SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Descoberto papiro com Livro dos Mortos egípcio e várias múmias em necrópole

Por| Editado por Luciana Zaramela | 26 de Outubro de 2023 às 19h09

Link copiado!

Egyptian Ministry of Tourism & Antiquities
Egyptian Ministry of Tourism & Antiquities

Arqueólogos egípcios descobriram um papiro especialmente longo contendo diversos trechos do Livro dos Mortos, além de várias múmias locais em um cemitério na necrópole de Tuna el-Gebel, na região central do Egito. O local serviu como último descanso, mais especificamente, para altos oficiais e sacerdotes durante o chamado Império Novo, entre os séculos XVI e XII a.C.

O Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito emitiu um comunicado informando sobre as descobertas arqueológicas, que, neste evento, foram centenas. Os objetos encontrados nas tumbas vão de amuletos e ornamentos a caixões de pedra e madeira abrigando os restos mortais de egípcios antigos.

Continua após a publicidade

Entre as múmias de Tuna El-Gebel, está alguém chamado “Srta. Jahuti”, definida como “supervisora dos touros do Templo de Amon”, e uma musicista de um templo chamada “Sra. Nani”. Outro caixão contava, segundo suas inscrições, com os restos mortais de “Sra. Ta-de-Isa”, filha de “Eret Haru”, o alto sacerdote da divindade Djehuti. Ao lado do sarcófago, havia duas caixas de madeira contendo jarros canópicos, onde ficavam os orgãos da falecida, como pedia o processo de mumificação.

O Livro Egípcio dos Mortos

Os caixões de madeira, em particular, foram fabricados em formato humano, alguns deles entalhados e coloridos, com múmias em bom estado de preservação no interior, segundo o ministério. Um dos itens mais importantes no interior de um deles, no entanto, foi um papiro particularmente extenso com referências ao Livro Egípcio dos Mortos.

O comprimento do antigo documento fica entre 13 e 15 metros, estando em boas condições, mas sem maiores detalhes, de acordo com o comunicado. Embora o título pareça indicar um tomo de literatura, seu conteúdo é, na verdade, um guia cheio de encantamentos para ajudar a alma do falecido a se aventurar pelo além-vida. Não há, nele, uma estrutura, nem uma narrativa ou uma ordenação particular. As magias descritas poderiam vir em qualquer combinação, enterradas em forma escrita junto aos mortos.

Continua após a publicidade

Até hoje, nenhum sarcófago ou tumba foi encontrado com uma cópia completa do Livro dos Mortos, apenas capítulos esparsos em diversos papiros. As frases do tomo poderiam, teoricamente, ser recitadas em ordem para enfrentar os ardilosos seres do submundo que bloqueavam o caminho do morto até o deus Osíris, onde todos que faleceram deveriam chegar para ter sua alma pesada. O comunicado do ministério não informa quais passagens estavam escritas nesse papiro em particular ou com quem estava enterrado.

Fonte: Egyptian Ministry of Tourism & Antiquities