Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Toyota vai lançar 10 carros elétricos até 2026

Por| Editado por Jones Oliveira | 10 de Abril de 2023 às 09h00

Link copiado!

Divulgação/ Toyota
Divulgação/ Toyota
Tudo sobre Toyota

A Toyota finalmente vai investir pesado em carros 100% elétricos. Em coletiva realizada na sexta-feira (7), a gigante japonesa deu alguns detalhes sobre sua divisão de eletrificação, anunciando que, até 2026, 10 novos modelos elétricos serão lançados globalmente.

Esse plano de eletrificação foi revelado pelo novo corpo diretivo que assumiu no último dia 1º de abril, com a chegada de Koji Sato como presidente e CEO da Toyota, e Hiroki Nakajima, agora o novo diretor de tecnologia da montadora. É uma mudança drástica em relação à postura do antigo comandante, Akio Toyoda, que chegou a questionar o futuro dos carros elétricos.

Entre esses novos carros elétricos, foi confirmado que ao menos um deles será um sedã com caimento coupé da Lexus, marca de luxo do grupo Toyota. Recentemente, a divisão lançou um SUV zero emissão, o Lexus RZ, ainda feito sobre a plataforma e-TNGA, que deve ser substituída nos próximos anos e dar vida aos novos modelos elétricos do grupo.

Continua após a publicidade
"Estamos totalmente comprometidos em alcançar a neutralidade de carbono em 2050 durante todo o ciclo de vida de nossos veículos. Quando se trata de fabricação de automóveis, continuaremos a buscar uma variedade de opções, com base em soluções multivias, para ficarmos próximos do futuro da energia e das condições de cada região", disse Sato, durante a coletiva.

Além dos carros elétricos, a Toyota ressaltou que vai seguir investindo em modelos híbridos convencionais, plug-in e elétricos movidos a hidrogênio. A maioria desses carros, claro, será lançada em mercados desenvolvidos, como os recém-lançados bZ3 e bZ4, já disponíveis em países como Estados Unidos e China.

Como fica o Brasil?

Continua após a publicidade

Nesta semana, a Toyota também revelou seus planos para eletrificação no Brasil — ou, pelo menos, parte dele. Segundo a montadora, será desenvolvido um carro elétrico movido a hidrogênio e etanol em parceria com a Shell. Os investimentos serão na casa dos R$ 50 milhões.