Pentágono compartilha relatos de OVNIs em 1ª audiência pública em 50 anos

Pentágono compartilha relatos de OVNIs em 1ª audiência pública em 50 anos

Por Wyllian Torres | Editado por Rafael Rigues | 17 de Maio de 2022 às 16h30
Reprodução/Jeremy Corbell

Durante uma audiência do Comitê de Inteligência da Câmara de Deputados dos EUA, realizada nesta terça-feira (17), representantes do governo norte-americano revelaram que o Pentágono reuniu cerca de 400 relatórios sobre OVNIs (sigla para “objetos voadores não identificados”), mas que, até agora, nada aponta a existência de seres extraterrestres.

É a primeira vez em 50 anos que o Congresso norte-americano realiza uma audiência pública para debater o aumento do número destes relatos e as explicações mais plausíveis para eles.

A informação foi divulgada por Scott Bray, vice-diretor de inteligência naval dos EUA, que relatou os casos documentados como especialista durante a audiência pública. Além disso, Bray apresentou possíveis explicações para o aumento de avistamentos destes fenômenos.

Um OVNI observado através de um óculos de visão noturna no ano passado, apresentado na audiência pública (Imagem: Reprodução/FOX News)

Segundo Bray, este aumento se deve à popularização de equipamentos como quadricópteros e drones, tecnologias de sensoriamento mais aprimoradas e até a “desordem aérea” com lançamentos de balões. No entanto, vale lembrar que não é porque os fenômenos não foram identificados que eles sejam, necessariamente, alienígenas.

Por enquanto, a força-tarefa do Pentágono dedicada a investigar estes relatos não identificou nada que possa ser atribuído a algo fora da Terra. O material coletado também é muito pouco para estabelecer qualquer relação deste tipo. “Os dados que temos não apontam para uma explicação”, disse Bray.

A nova alegação acrescenta um capítulo sobre a relação do governo dos EUA com o tema OVNI que chama a atenção pública nos últimos anos. Tudo começou quando Luiz Elizondo, ex-diretor do extinto Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) dos EUA, deixou o Pentágono e vazou vídeos de naves não identificadas.

Relatos de “quase colisões”

Ainda na audiência pública, Bray apresentou dois vídeos com dois objetos voadores sem identificação. O primeiro foi feito a partir de uma aeronave da Marinha, onde um pequeno objeto esférico reflexivo se aproxima da janela. O vídeo seguinte, com poucos segundos de duração, ilustrou a escassez de dados destes relatos.

No vídeo, um OVNI triangular aparecia piscando através de um óculos de visão noturna, mas agora as autoridades acreditam que este fenômeno tenha relação com sistemas aéreos não tripulados. “A aparência triangular é resultado da luz que passa pelos óculos de visão noturna e depois é gravada por uma câmera SLR”.

Quando questionado se houve algum registro de acidente com estes OVNIs, Bray explicou que não aconteceu nenhum. "Tivemos pelo menos 11 ‘quase acidentes’, no entanto", acrescentou o vice-diretor de inteligência naval sem detalhar os casos. Ele também confirmou que os EUA jamais tentaram comunicação com estes objetos.

No ano passado, o Pentágono publicou um relatório detalhando os casos de avistamentos de OVNIs, apresentando possíveis causas como tráfego aéreo desordenado, fenômenos atmosféricos e até tecnologias ultra-secretas dos EUA e países como a Rússia e China.

Fonte: Via The Verge, FOX News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.