Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Destaques da NASA: luz vermelha, Lua e + nas fotos astronômicas da semana

Por| Editado por Patricia Gnipper | 18 de Novembro de 2023 às 11h00

Link copiado!

NASA, ESA, CSA, STScI/J. Looten/G. Strand
NASA, ESA, CSA, STScI/J. Looten/G. Strand

Chegou o momento de conferir as fotos que a NASA destacou no site Astronomy Picture of the Day ao longo da semana. Uma delas mostra a beleza da Lua fotografada junto de uma montanha repleta de neve na Suécia, e outra traz nosso satélite natural ocultando Vênus.

Os registros restantes revelam uma luz avermelhada registrada na França, uma grande aurora boreal observada na Groenlândia e, claro, muito mais.

Confira:

Sábado (11/11) — Luz vermelha no céu

Continua após a publicidade

Um grande arco avermelhado apareceu no céu de França após anoitecer, e foi registrado na foto abaixo. Trata-se de um arco auroral estável (SAR), um fenômeno pouco comum.

Arcos como este costumam ser vistos em regiões a baixas latitudes junto de auroras boreais, que acontecem após tempestades geomagnéticas fortes.

Continua após a publicidade

Domingo (12/11) — Lua e montanha

Esta foto mostra a Lua na fase minguante gibosa. Ela acontece quando um pouco mais da metade da sua superfície está iluminada pelo Sol.

Poucos dias após a foto, a Lua avançou para a fase crescente e, depois, para a nova. Por sorte, um avião estava voando na região bem no momento do clique, deixando a foto ainda mais incrível.

Continua após a publicidade

Segunda-feira (13/11) — Galáxia Andrômeda

A galáxia Andrômeda (M31) foi fotografada quando faltava pouco para desaparecer por trás dos alpes suíços, formando a cena abaixo:

Continua após a publicidade

Esta é a galáxia mais distante visível a olho nu. Em alguns bilhões de anos, a Via Láctea e Andrômeda vão colidir.

Terça-feira (14/11) — Planetas e a Lua

Júpiter e Vênus brilharam junto da Lua, visíveis no céu da Sicília. Quando a foto foi feita, a grande parte da superfície lunar aparece iluminada graças ao chamado Earthshine, a luz refletida pela superfície e nuvens na Terra.

Continua após a publicidade

Na foto, Júpiter e Vênus aparecem do lado esquerdo e direito, respectivamente. Estes mundos se aproximam (em nossa perspectiva) cerca de uma vez por ano.

Quarta-feira (15/11) — Nebulosa do Caranguejo

Continua após a publicidade

A Nebulosa do Caranguejo (M1) é um remanescente de supernova que fica a 6.500 anos-luz de nós, que já foi observado por vários telescópios. Um deles é o Hubble, que capturou a foto abaixo.

Ela foi formada pela explosão de uma estrela massiva, e sua estrutura ainda está em expansão.

Continua após a publicidade

Quinta-feira (16/11) — Lua ocultando Vênus

Observadores no hemisfério norte puderam conferir recentemente uma ocultação de Vênus pela Lua. Durante o evento, nosso satélite natural pareceu passar à frente do planeta.

A composição acima, fotografada durante uma manhã na Polônia, mostra as diferentes etapas da ocultação.

Continua após a publicidade

Sexta-feira (17/11) — Aurora boreal

Após uma tempestade magnética forte, observadores em Qeqertaq, na Groenlândia, puderam conferir uma grande aurora boreal brilhando no céu.

Continua após a publicidade

As auroras são fenômenos luminosos formados pelas interações entre as partículas do Sol e as moléculas na atmosfera. Por isso, suas cores variam de acordo com os gases presentes a diferentes altitudes.

Fonte: APOD