Astronautas da NASA voltam sãos e salvos à Terra a bordo de nave da SpaceX

Por Patrícia Gnipper | 02 de Agosto de 2020 às 14h00
NASA/Bill Ingalls
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Depois de apenas dois meses na Estação Espacial Internacional (ISS), chegou a hora de os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley, da NASA, voltarem à Terra. A dupla protagonizou o histórico primeiro voo tripulado da SpaceX com a nave Crew Dragon, na missão Demo-2, que serviu para a empresa de Elon Musk provar à agência espacial dos Estados Unidos que está mais que pronta para assumir, de vez, o transporte de astronautas norte-americanos à órbita terrestre — desde o fim do programa dos ôbnibus espaciais em 2011, esses voos aconteciam nas naves russas Soyuz; portanto, o sucesso da SpaceX marca, ainda, o fim da parceria dos EUA com a Rússia nesse transporte.

O retorno da missão Demo-2 começou no sábado (1º), com a transmissão oficial e ao vivo da NASA sendo iniciada às 18h15 (horário de Brasília). Depois que os astronautas se acomodaram no interior da cápsula Endeavour na Crew Dragon, e depois que realizaram todos os testes de segurança e comunicações, a escotilha da nave foi fechada no início da noite, com o processo de desacoplamento da nave na ISS iniciando às 20h34. Eles viajaram de volta ao lar durante toda a noite de sábado e a manhã de domingo, com o "splashdown" acontecendo no Oceano Atlântico (especificamente na costa da Flórida) neste domingo (2) à tarde.

Abaixo, você fica por dentro de tudo o que rolou de mais importante:

Sábado (1º): a saída da Estação Espacial Internacional

Conforme previsto, às 18h15 (horário de Brasília) Bob Behnken e Doug Hurley iniciaram as checagens de segurança na Crew Dragon, preparando-se para o momento em que vestiriam os trajes espaciais e se posicionariam nos assentos.

Abaixo, vemos a atual tripulação da ISS, incluindo o comandante Chris Cassidy, da NASA, auxiliando Behnken e Hurley nos preparativos antes do fechamento da escotilha da cápsula.

A bandeira escrito "ISS 20" celebra os 20 anos da chegada da primeira tripulação na estação orbital, o que aconteceu em 31 de outubro de 2000

A escotilha da Crew Dragon foi fechada um pouco mais cedo, às 18h36.

Abaixo, vemos a dupla devidamente posicionada nos assentos da Crew Dragon e já com os trajes espaciais para lá de futuristas. Vemos também o painel sensível ao toque da espaçonave, onde ficam todos os controles do veículo, que, apesar de ter um sistema autônomo de navegação, também permite que seja realizada a navegação manual, caso necessário.

A partir deste momento, iniciou-se o processo de despressurização da espaçonave, bem como a regulação da temperatura interna, tudo para garantir que a cápsula e seus tripulantes possam navegar pelo espaço em segurança e reentrar na atmosfera da Terra.

Às 19h17, o comandante Cassidy fechou a escotilha da ISS que permitia o acesso ao interior da Crew Dragon, que já estava praticamente pronta para o processo de desacoplamento da ISS. Contudo, a NASA ainda precisava dar o "go" final para que isso acontecesse.

Ainda faltando cerca de uma hora para que o desacoplamento fosse iniciado, podemos ver, à direta, o interior da Crew Dragon onde estão os astronautas e, à esquerda, a câmera externa da ISS mostra a espaçonave ainda acoplada.

Enquanto o momento do desacoplamento não chegava, a NASA aproveitou para exibir uma belíssima fotografia do cometa C/2020 F3 NEOWISE, que foi tirada provavelmente da cúpula da ISS, mostrando o objeto e sua cauda logo acima da atmosfera da Terra. Também podemos ver algumas estrelas na imagem, provando que, sim, dá para ver estrelas da ISS, ainda que elas não apareçam em muitas das fotos do céu tiradas por lá. Quer saber por que isso acontece? Clique aqui!

Abaixo, vemos o trajeto orbital que a Crew Dragon fará até reentrar na atmosfera e iniciar o processo de pouso, até que o "splashdown" aconteça no oceano. Depois disso, a cápsula com os astronautas será resgatada por uma equipe especializada da SpaceX, que levará a dupla sã e salva a terra firme.

Às 20h20, a NASA deu o "go" para o desacoplamento, cuja sequência inicial começou a acontecer às 20h30. Neste momento, vimos a equipe do controle da missão em Terra em um registro histórico, com todos vestindo máscaras de proteção contra o coronavírus, visto que estamos em meio à pandemia de COVID-19.

Os ganchos que seguravam a Crew Dragon à ISS começaram a ser recolhidos um a um, liberando a nave para iniciar seu retorno à Terra. Abaixo, vemos a cápsula se soltando da estação orbital às 20h34.

A partir deste momento, a nave acionou seus motores Draco periodicamente para que fossem feitos os ajustes necessários para mantê-la no curso correto. Abaixo, vemos a ISS a partir da câmera em preto e branco que está a bordo da Crew Dragon, à medida que ela se afastava da estação orbital.

Enquanto isso, também pudemos ver como as câmeras da ISS registraram a Crew Dragon se afastando rapidamente, aparecendo na imagem abaixo como dois pontos luminosos.

A partir de agora, apenas três pessoas habitam a ISS (o comandante Chris Cassidy, da NASA, e os cosmonautas Anatoli Ivanishin e Ivan Vagner, da agência espacial russa Roscosmos). Isso mudará em breve, pois, em setembro, NASA e SpaceX levarão quatro astronautas à ISS com a missão Crew-1, a primeira verdadeiramente operacional na parceria entre a agência espacial dos EUA e a empresa de Elon Musk. A missão levará para lá os astronautas Michael Hopkins, Victor Glover e Shannon Walker, da NASA, junto de Soichi Noguchi, da agência espacial japonesa JAXA.

Bob Behnken e Doug Hurley recarregaram suas energias durante a noite, dormindo por algumas horas enquanto a Crew Dragon seguiu seu rumo em direção à Terra.

Domingo (2): o retorno à Terra

Nossa cobertura continuou neste domingo a partir das 14h. Neste horário, a live da NASA mostrou imagens obtidas pela câmera da plataforma de resgate da espaçonave, já posicionada no Oceano Atlântico. A agência espacial informou que as águas estavam relativamente calmas, o suficiente para que o "splashdown" fosse mesmo autorizado.

Faltando menos de 10 minutos para o início das manobras finais que permitem a reentrada na atmosfera, os astronautas aguardam pacientemente o OK da NASA.

Às 14h49, a sequência de saída da órbita da Terra foi iniciada. O grande momento a seguir foi quando a Crew Dragon acionou mais uma vez seus motores Draco para ajustar sua posição, abandonando então a órbita terrestre para iniciar o processo de descida até a superfície do oceano. Essa foi a queima mais longa dos propulsores, sendo a última vez que os motores foram acionados nesta jornada, com duração de 11 minutos e 22 segundos.

Então, Elon Musk, CEO da SpaceX, aparece na sala do controle da missão ao lado de toda a equipe da NASA, para acompanhar os momentos finais (e mais críticos) do retorno dos astronautas em sua espaçonave.

NASA confirma aos astronautas que tudo estava correndo conforme o planejado, que a queima para abandono da órbita foi finalizada com sucesso e que o oceano estava bastante calmo, com o navio de resgate chamado Go Navigator no aguardo do "splashdown". 

Às 15h36, começou o já previsto "blackout" entre o centro de controle da missão e a Crew Dragon. Essa lacuna de comunicações acontece no instante em que a nave inicia sua reentrada na atmosfera, com o contato sendo reestabelecido poucos minutos depois. Durante a reentrada, as temperaturas do exterior da espaçonave atingem cerca de 1.920 ºC, enquanto o interior da cápsula permanece resfriado, sem risco à integridade física dos astronautas. A nave reentra na atmosfera a uma velocidade superior a 27.000 km/h e, a essa velocidade, uma onda de choque muito forte se forma em torno da frente do veículo, comprimindo e superaquecendo o ar. As comunicações foram reestabelecidas às 15h41.

15h44 foi o instante em que se deu início à liberação dos paraquedas, necessários para desacelerar a descida da cápsula, que precisa pousar suavemente no oceano.

Splashdown! 15h48 foi o horário em que a Crew Dragon pousou com sucesso no oceano, após 19 horas de viagem de volta à Terra! "Obrigado pelo voo, SpaceX", agradece a NASA.

Já de volta ao planeta, os astronautas aguardaram o resgate, permanecendo no interior da Crew Dragon. 

Resgate a caminho! A imagem abaixo mostra o horário das 16h05, faltando cerca de 20 minutos para que a cápsula fosse levantada e posicionada na plataforma de resgate, e cerca de 30 minutos para a abertura da escotilha, liberando os astronautas.

Equipes de resgate a postos na plataforma da SpaceX.

Às 16h17, a nave começou a ser levantada do oceano.

Sendo posicionada na plataforma apenas 1 minuto depois.

Exterior da nave todo chamuscado, devido às altas temperaturas durante a queima da reentrada na atmosfera

Após cuidadosas inspeções do lado de fora da cápsula, garantindo que nenhum vazamento estivesse acontecendo (o que poderia colocar em risco a vida de todos os presentes), a equipe da SpaceX abriu a escotilha às 17h, quando o médico da missão entrou na nave para verificar o estado de saúde dos astronautas, antes que eles fossem autorizados a sair e respirar ar puro pela primeira vez em 64 dias.

O primeiro a ser tirado da cápsula foi Bob Behnken, na imagem abaixo posicionado em uma maca, num procedimento padrão nesse tipo de resgate.

Em seguida, Doug Hurley também foi retirado do interior da Crew Dragon, passando pelo mesmo procedimento médico padrão. Ambos, então, foram levados ao centro médico da NASA na própria plataforma da SpaceX, para que seus estados de saúde fossem checados.

A equipe do controle da missão aplaude o momento em que os astronautas foram resgatados com sucesso e, a partir deste instante, a Crew Dragon Endeavour será levada à costa para que a SpaceX a inspecione, iniciando, então, o processo de recuperação da nave para que seja utilizada novamente em um próximo transporte de astronautas à ISS — o que acontecerá no ano que vem com a missão Crew-2. Antes disso, em setembro deste ano, a missão Crew-1 será lançada com uma nova cápsula Crew Dragon.

Parabéns a todos os envolvidos na missão Demo-2, que se mostrou um verdadeiro sucesso!

*Nossa cobertura ao vivo começou no sábado (1º) às 18h, sendo atualizada e republicada no domingo (2) às 14h.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.