Toyota prepara investimento pesado para reduzir custos de baterias em até 50%

Toyota prepara investimento pesado para reduzir custos de baterias em até 50%

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 09 de Setembro de 2021 às 08h00
Divulgação/Toyota

A Toyota não quer medir esforços para seguir como uma das principais montadoras de carros do mundo e, para isso, tem separado um vultuoso orçamento para o desenvolvimento de baterias melhores e menos custosas. Segundo o The Wall Street Journal, a ideia da fabricante japonesa é investir US$ 13,6 bilhões (R$ 70,3 bi) nos próximos dez anos.

Masahiko Maeda, diretor de tecnologia da Toyota, explicou que o investimento inclui a criação de 10 linhas de montagens de baterias até 2025, número que pode ser ampliado para 70 nos próximos 10 anos, com a empresa chegando a produzir um total de 200 GWh de baterias no período. Para efeitos comparativos, a Volkswagen quer produzir de 240 GWh de baterias até 2030, somente na Europa, e a Ford quer produzir o mesmo número, mas em escala global.

A ideia paralela ao investimento na tecnologia das baterias é desenvolver carros que as utilizem de forma mais eficiente, resultando em 30% menos energia consumida por quilômetro rodado. “Por meio deste desenvolvimento integrado de veículos e baterias, pretendemos reduzir o custo da bateria por veículo em 50%, em comparação com o Toyota BZ4X, na segunda metade da década de 2020”, explicou Maeda.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A Toyota também está trabalhando na produção em massa de baterias em estado sólido, que teriam maior velocidade de carregamento e seriam menos propensas a pegar fogo do que as de íon de lítio. Segundo Maeda, a fabricante “ainda está em busca dos melhores materiais para usar”. Os altos custos de produção, cerca de oito vezes maiores do que o de uma bateria de íon-lítio líquida, também é um empecilho para o plano da marca de adotar esse modelo no momento.

Carros elétricos, híbridos e a hidrogênio

Além do pesado investimento em baterias mais modernas e menos custosas, a Toyota também quer ampliar a gama de veículos elétricos, híbridos e a hidrogênio. Segundo os executivos da marca japonesa, serão lançados globalmente 70 carros elétricos até 2025.

A informação vai de encontro ao que havia revelado Masahiro Inoue, presidente da Toyota para a America Latina e Caribe, na última semana de julho. Segundo ele, é certo que a empresa lance no Brasil um carro pequeno com motorização híbrida flex nos próximos meses (talvez o Yaris). Fora do Brasil, há também o conceito de SUV elétrico BZ4X, que pode chegar aos mercados aa China e do Japão a partir do final deste ano.

Fonte: The VergeThe Wall Street Journal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.