar no elenco de figuras que é peça central de Resident Evil Village. Não vemos o rosto de Ethan, mas de seus olhos, entramos em confronto direto com personagens icônicos como Lady Dimitrescu e Donna Beneviento, entre outros. Todos os vilões estão envolvidos nos mistérios de uma vila isolada na Europa e rituais que envolvem a família Winters de forma direta, assim como desenvolvem segredos do game antecessor.

Resident Evil Village foi lançado para PC, PlayStation 4 e Xbox One, com versões otimizadas no PS5 e Xbox Series X|S.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.