Executivo da Sony promete "mais aquisições" para o PlayStation

Executivo da Sony promete "mais aquisições" para o PlayStation

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 31 de Janeiro de 2022 às 19h01
Reprodução/GamesIndustry.biz

O CEO e presidente da Sony Interactive Entertainment, Jim Ryan, disse que a empresa deve comprar outros estúdios de games no futuro. A declaração vem logo após a dona do PlayStation anunciar a aquisição da Bungie, desenvolvedora de jogos como Destiny 2 e diversos títulos da franquia Halo, por US$ 3,6 bilhões (cerca de R$ 19 bilhões em conversão direta).

“Devemos, absolutamente, esperar mais”, disse o executivo em entrevista ao site GamesIndustry.biz. “Não terminamos de forma alguma [com as aquisições]. Com o PlayStation, temos um longo caminho a percorrer. [...] Temos muitos mais movimentos a fazer."

Jim Ryan: "Não terminamos de forma alguma [com as aquisições]" (Foto: Divulgação/Sony Interactive Entertainment)

Ryan também afirmou que passará muito tempo com a equipe da Bungie, principalmente com o CEO , Pete Parsons, “ajudando a garantir que tudo fique bem e que autonomia signifique autonomia”. Ele promete que a empresa, apesar de fazer parte do guarda-chuva do PlayStation Studios, terá autonomia e independência para desenvolver seus projetos e publicá-los em outras plataformas, como o Xbox. Ou seja, Destiny 2 deve continuar disponível na concorrência.

O executivo explicou ao site que a motivação por trás da aquisição é aumentar as habilidades da Sony para criar “serviços online” e “jogos multiplataforma” — em outubro de 2021, Ryan admitiu se sentir "frustrado" com o alcance dos jogos do PlayStation. Ele também declarou na entrevista:

"Eu tenho falado sobre aumentar o tamanho da comunidade PlayStation e expandir para além do nosso reduto histórico de consoles. Isso pode assumir muitas formas. E, definitivamente, uma das principais formas é a capacidade de que os jogos maravilhosos que temos produzido nos últimos 25 anos sejam apreciados em diferentes lugares, e jogados de diferentes maneiras. Estamos começando a ser multiplataforma, você já viu isso. Temos um cronograma agressivo com serviços online. E a oportunidade de trabalhar e, principalmente, aprender com as pessoas brilhantes e talentosas da Bungie... isso vai acelerar consideravelmente a jornada em que estamos."

Bungie fará parte do PlayStation Studios (Foto: Divulgação/Sony Interactive Entertainment)

Já o CEO da Bungie disse que a Sony poderá acelerar os planos da empresa, que incluem a vontade de levar suas franquias para o TV e cinema. Em setembro de 2021, o Canaltech noticiou que o estúdio abriu uma vaga de emprego para executivo sênior, cujo trabalho principal seria levar Destiny a novas mídias, como “televisão, filmes, livros, quadrinhos e formatos de áudio”.

O mês de janeiro foi marcado por grandes aquisições no mundo dos games. Primeiro, a Take Two Interactive (dona da Rockstar Games, produtora de Grand Theft Auto) anunciou a compra da Zynga por US$ 12,7 bilhões; na semana seguinte, a Microsoft anunciou a compra da Activision Blizzard (dona de franquias como Call of Duty e World of Warcraft). Agora, foi a vez da Sony.

Fonte: GamesIndustry

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.