Quem é America Chavez, a nova heroína de Doutor Estranho 2?

Quem é America Chavez, a nova heroína de Doutor Estranho 2?

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 20 de Janeiro de 2022 às 18h30
Reprodução/Marvel Studios

Mais do que trazer o tão esperado encontro entre o Doutor Estranho e a Feiticeira Escarlate, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura vai apresentar uma nova e peculiar heroína ao Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês). Trata-se de America Chavez, uma jovem que tem tudo a ver com a bagunça entre realidades apresentadas no filme e que marca a estreia de uma nova geração de heróis nas telas.

Isso porque ela é uma personagem criada há pouquíssimo tempo pela Marvel nos quadrinhos. Enquanto figuras como o Homem-Aranha, Capitão América e o próprio Doutor Estranho têm décadas de histórias para contar, America Chavez apareceu pela primeira vez nas HQs em 2011.

America Chavez apareceu muito rapidamente no teaser de Multiverso da Loucura (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Mesmo com uma história tão breve nos gibis, ela já deu as caras nos cinemas — inclusive sendo parte do primeiro teaser de Multiverso da Loucura. Ela é a jovem de jaqueta jeans que aparece em algumas cenas e, pelo que indicam os rumores, será fundamental na trama que está por vir.

Assim, se você já está aquecendo os motores e treinando seus feitiços para o longa, saiba quem é America Chavez, sua origem e o que podemos esperar dela em sua estreia no MCU.

America Chavez: a menina única

A primeira aparição de America Chavez nos quadrinhos foi na minissérie Vingança, de 2011; desde então, ela ganhou importância dentro das histórias da Marvel. Isso porque ela rapidamente assumiu o título de Miss America e passou por diversas equipes. Contudo, antes disso, ela precisou provar seu valor como uma heroína do multiverso.

America entrou no universo marvel cheia de pompa e presença (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Isso porque ela é literalmente uma personagem única dentro do universo Marvel. Enquanto todos os demais heróis existem em diferentes versões em realidades distintas, só existe uma única America em todas as dimensões da editora.

Isso porque ela nasceu dentro do chamado Paralelo Utópico, uma realidade alternativa que existe fora do tempo dentro da Marvel. Basicamente, imagine o multiverso como uma teia com infinitos pontos conectados e a terra-natal da heroína é a única dimensão isolada de todo o resto.

Esse mundo foi criado por uma entidade conhecida como Demiurgo e foi o lar de America ao longo de toda sua infância. Ela foi criada por suas mães e passou a absorver os poderes dessa realidade mágica, o que permitiu que ela ganhasse habilidades como voo, superforça, agilidade e invulnerabilidade — ou seja, o pacote básico do super-herói.

O nascimento de America também é único, sendo fruto de duas mães no Paralelo Utópico, uma realidade fora do multiverso (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Pois é a partir disso que, aos seis anos de idade, America vê esse Paralelo Utópico ficar à beira da destruição. Na tentativa de impedir o apocalipse, suas mães se sacrificam em um ato final e fazem com que essa realidade integre o multiverso regular — e é quando a heroína descobre ser capaz de abrir portais para o multiverso ao canalizar energia, criando fendas no espaço-tempo.

Assim, sozinha em seu próprio mundo, ela decide usar seus novos poderes e viajar por diferentes realidades para seguir o legado heróico de suas mães. É em meio a esse passeio dimensional que ela acaba vindo para a Terra-616, que é onde as histórias da Marvel se passam.

A partir disso, ela viaja pelo multiverso até cair na Terra-616 e se tornar a Miss America (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Ela entra para um grupo de heróis chamado Brigada Juvenil e chega a ter um romance com um herói chamado Nulificador Total. Contudo, eles logo terminam e America assume ser lésbica — sendo uma das poucas personagens assumidamente LGBTQ. Pouco tempo depois, ela deixa a equipe e integra os Jovens Vingadores.

Cuidando do criador

A passagem de America pelos Jovens Vingadores é muito interessante e importante porque é algo que pode influenciar bastante tanto Doutor Estranho no Multiverso da Loucura quanto o próprio futuro do MCU. Isso porque o interesse dela na equipe é proteger o herói Wiccano, membro do time, que nada mais é do que o Demiurgo, a entidade que criaria o seu mundo no futuro.

Apesar do visual simples, America logo caiu no gosto do público (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Esse é um detalhe importante porque conecta America com o que já vimos nas séries até agora. Afinal, Wiccano nada mais é do que a reencarnação de um dos filhos de Wanda e ele até já apareceu com o traje clássico em WandaVision. E por mais que a explicação dos quadrinhos seja bastante confusa para o público do MCU, é possível que tenhamos alguma adaptação nessa novela, mas ainda mantendo os vínculos.

Assim, sabendo da identidade de seu criador e que ele estaria em perigo, ela passa a estar sempre perto para evitar que qualquer ameaça coloque sua vida em risco. E é assim que ela ajuda os Jovens Vingadores a enfrentar o parasita interdimensional Mãe, que aparece justamente querendo devorar seres superpoderosos e realidades inteiras e que pretendia absorver justamente Wiccano.

O fato de ser única no multiverso torna America também uma personagem bastante particular (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Além disso, a relação de America Chavez com o grupo de heróis adolescentes vai ainda mais longe. Isso porque ela desenvolve uma forte amizade com Kate Bishop.

Após esse confronto, ela chega a fazer parte de outras equipes, como os Supremos, em que passa a enfrentar ameaças cósmicas, além de também ter atuado junto com os X-Men, o Capitão América e outros figurões do primeiro escalão da Marvel, participando inclusive de algumas sagas da editora, como a infame Guerra Civil 2.

Presença no MCU

É claro que a estreia de America Chavez no MCU não será exatamente assim, mas muito dessa origem deve ser adaptada para funcionar dentro do roteiro de Multiverso da Loucura. A começar pela sua própria capacidade de abrir portais e viajar por entre realidades, que é algo que se encaixa muito bem dentro da premissa do longa.

Só que, segundo apontam os rumores, ela vai ser importante para a história também por outros motivos. Um suposto roteiro vazado indica que esse poder único da heroína irá colocá-la na mira de Gargantos (ou Shuma-Gorath, se preferir), um demônio aprisionado dentro do Darkhold.

Segundo o vazamento, a criatura irá influenciar Wanda, fazendo a Feiticeira Escarlate acreditar que a única forma de salvar seus filhos é usando as habilidade de America. No entanto, o grande plano do vilão é capturar a jovem para se libertar e viajar por entre mundos para conquistar e destruir tudo em seu caminho.

Assim, seria nesse contexto que veríamos o caminho de America e do Doutor Estranho se cruzando, levando àquela luta que aparece no trailer. E, ao descobrir quais são os poderes da menina e o mal que a persegue, o ex-Mago Supremo passa a ajudá-la.

Mais uma vez, esse é um rumor que circula pela internet e que não está confirmado, mas que faz bastante sentido dentro da origem de America e daquilo que a gente espera — até porque alguns desses elementos realmente aparecem no teaser que foi exibido ao fim de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa.

Além disso, a entrada de America Chavez no MCU é algo muito significativo para pavimentar o caminho para a inevitável formação dos Jovens Vingadores.

Há tempos a Marvel vem insinuando o surgimento do grupo e começou, aos poucos, a apresentar personagens ligados ao time, como a própria Kate Bishop em Gavião Arqueiro e os filhos de Wanda, em WandaVision, que se tornam Wiccano e Célere nos quadrinhos. Isso sem falar que Kamala Khan está vindo aí em Ms. Marvel, assim como Riri Williams é outra candidata à equipe após sua estreia em Pantera Negra: Wakanda para Sempre e na série Coração de Ferro.

É claro que sempre há a possibilidade de vermos America Chavez sumir do MCU logo após resolver sua história em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, mas não há como negar que ela é uma heroína que ganhou muito destaque nas histórias recentes da Marvel nos quadrinhos e que tem tudo a ver com o futuro que o MCU vem desenhando. Assim, pelo sim ou pelo não, vale a pena ficar de jovem na garota.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura tem estreia prevista para o dia 5 de maio de 2022.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.