Conheça os 8 casais mais emblemáticos da cultura geek

Por Gustavo Rodrigues | 10 de Junho de 2016 às 11h46

O Dia dos Namorados se aproxima e por isso decidimos fazer uma lista com os 8 casais mais emblemáticos da cultura geek que são marcantes até hoje para o público ou que foram impactantes para o desenvolvimento de histórias. Estes romances tiveram a intervenção de entidades místicas, renderam o confronto versus vários ex-namorados, a união em um mundo pós-apocalíptico e até mesmo uma relação entre humano e "robô".

Ciclope e Jean Grey

Scott Summers e Jean Grey são membros fundadores dos X-Men e se transformaram no principal casal do universo mutante conforme as histórias dos alunos do Professor Xavier se tornaram populares nos anos 1970, mesmo que ele já nutrisse sentimentos pela ruiva desde as primeiras edições. Os jovens encontraram na dificuldade de controlar seus poderes algo em comum e se aproximaram, algo que resultaria na união matrimonial deles nos anos seguintes.

Entretanto, Scott e Jean sempre tiveram uma união marcada por tragédias. A personagem foi dada como morta durante missão, reapareceu com os poderes da Força Fênix, morreu nas mãos do amado após perder totalmente o controle mental, voltou à vida, foi traída pelo marido e pouco tempo depois morreu novamente, tornando-se um eterno fantasma na vida de Ciclope. Uma relação bastante conturbada, principalmente se lembrarmos que ela foi clonada pelo Sr. Sinistro e que sua réplica, Madelyne Pryor, teve um relacionamento com o líder dos X-Men.

Apesar disso, o simbolismo da união Summers-Grey ainda é maior. Em todas as mídias a relação entre os dois é um dos elementos básicos na construção dos dois personagens. Uma das melhores é o envolvimento entre eles na animação X-Men: Evolution, que começa apenas com pequenas pistas do que poderia ser o amor entre os dois até a conexão do casal tornar-se mais do que um elo telepático.

O filme X-Men: Apocalipse apresentou os novos Ciclope e Garota Marvel, interpretados por Tye Sheridan e Sophie Turner, respectivamente, quando se conhecem, porém estabelece que o romance entre os dois será um dos pontos principais para as próximas adaptações cinematográficas do universo mutante.

Jessica Jones e Luke Cage

Um dos casais mais recentes desta lista, mas que tende a se tornar mais popular conforme novas temporadas de suas séries para a Netflix sejam lançadas. Jessica Jones e Luke Cage tiveram seu relacionamento construído nas publicações de Alias, HQ escrita por Brian Michael Bendis e que foi a principal referência para a adaptação televisiva.

Por fazer parte do selo Max, cujas histórias poderiam ter conteúdo mais adulto, o relacionamento entre os dois personagens superpoderosos aproveitou o drama emocional que existia na vida dos dois, principalmente o abuso que ela sofreu por Kilgrave, e até no que eles são capazes fisicamente para construir o envolvimento romântico.

O relacionamento dos dois personagens evoluiu rapidamente nas mãos de Bendis. Eles se casaram em uma edição especial que traria Stan Lee como o reverendo do matrimônio, tiveram sua filha Danielle e se estabeleceram durante muito tempo como o principal casal de Vingadores durante o período que o roteirista escreveu as histórias do grupo de heróis.

Jessica Jones e Luke Cage devem criar um relacionamento um pouco diferente nas próximas temporadas das séries da Netflix, mas que deve crescer conforme as tramas de ambos os personagens se consolidarem neste universo televisivo.

Han Solo e Leia

Numa galáxia muito distante, Han Solo e Leia se conheceram em situações opostas. A princesa lutava por uma causa importante para toda a galáxia, enquanto ele pensava em como poderia lucrar com suas viagens a bordo da Millenium Falcon ao lado de Chewbacca e escapar do monstruoso Jabba, the Hutt.

Leia era a princesa atípica ao que o público estava acostumado, sendo uma mulher de coragem que mostrava força e personalidade em seus ideais. Enquanto isso, Han era o exemplo clássico de canalha cheio de charme, que tinha um ar de James Bond da época do Sean Connery, mas que cedeu ao amor pela jovem Skywalker.

Em O Despertar da Força, a trama mostrou que o famoso "felizes para sempre" não existiu na vida dos dois, principalmente depois que o filho deles, Ben Solo, criou interesse pelo lado sombrio da Força, que resultou na separação do casal e no trágico fim da família Organa-Solo.

Clark Kent e Lois Lane

O Superman tem três alicerces terráqueos em sua vida que o transformam no herói icônico em vez de uma possível ameaça ao planeta: Jonathan Kent, Martha Kent e Lois Lane. Mesmo que já tenha sido aproveitada a relação entre Clark e Lana Lang, principalmente em Smallville, e até mesmo com a Mulher Maravilha nos Novos 52, a repórter do Planeta Diário é inegavelmente o interesse amoroso mais marcante do defensor de Metropolis.

O envolvimento dos dois personagens é tão emblemático que é o centro da série televisiva do herói nos anos 90, Lois & Clark: As Novas Aventuras do Superman. Entretanto, nada tem maior simbolismo do que o universo de Injustice, quando a repórter morre em período de gestação devido a um plano ardiloso do Coringa, o que acaba tornando o kryptoniano em um tirano superpoderoso em escala global.

Assim como nos quadrinhos, Lois Lane tem sido um ponto bastante importante na vida do Homem de Aço nos cinemas. A personagem, interpretada por Amy Adams nas produções mais recentes, é o ponto mais humano na vida do Clark Kent de Henry Cavill, se tornando elemento básico nas tramas de Zack Snyder para tornar o alienígena um pouco mais carismático.

Feiticeira Escarlate e Visão

Este é um dos relacionamentos mais estranhos do Universo Marvel: o envolvimento entre uma feiticeira mutante e um sintozoide, um androide com padrões cerebrais humanos. Entretanto, ele é um dos mais simbólicos na construção de várias histórias marcantes para os gibis dos Vingadores.

Os dois personagens criaram o relacionamento deles durante o período que ambos faziam parte dos Vingadores, a ponto deles se casarem. Entretanto, o casal não poderia ter filhos, exceto se Wanda os criassem com seus poderes mágicos - o que aconteceu. Ela dá vida a dois garotos, Thomas e William, que na verdade eram fragmentos da alma do demônio Mefisto e são reabsorvidos pela entidade mística. A feiticeira Agatha Harkness precisa apagar a lembrança das crianças para que Wanda não sucumba à loucura.

Os dois até voltaram a ter um relacionamento juntos, mas não foi algo que durou muito tempo. Um dos momentos agravantes para a história dos dois é quando Wanda descobre que havia tido filhos e a memória apagada por sua mentora, deixando a vingadora fora de controle e usando seus próprios poderes de magia do caos para atacar seus amigos - o que ocasiona a morte de Gavião Arqueiro, Homem-Formiga e Visão.

Os dois personagens já tiveram uma conexão construída em Capitão América: Guerra Civil e podem se tornar o principal casal entre os Vingadores nas telonas, mas dificilmente terão uma relação tão complexa e conturbada quanto nos quadrinhos.

Ramona Flowers e Scott Pilgrim

A paixão arrebatadora de Scott Pilgrim por Ramona Flowers é o que conduz a história em quadrinhos criada por Brian Lee O'Malley. Entretanto, o jovem não imaginava que, para poder namorar a garota, ele precisaria derrotar a Liga dos Ex-Namorados do Mal.

Scott Pilgrim precisa aprender a lidar com sua paixão por Ramona Flowers, que é literalmente a garota dos seus sonhos, e com outros problemas amorosos sem conclusão, como o breve romance com Knives Chau e seu término traumático com Natalie Adams.

Tanto nos quadrinhos quanto na adaptação cinematográfica, o amor de Scott Pilgrim por Ramona Flowers e a luta dele para conseguir derrotar todos os ex-namorados é o plot principal da história, mesmo que as referências de cultura pop, como games e música, sejam o que mais diverte na trama.

Glenn e Maggie

Levar a vida da mesma forma depois de um apocalipse zumbi é praticamente impossível, mas conectar-se a alguém é um dos caminhos mais comuns para manter a humanidade. Isso é o que acontece com Glenn e Maggie em The Walking Dead, o casal mais marcante da série tanto nos quadrinhos quanto na televisão.

Nas HQs, os dois personagens começaram a se relacionar pouco tempo depois de se conhecerem e continuaram conforme o grupo procurava novos locais seguros. Tornaram-se pais adotivos de Sophie e também tiveram um filho próprio, Hershel Jr. Entretanto, a família termina tragicamente quando Glenn é assassinado por Negan, algo que pode acontecer na próxima temporada da série televisiva.

Peter Parker e Mary Jane Watson

Peter Parker teve mais do que um grande amor em sua vida. Gwen Stacy é o principal interesse amoroso do Cabeça de Teia em seu filme mais recente e foi muito bem interpretada por Emma Stone. Entretanto, é inegável que Mary Jane Watson é a namorada mais marcante de todos os anos do herói, independentemente da mídia.

Mary Jane foi introduzida efetivamente nas histórias do herói pouco tempo depois da morte de Gwen e se tornou personagem regular dos gibis. Os dois se transformaram em um dos casais mais icônicos do Universo Marvel, principalmente após a edição de casório entre os dois. O casal ficou junto durante muitos anos, terminando a relação apenas quando a editora decidiu que gostaria de ter um herói com tramas mais próximas a da juventude dele, criando o criticado arco Um Dia a Mais. Na história, eles se separam devido a um pacto com o demônio Mefisto para manter a Tia May viva.

O acontecimento que torna Mary Jane o maior interesse amoroso do personagem é a participação dela na primeira trilogia do personagem nos cinemas, principalmente pelo icônico beijo de ponta-cabeça na chuva, e da animação dos anos 90, que é até fácil de imaginar a ruiva dizendo 'Oi, tigrão'.

Peter Parker e Mary Jane

Quais outros casais da cultura geek você gostaria que estivessem na lista? Diga para gente nos comentários.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.