SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Sonda espacial Lucy revela que Dinkinesh é asteroide binário

Por| Editado por Patricia Gnipper | 03 de Novembro de 2023 às 10h41

Link copiado!

SwRI
SwRI

A NASA publicou novas fotos do asteroide (152830) Dinkinesh, tiradas pela sonda Lucy durante o sobrevoo feito nesta quarta-feira (1º). As imagens mostraram aos cientistas que o Dinkinesh não é uma única rocha espacial, mas sim duas, que formam um par binário.

Antes de a Lucy visitar Dinkinesh, a equipe da missão notou que os instrumentos dela mostraram variações no brilho do objeto, e os cientistas se perguntaram se o asteroide poderia ser um sistema binário (dois asteroides que orbitam um mesmo centro de massa). Com as novas imagens, não restaram dúvidas.

Continua após a publicidade

No fim, Dinkinesh se mostrou, de fato, um asteroide binário. De acordo com análises preliminares das primeiras imagens disponíveis, o objeto maior parece medir 790 metros de diâmetro, e o menor, 220 m.

A Lucy não visitou o Dinkinesh com o objetivo de tirar fotos dele, mas sim de testar os recursos do seu sistema de monitoramento terminal. O recurso permite que a sonda acompanhe de forma autônoma o asteroide desejado enquanto passa por ele a 16 mil km/h.

O sobrevoo representa uma etapa concluída com sucesso na missão Lucy, e os resultados do teste foram positivos. Ainda vai levar cerca de uma semana para os cientistas receberem os dados restantes, que vão ser usados em análises do desempenho da sonda e para prepará-la para o encontro com Donaldjohanson, asteroide que vai visitar em 2025.

A missão Lucy

Continua após a publicidade

Lançada em 2021, a missão Lucy tem o objetivo de explorar uma quantidade sem precedentes de rochas espaciais. Duas delas estão no Cinturão de Asteroides entre Marte e Júpiter, e as demais são asteroides do tipo troiano, que orbitam o Sol à frente e atrás de Júpiter. Estas rochas espaciais antigas têm pistas importantes sobre a formação do Sistema Solar e até sobre o surgimento da vida na Terra.

“Quando a Lucy foi selecionada originamente para o voo, planejamos voar por sete asteroides”, disse Hal Levison, principal investigador da missão. “Com a adição de Dinkinesh, duas luas troianas e agora este satélite, aumentamos [a quantidade de asteroides] para 11”, finalizou.

Fonte: NASA