Publicidade

Hands-on MSI Claw | Boa tela e ergonomia sob uma CPU mais simples

Por| Editado por Jones Oliveira | 05 de Junho de 2024 às 16h30

Link copiado!

Felipe Vidal/Canaltech
Felipe Vidal/Canaltech

O Canaltech está na Computex 2024 e teve a oportunidade de testar o sonhado MSI Claw, ainda inédito no Brasil e que já teve uma versão aprimorada anunciada na feira. O console portátil da empresa taiwanesa segue a mesma premissa de outros dispositivos dessa categoria, com design muito similar ao dos concorrentes, mas se diferencia por ter um processador Intel Core Ultra 7 com mais foco em eficiência.

Com um exterior já conhecido e sem tantas diferenças estéticas, o MSI Claw opera por outros caminhos para chamar a atenção do consumidor, como nos analógicos e em sua boa tela.

Assim como todos os consoles portáteis lançados até agora, o MSI Claw parece um misto de erros e acertos que devem ser corrigidos em sua versão aprimorada, recém-anunciada na Computex 2024. Porém, é preciso dizer que foi bom testar esse aparelho e entender mais sobre como cada vez mais empresas enxergam esse mercado com bons olhos.

Continua após a publicidade

Depois de algumas gameplays rápidas e repletas de socos e pontapés, a experiência do MSI Claw é muito confortável. Logo de cara o que mais me impressionou foi o peso de menos de 700 gramas. Ainda que esteja na média, minha jogatina com ele mudou sobre essa perceptiva.

O mais interessante até o momento foi sua tela de 7 polegadas com painel IPS e taxa de atualização de 120 Hz. A verdade é que essa configuração repete muito o que já temos em outros competidores. Mas, na prática, o pequeno display gerou imagens muito vivas e fluidas. Por falar em fluidez, os analógicos do MSI Claw têm tecnologia Hall Effect contra drift, já largando na frente contra outras soluções lançadas nos últimos meses.

Apesar de esses bons aspectos, me incomodou o fato de o MSI Claw ter apenas uma porta USB-C, o mesmo problema que criticamos nos nossos testes com o ROG Ally. Isso acaba afastando o usuário que gosta de testar múltiplas configurações, além de limitar o uso com carregador.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Por falar em carregamento, essencialmente o MSI Claw tem uma bateria chamativa de 53 Whr. Considerando que esse valor está acima da média de outros portáteis, a eficiência é um ponto alto nesse aparelho. Boa parte disso se deve ao processador Intel Core Ultra 7, que tem foco em rotinas de IA e, sobretudo, eficiência energética.

A MSI é a primeira grande marca a ter um chip Intel Ultra 100 no interior de seu console. Apesar de ser uma boa ideia fazer com que a indústria veja outras opções de CPU, bem como os modelos com plataforma AMD, os chips da Intel ainda precisam amadurecer. Falta substância para esse processador, que tem seus méritos em inteligência artificial e eficiência energética, mas peca em performance para games.

O MSI Claw está disponível para compra no mercado internacional por preços a partir de US$ 699. Ainda não há informações sobre quando o portátil chegará ao Brasil, tampouco quanto custará por aqui.

Continua após a publicidade

Canaltech viajou à Taipé, Taiwan, para cobrir a Computex 2024 a convite da Taitra.