SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Marvel adia mais uma vez seus filmes e só vai ter uma estreia em 2024

Por| 10 de Novembro de 2023 às 10h34

Link copiado!

Marvel Studios
Marvel Studios
Tudo sobre Marvel

O Marvel Studios anunciou um novo adiamento de seus próximos filmes e mostra o impacto da greve dos atores de Hollywood em seu cronograma. Por causa da paralisação de mais de 100 dias nas filmagens, longas como Deadpool 3, o novo Capitão América e Blade vão atrasar.

E o impacto mais evidente dessas novas mudanças de datas é que, em 2024, o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) terá uma única estreia programada para os cinemas. Quebrando o ritmo que o estúdio vinha adotando de três ou quatro lançamentos anuais, devemos ter somente o longa que vai reunir Deadpool e Wolverine chegando às telonas.

Continua após a publicidade

Em compensação, isso fará com que 2025 seja muito mais agitado. De acordo com o novo cronograma, serão quatro filmes programados para o ano, considerando que Quarteto Fantástico segue programado para estrear em 1º de maio.

Confira as novas datas:

FilmeData originalNova Data
Deadpool 33 de maio de 202426 de julho de 2024
Capitão América: Admirável Mundo Novo26 de julho de 202414 de fevereiro de 2025
Thunderbolts20 de dezembro de 202425 de julho de 2025
Blade14 de fevereiro de 20257 de novembro de 2025

Atrasos esperados

Continua após a publicidade

Apesar do atraso médio de sete meses anunciado pela Marvel chamar a atenção, o público já esperava que esses adiamentos acontecessem. A greve dos atores de Hollywood, encerrada no último dia 9 de novembro, já havia deixado essa possibilidade em aberto e os próprios diretores já comentavam que as chances de um novo cronograma eram altíssimas.

É o caso de Shawn Levy, responsável pelo aguardado Deadpool 3. O longa que vai finalmente colocar os mutantes como protagonistas no MCU estava no meio das filmagens quando a paralisação da categoria começou e, à medida que as negociações não avançaram, o cineasta passou a falar com mais frequência na possibilidade de o longa ter que encarar algum atraso.

Para Deadpool, essa demora vai ser de apenas dois meses, o que indica que a greve não atrapalhou tanto assim a produção. Por outro lado, filmes que ainda estavam em estágios mais iniciais de desenvolvimento, como Thunderbolts e Blade, parecem ter sentido mais o impacto.

Continua após a publicidade

Outro detalhe que chama a atenção é Capitão América: Admirável Mundo Novo, quarto título do herói e o primeiro protagonizado por Anthony Mackie, o ex-Falcão. Ele já tinha finalizado as gravações e, mesmo assim, foi empurrado para 2025. O ponto é que seu adiamento parece estar mais relacionado a mudanças de rota do que problemas por causa da greve.

No podcast The Hot Mic, o jornalista Jeff Sneider contou que a Marvel vai refilmar boa parte do filme após o público das exibições-testes desaprovar o rumo da trama. O profissional da Los Angeles Magazine conta que, segundo fontes internas no estúdio, essas primeiras críticas vão resultar em mudanças no roteiro, o que explica o adiamento de sete meses.

Continua após a publicidade

Assim, o tempo extra surge justamente como uma chance de melhorar o que supostamente não está funcionando tão bem ao mesmo tempo em que permite que esses projetos mais crus — como o próprio Blade, que já completa seis anos de espera — possam finalmente começar a sair do papel.

Atrasos podem ser boa notícia

Para o público acostumado a ir três ou mais vezes ao cinema para acompanhar os lançamentos do MCU, a nova rodada de adiamentos pode ser um choque, principalmente por trazer uma única estreia prevista para o ano que vem. Só que, ao mesmo tempo, os atrasos podem representar também uma boa notícia para o Marvel Studios e para os próprios fãs, que já demonstravam um claro sinal de cansaço.

Os últimos dois anos foram bem agitados na Marvel. Entre 2022 e 2023, acompanhamos nada menos do que seis filmes e cinco séries ambientados neste mundo, sendo que nem todos conseguiram manter o fôlego esperado. Parte disso está na qualidade do material, mas também na saturação da audiência, que praticamente recebeu uma história nova a cada dois meses. É um ritmo muito acelerado e bem cansativo.

Continua após a publicidade

Com os adiamentos, vamos ter um único filme em 2024, além dos seriados que seguem indefinidos. E essa pausa — ainda que forçada — pode ajudar a Marvel a conquistar de volta o interesse e a curiosidade do público. Até porque a única aposta do ano vai ser Deadpool 3, que tem um apelo muito forte e uma promessa ainda maior de impacto no MCU.

Segundo o site The Hollywood Reporter, o longa de Ryan Reynolds e Hugh Jackman é tido como o principal projeto da Marvel nesta Saga do Infinito, excetuando a franquia Vingadores. O interesse das pessoas em ver o Wolverine nesse universo vai levar muita gente para os cinemas, assim como a promessa de termos os mutante sendo finalmente integrados ao MCU. Assim, o longa ganha ares de evento do ano.

Além disso, o novo cronograma faz com que 2024 seja um ano bem mais modesto de filmes de super-heróis. O novo Universo Cinematográfico da DC (DCU, na sigla em inglês) só deve começar em 2025 e os poucos títulos previstos são os da Sony, com Madame Teia em fevereiro, Kraven, O Caçador em agosto e Venom 3 em novembro. Ainda assim, nada perto do que vimos nos últimos tempos.