Como é o módulo russo Nauka por dentro? Veja esses vídeos da ISS!

Como é o módulo russo Nauka por dentro? Veja esses vídeos da ISS!

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 03 de Setembro de 2021 às 10h35
novitskiy_iss/Twitter

Após anos de atrasos, foi no fim de julho que a Rússia lançou o novo módulo Nauka com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), para substituir o Pirs. A chegada do novo componente não foi a mais tranquila, já que os motores do componente foram acionados subitamente e acabaram alterando a orientação da estação. Resolvido este incidente, os astronautas a bordo da ISS já foram conhecer as novas instalações — e publicaram alguns vídeos, que nos mostram um pouco do que há por lá.

O primeiro “passeio virtual” pelo novo módulo foi feito pelo cosmonauta Oleg Novitskiy, que entrou nas novas instalações após a abertura e fez alguns registros. Ele publicou dois vídeos: um mostrando uma breve tour pelo Nauka, e o outro exibe ele se deslocando pelo laboratório, mostrando a abertura da janela do módulo para experimentarmos um pouco da sensação de observar a Terra do espaço. Por fim, o cosmonauta fez algumas publicações em sua conta do Twitter com imagens do interior do laboratório e do nosso planeta.

A outra "visita guiada" pelas novas instalações foi feita em um vídeo com Thomas Pesquet, astronauta da Agência Espacial Europeia (ESA). “Estamos felizes por ter experienciado a chegada desse módulo”, disse ele, observando que houve um pouco de “aventura” após a acoplagem, mas que a situação foi logo corrigida — ele se referiu ao disparo acidental dos propulsores do Nauka causado por um erro de software. Felizmente, o incidente não causou risco à tripulação.

Com o auxílio de outro colega de tripulação que conduzia a filmagem, Pesquet direcionou a câmera para o segmento russo da estação. A dupla flutuou por tanques, tubos de resfriamento e outros componentes até chegar ao Nauka. Ao entrarem, Pesquet se moveu para perto da escotilha recém-aberta, e explicou que havia um pouco de cheiro de fumaça após abri-la pela primeira vez. “Para mim, é um cheiro de protetor solar”, comentou. “É o ciclo térmico, a exposição ao calor do Sol cria esse tipo de cheiro especial”.

Ele comentou que o laboratório ainda estava cheio de equipamentos e que a tripulação ainda não teve tempo para colocá-los no local correto. Além disso, Pesquet mostrou um pouco da pequena cabine da tripulação, do novo banheiro que será útil quando houver mais tripulantes a bordo e uma área que será usada para a acoplagem de outros módulos. É lá que fica uma escotilha para o envio de experimentos à área externa da instalação, junto de uma janela que fica voltada para nosso planeta em um ângulo de 45º; assim, quando puderem abri-la, os astronautas poderão observar a Terra através dela.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.