Quem é Shuma Gorath, o possível vilão de What If...? e Doutor Estranho 2

Quem é Shuma Gorath, o possível vilão de What If...? e Doutor Estranho 2

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 10 de Agosto de 2021 às 14h30
Reprodução/Marvel Comics

O primeiro episódio de What If…? traz uma mudança um tanto quanto curiosa em relação aos eventos que a gente já conhece do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês). Além de Peggy Carter tomar o soro do supersoldado e Steve Rogers virar um proto-Homem de Ferro, temos o vilão Caveira Vermelha usando o Tesseract para abrir um portal para outra dimensão de onde saem os tentáculos de um monstro que pode destruir o mundo. E, embora não seja explicado o que é aquela criatura, muita gente ficou se perguntando se não estávamos diante de Shuma Gorath.

Se você nunca ouviu esse nome, fique tranquilo, afinal a entidade de um olho só e infinitos tentáculos está longe de ser um personagem popular da Marvel. Tanto que ele é mais famoso pela sua participação nos jogos da série Marvel vs. Capcom do que realmente por sua participação em histórias nos quadrinhos da editora. Ainda assim, bastou aparecer um pedaço da criatura para que as especulações viessem de carona.

Capitã Carter enfrenta tentáculos verdes bastante sugestivos no primeiro episódio de What If...? e que podem apontar para vilão extradimensional (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

O mais interessante é que, embora What If…? não diga que sim e muito menos que não, o contexto no qual o monstro é invocado pelo Caveira Vermelha se encaixa perfeitamente dentro da mitologia das HQs relacionada a essa entidade monocular — o que serve apenas para reforçar a hipótese de que, por muito pouco, o personagem não fez sua estreia no MCU.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Assim, se você quer ter suas próprias conclusões para saber se Capitã Carter enfrentou ou não Shuma Gorath no primeiro episódio de What If…?, o Canaltech te explica exatamente quem é essa criatura e que implicações sua participação pode ter para o futuro do universo Marvel — principalmente em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

O Cthulhu da Marvel

Como é de se esperar de uma entidade extradimensional, Shuma Gorath é um personagem que possui relação direta com as histórias do Doutor Estranho. Só que, curiosamente, a primeira menção a ele acontece fora da Marvel, em uma história do Conan, o Bárbaro publicada em 1967 — quase 30 anos após a morte de seu autor, Robert E. Howard.

Shuma Gorath dominou o mundo muito antes dos humanos surgirem (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

No conto A Maldição do Caveira Dourada, um feiticeiro à beira da morte amaldiçoa a humanidade e invoca Shuma Gorath. Na história, a entidade não aparece, mas foi o suficiente para deixar o pessoal imaginando que tipo de ameaça seria essa. Foi só em 1972 que a Marvel se apropriou do nome e, em Marvel Premiere #9, trouxe o Shuma Gorath que a gente conhece como inimigo do Mago Supremo.

E enquanto o nome veio diretamente das histórias de Howard, o visual da criatura foi inspirado em outro mestre do terror do início do século XX: H.P. Lovecraft. Não por acaso, há quem veja Shuma Gorath como o Cthulhu da Marvel, em referência ao icônico monstro extradimensional criado por Lovecraft em seus contos. E as semelhanças são realmente bem aparentes, seja no visual por causa de seus tentáculos ou mesmo no conceito de ser essa criatura vinda de outro plano e com a capacidade de dominar mentes e destruir o mundo.

É a partir disso que, dentro da mitologia da Marvel, Shuma Gorath aparece como um dos demônios existentes entre os planos de existência da editora, sendo parte dos Antigos, uma classe de entidades que vive desde o princípio de tudo. Não por acaso, ele também é conhecido como Senhor do Caos e volta e meia tenta surgir na Terra para conquistá-la, como já conseguiu há milhões de anos.

Ameaçando bárbaros e heróis

Como dito, o conceito da criatura surgiu em uma história de Robert E. Howard. Por isso, quando a Marvel passou a publicar as histórias de Conan, o Bárbaro, logo tratou de inserir a entidade de um olho só também às suas histórias.

Por muito tempo, Shuma Gorath chegou a ser adorado como um deus (Imagem: Reprodução/marvel Comics)

É dessa forma que descobrimos que Shuma Gorath já dominou a Terra no passado, incluindo em uma era em que a humanidade ainda não existia, apenas os seus ancestrais. E a entidade só consegue ser derrotada graças a um feiticeiro viajante do tempo, que a baniu daquela época. Séculos depois, o ser de um olho só retorna e passa a ser adorado como uma divindade pelo povo da Ciméria e alimentado por sacrifícios de sangue por mais alguns milhares de anos, até o surgimento do deus Crom, que o aprisiona. Mais tarde, quando bruxos o libertam, Conan consegue expulsar Shuma Gorath de nossa dimensão.

Assim, na cronologia da Marvel, o monstro fica preso em outro plano da existência por mais de 10 mil anos, até que sua história se cruza com a do Doutor Estranho e demais heróis. Em geral, ele sempre aparece como esse mal ancestral que ameaça invadir o mundo, mas acaba sendo repelido de alguma maneira e sempre com muito custo — geralmente a vida de alguém. Não por acaso, os roteiristas usam muito pouco esse personagem justamente por causa de seu nível de poder imensurável. Afinal, como você enfrenta algo imortal que é maior do que a própria existência?

Em uma dessas tentativas de voltar à Terra e dominar tudo, Shuma Gorath toma controle da mente do Ancião, o antigo Mago Supremo desta dimensão. Assim, para impedir que essa entidade cósmica conseguisse avançar para o nosso mundo, Doutor Estranho é obrigado a matar seu mestre.

Para enfrentá-lo, os heróis da Marvel sempre precisaram de reforços (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Ainda assim, isso não foi o bastante para banir de vez a criatura de um olho só e seus infinitos tentáculos voltaram a ameaçar a vida dos heróis após os amuletos que o mantinham longe do plano terrestre serem destruídos. Por isso, o Doutor Estranho teve que ir à dimensão em que Shuma Gorath existia para enfrentá-lo em um combate que quase custou a vida do herói. Para conter a criatura, foi preciso absorver a energia do caos, o que fez com que Stephen Strange começasse a se tornar o próprio Shuma Gorath, precisando se matar para poder se livrar da influência da entidade.

Em outras ocasiões, a entidade ainda enfrentou o Quarteto Fantástico e até mesmo os Vingadores, que sempre precisaram de poderes e artefatos místicos para conseguir fazer frente à criatura extradimensional.

Shuma Gorath em What If…?

Como dito, o Marvel Studios não explica no primeiro episódio se a criatura que o Caveira Vermelha invoca com o Tesseract é mesmo Shuma Gorath ou apenas algum monstro qualquer vindo de outra dimensão. Afinal, a gente sabe que criaturas com tentáculos infinitos realmente fazem parte desse imaginário do medonho e do abissal desde a época de Lovecraft e poderia ser apenas algo nesse sentido que o vilão estava trazendo para o mundo — além de ser uma referência à própria Hidra.

Contudo, há vários elementos na história de Shuma Gorath que levam a crer que a Marvel decidiu brincar com o personagem e inseri-lo mesmo que fosse como um pequeno easter egg.

Shuma Gorath pode ser o grande vilão de DOutor Estranho no Multiverso da Locuura, segundo algumas teorias (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O primeiro indício está no fato de que a entidade também tem esse quê de monstro das lendas, sendo visto como uma espécie de deus antigo — assim como as histórias do Conan apresentavam. Isso é mostrado brevemente em What If…? quando vemos o desenho de um portal no painel viking. Na cena correspondente em Capitão América: O Primeiro Vingador, esse detalhe não existe.

Outro ponto que pesa a favor da teoria de que a Capitã Carter enfrenta Shuma Gorath é justamente a ideia de que a entidade é invocada de outro plano de existência a partir do Tesseract — ou seja, da Joia do Espaço. No filme original, o Caveira Vermelha abre um portal que o engole, mas a animação do MCU mostra que o plano original da Hidra era muito maior do que conseguir uma fonte de energia infinita ou coisa parecida: o vilão deixa claro que a intenção era trazer a entidade para o plano terrestre.

E, assim como acontece várias vezes com o Doutor Estranho nas HQs, Peggy Carter também precisa entrar na dimensão da criatura para conseguir contê-la. A diferença, no caso, é que ela fez isso na base do soco e da espada ao invés de se apoiar em artefatos mágicos.

Na adaptação em quadrinhos do conto que deu origem ao nome Shuma Gorath, temos o Caveira Dourada muito parecido com o vilão do Capitão América (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Por fim, há um detalhe bastante curioso que pesa muito a favor dessa teoria. Como explicado antes, Shuma Gorath apareceu pela primeira vez em um conto chamado A Maldição do Caveira Dourada. E, em What If…?, ele é invocado por outro caveira, o Vermelha. Parece brincadeira, mas é o tipo de referência que faz muito sentido principalmente quando olhamos a versão em quadrinhos dessa história, que traz um vilão que realmente parece um ancestral do inimigo clássico do Capitão América.

E o que Shuma Gorath significa para o MCU?

Sendo bem sincero, provavelmente nada. Isso porque, em termos de história, não faz a menor diferença se a criatura que aparece no primeiro episódio de What If…? é mesmo Shuma Gorath, Cthulhu, uma lula gigante ou qualquer outra criatura à sua escolha. O importante é que se trata de uma enorme ameaça e que a Capitã Carter se sacrifica para impedi-la.

Por outro lado, a sugestão de ser essa entidade tão poderosa também pode abrir caminhos para outras histórias. A primeira delas é que o monstro pode ser a grande ameaça de What If…?. Até agora, a série vem sendo apresentada como uma antologia em que cada episódio vai mostrar um pedaço do multiverso. Contudo, a gente já sabe que há uma história maior sendo contada e que, em algum momento, personagens como Capitã Carter, T’Challa Senhor das Estrelas, Killmonger Pantera Negra e demais vão ter de se encontrar. E se for para enfrentar essa criatura que, de alguma forma, foi liberada com o surgimento do multiverso?

Seria Shuma Gorath a grande ameaça que o Vigia iria tentar evitar em What If...?

É claro que a gente não tem nada concreto em relação a isso, mas é curiosa essa aparição já no episódio de estreia da animação, ainda mais se levarmos em conta que a história de Peggy Carter não entrega tantas mudanças em relação ao universo que a gente conhece. Assim, não seria estranho pensar que a intenção dessa estreia foi justamente fazer os preparativos para o retorno dos infinitos tentáculos.

Outra possibilidade que vem sendo cogitada por aí é que Shuma Gorath vai ser o vilão de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. Primeiro porque o vilão está diretamente ligado às histórias do Mago Supremo. Além disso, ele sempre é relacionado ao multiverso por causa de sua natureza extradimensional, o que combina perfeitamente com o atual momento das histórias do MCU. Para completar a trinca de evidências, a própria Marvel disse que a ideia é fazer com que o filme tenha uma pegada mais de terror e nada mais assustador do que um deus antigo de um olho só e muitos tentáculos ameaçando dominar o mundo. Isso sem falar que os contos de Lovecraft que inspiraram a figura de Shuma Gorath carregam fortemente essa relação com a loucura que o oculto carrega.

Assim, da mesma forma que What If…? pode ter feito apenas uma pequena referência à entidade, há também grandes chances de ser uma prévia de uma participação muito maior na própria série ou mesmo em outras produções do MCU. De qualquer forma, é o tipo de provocação que o Marvel Studios adora fazer para deixar todo mundo de olho no que vem por aí. E nós, com certeza, já estamos empolgados.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.