Publicidade

7 animes que merecem virar live action

Por| Editado por Durval Ramos | 26 de Dezembro de 2023 às 17h15

Link copiado!

Reprodução/Crunchryroll, Manglobe, Gainax
Reprodução/Crunchryroll, Manglobe, Gainax

O lançamento de séries live action baseada em animes como One Piece e Yu Yu Hakusho fez com que muita gente se empolgasse com a ideia de ver suas animações em produções com atores de carne e osso. Seja através de streamings como a Netflix ou diretamente no cinema, algumas histórias parecem perfeitas para serem adaptadas para o mundo real.

Se a qualidade das séries do Bando do Chapéu de Palha e de Yusuke Urameshi empolgam um pessoal, outros se recordam de tropeços como Cowboy Bebop e Cavaleiros do Zodíaco (ainda dói), mas temos que levar em consideração que, na mão das pessoas certas, esses universos podem funcionar muito bem com atores, tanto japoneses quanto ocidentais.

Enchendo o coração de esperança de que as obras a seguir não seriam completamente destruídas, pensamos em alguns animes que ficariam ótimos em versões live action.

Continua após a publicidade

7. Vinland Saga

Vinland Saga é um anime sobre vikings e batalhas que ficariam grandiosas em live action. Ele conta a história de Thorfinn, um jovem que se esconde no navio do seu pai, que estava indo para guerra, e que precisa se sacrificar na batalha para proteger o garoto. Após a morte do pai, um homem calmo que era um exemplo como líder, Thorfinn é tomado pelo desejo de vingança contra o guerreiro que o matou, Askeladd.

A trama é inspirada na vida de Thorfinn Karlsefni e sua expedição para encontrar Vinland, área costeira da América do Norte que foi explorada por Vikings próximo do ano 1000. Além de explorar toda a temática viking, Vinland Saga tem alguns dos melhores desenvolvimentos de personagens dos últimos anos, entregando uma trama emocionante, violenta, mas que consegue equilibrar bem as batalhas com a história sobre vingança e superação.

Continua após a publicidade

Vinland Saga está disponível na Netflix, Prime Video e Crunchyroll.

6. Samurai Champloo 

Samurai Champloo é um anime criado por Shinichiro Watanabe, o mesmo criador de Cowboy Bebop. Só isso já deveria vender bem a adaptação, apesar do histórico pouco favorável, mas Samurai Champloo é uma obra que mistura Japão feudal, hip hop e muito estilo.

Continua após a publicidade

A série segue uma garçonete de uma casa de chá, um bandido fugitivo e um ronin. Fuu, a garçonete, salva Mugen e Jin de serem executados, forçando os dois a ajudá-la a encontrar um samurai que cheira a girassóis. A forma como a série é estruturada funciona como um filme de viagem, com o trio encontrando todo o tipo de personagem no caminho, abordando temas como aceitação de minorias e até filosofias sobre a vida e a morte.

Com ação cheia de estilo e, assim como Cowboy Bebop, usando bastante música para pautar as lutas, Samurai Champloo poderia servir como consolo para os fãs de Watanabe após a adaptação livre demais a história de Spike Spiegel teve em live action, que acabou descaracterizando a história e seus personagens.

Samurai Champloo está disponível na Crunchyroll.

Continua após a publicidade

5. Megalobox

Imagine qualquer história de boxe, como Rocky Balboa ou Creed, mostrando atletas tentando se superar no soco. Agora introduza elementos de ficção científica, como corpos ciberneticamente aumentados e você começa a chegar perto de Megalobox.

A série foi criada em comemoração aos 50 anos do mangá de boxe Ashita no Joe, mas levando vários dos seus elementos para uma temática mais futurista. No futuro, pessoas mais ricas vivem em cidades luxuosas, enquanto o resto da população vive nos arredores, em favelas.

Continua após a publicidade

Nesse cenário, existe o esporte do Megalo Boxing, que é basicamente o boxe que conhecemos, mas que os lutadores utilizam uma espécie de armação nos seus braços para que seus golpes fiquem mais fortes. Junk Dog é um boxeador que vive fora das cidades, lutando em torneios clandestinos, com resultados combinados.

Após uma confusão que envolve um ricaço, Junk Dog tem a oportunidade de provar o seu verdadeiro valor lutando no torneio oficial, com uma ID falsa em que recebe o nome de Joe. Então, ele inicia o seu treinamento para conseguir ao topo do ranking e lutar no Megalonia.

É uma série com um enredo que funcionaria muito bem em live action. Se Creed 3, estrelado e dirigido por Michael B. Jordan, um conhecido fã de animes, utilizou tão bem características da animação para o seu filme de boxe, Megalo Box já está pronto para levar isso além.

Continua após a publicidade

Megalo Box está disponível no Prime Video, HBO Max e Crunchyroll.

4. Naruto

Depois de Dragon Ball Z, possivelmente o último grande fenômeno global de animes, Naruto cativou milhões de fãs com a história de um garoto ninja que tem dentro de si um demônio milenar. Esse demônio destruiu sua vila no passado e, agora, o jovem precisa encontrar seu lugar no mundo.

Continua após a publicidade

O anime traz personagens e uma trama com alta carga dramática, mas que também entrega quando o quesito é ação desenfreada, com cenas de luta que muita gente ama e que geraram centenas de clipes ao som daquela mais triste do Linkin Park.

Após algumas adaptações como One Piece, fãs começaram a acreditar que a maldição de Dragon Ball Evolution pode ter sido quebrada, já que parece ser bem mais fácil adaptar Naruto para o mundo live action do que há alguns anos atrás. Vale lembrar que já existem planos para que o anime seja adaptado em uma série de filmes, com uma roteirista anunciada para trabalhar na história que deve ser levada para os cinemas.

Naruto está disponível na Netflix, Prime Video, HBO Max e Crunchyroll.

3. Monster

Continua após a publicidade

Monster é considerado por muitos como um dos melhores mangás dos últimos 30 anos e que rendeu uma excelente animação, lançada em 2004. Fugindo um pouco de pancadaria, o anime conta a história do doutor Kenzo Tenma, um cirurgião japonês que vive na Alemanha e é considerado um dos melhores neurocirurgiões do país.

Um dia, ao ter que escolher entre salvar a vida de um garoto que foi vítima de uma bala na cabeça ou do prefeito, que chegou depois ao hospital. O doutor Tenma opta por salvar o garoto, mesmo com o diretor do hospital ordenando que ele salvasse o político. Isso acaba com a carreira de Tenma, que vê sua vida desgraçada por ter seguido seus princípios.

Continua após a publicidade

Anos depois, sua vida sofre uma reviravolta por conta do surgimento de um serial killer que pode ter ligação com o garoto que ele salvou no passado. Tenma resolve perseguir o assassino, se sentindo responsável por tudo o que está acontecendo.

Monster tem uma trama adulta e que quase foi adaptada para o mundo live action. Em 2013, o diretor Guillermo del Toro (A Forma da Água) começou a trabalhar em um projeto com a HBO para criar um piloto da adaptação do mangá para o canal americano. Del Toro seria o diretor, enquanto Stephen Thompson (Sherlock) ficou responsável pelo roteiro. A HBO acabou abandonando a adaptação, fazendo com que ela caísse no limbo.

Monster está disponível na Netflix.

2. Neon Genesis Evangelion

Continua após a publicidade

Nos anos 90, Neon Genesis Evangelion era provavelmente um dos animes mais hypados de que se tinha notícia. Extremamente influente até os dias de hoje, a série mistura elementos religiosos, filosofia, reflexões bastante complexas sobre a vida e a morte, e enfiava robôs gigantes saindo na porrada porque claro que sim.

A série já teve anime, mangá e uma quadrilogia em filmes animados, cada um com finais distintos porque aparentemente até Hideaki Anno, o seu criador, não sabe direito como abordar toda a loucura que gerou para a história.

Considerando que Anno vem dirigindo filmes como Shin Godzilla, Shin Ultraman e Shin Kamen Rider, não seria absurdo que ele também tentasse contar a versão definitiva de Evangelion em uma versão live action.

Uma curiosidade é que um filme com atores de Neon Genesis Evangelion chegou a ser cogitado no começo dos anos 2000, com artes criadas pela WETA, empresa responsável pelos efeitos especiais da trilogia O Senhor dos Anéis. O projeto chegou até a ser apontado como o filme que Peter Jackson assumiria após o lançamento de O Retorno do Rei. Obviamente, isso não aconteceu e o máximo que temos até o momento é esse comercial de celular.

Neon Genesis Evangelion está disponível na Netflix.

1. Berserk

Berserk é triste. Berserk é violento. Berserk é sombrio. Berserk é tudo o que fãs de séries mais pesadas da HBO adoram, mas ainda melhor. A obra-prima do saudoso Kentaro Miura é uma das grandes responsáveis pela popularização do dark fantasy nos animes e na cultura pop como um todo.

A história gira em torno de um guerreiro que desde muito cedo, aprendeu que o mundo é cruel, violento e sujo, se deparando com bestialidades e maldições que se escondem nas sombras. Desde pequeno, o jovem Guts encara uma vida violenta e brutal, recebendo a alcunha de Espadachim Negro, carregando uma espada que consegue ser maior que o próprio guerreiro.

Toda a saga de Guts é marcada pela desgraça, pela traição e pela própria corrupção da alma humana. Torcer pelo herói, se é que podemos chamá-lo assim, chega a parecer errado, mas seu desenvolvimento é tão bom que você acaba torcendo para que ele encontre qualquer tipo de felicidade na vida, ainda que saiba que ela seria curta e arrancada dele de algum jeito cruel.

Ter isso em uma produção com atores, dando toda a atenção para a construção de seu mundo e suas cenas de ação poderia resultar em não somente uma das melhores adaptações de um mangá, mas uma das melhores obras já produzidas até hoje.

Berserk está disponível na Netflix.