5 motivos para comprar o Toyota Corolla Cross XRE Flex

5 motivos para comprar o Toyota Corolla Cross XRE Flex

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 17 de Abril de 2022 às 09h00
Felipe Ribeiro/ Canaltech

Lançado no início de 2021, o Toyota Corolla Cross chegou com a missão de encarar o Jeep Compass e o então vindouro Volkswagen Taos entre os SUVs médios, uma das categorias mais disputadas do mercado brasileiro. Passado mais de um ano, é possível dizer que o carro fez muito sucesso.

Em 2021, o Corolla Cross emplacou 34.249 unidades e, até o mês de março de 2022, o SUV já somou 10.584 vendas. Mesmo que distante do líder absoluto da categoria, o Jeep Compass, o modelo japonês conquistou uma boa fatia de clientes por sua qualidade, espaço interno e confiabilidade mecânica.

O Canaltech passou um tempo com o SUV e destacou 5 motivos para você comprar um Toyota Corolla XRE, a versão mais completa equipada com o motor 2.0 flex.

5. Design

Apesar de não ser o mais caro da gama, o design do Corolla Cross XRE contempla itens vistos nos modelos mais caros, como a variante Hybrid.

O conjunto óptico é em Full LED, as rodas são de 18 polegadas com acabamento diamantado e, obviamente, a carroceria traz a mesma sensação, o diferenciando dos demais produtos da Toyota.

O design é um dos pontos fortes do Toyota Corolla Cross (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

4. Segurança

A unidade avaliada pelo Canaltech ainda não havia recebido a atualização para os modelos 2023, portanto não estava equipada com o pacote Toyota Safety Sense, mas quem for comprar o Corolla Cross XRE este ano, já vai contar com as tecnologias de segurança ativa que o carro possui.

Entretanto, mesmo sem esse pacote, o Corolla Cross é um carro bem seguro, com seis airbags de série, controles de estabilidade e tração, distribuição eletrônica de frenagem e freios a disco nas quatro rodas.

O Toyota Corolla Cross vem com seis airbags de série (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

3. Consumo

No comparativo com seus principais rivais, o Toyota Corolla Cross é o único com um motor aspirado em suas configurações, mas se enganam aqueles que menosprezam a capacidade do propulsor 2.0 Dynamic Force, que estreou na nova geração do Corolla sedan, em 2019. O trabalho de engenharia e tecnologia da Toyota foram espetaculares.

Em nossos testes, o consumo médio do Toyota Corolla Cross com o motor 2.0 foi de 8,5 km/l com etanol na cidade e 10,2 km/l na estrada. Isso pode ser explicado pela boa relação demonstrada pelo câmbio CVT, que tem 10 marchas simuladas e ajuda demais a economizar combustível.

O câmbio CVT do Corolla Cross ajuda muito no consumo do SUV (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

2. Desempenho

Ainda sobre o motor, por mais que ele seja aspirado e a oferta de torque seja um pouco mais tardia do que nos turbinados VW Taos e Jeep Compass, o Toyota Corolla Cross 2.0 flex está longe de ser um carro fraco ou lerdo — muito pelo contrário.

Em nossos testes, ele se mostrou extremamente ágil, tal qual seu irmão sedan. O 0 a 100 km/h foi feito em pouco menos de 10 segundos e as arrancadas foram bem fortes. O segredo desse comportamento também é o câmbio CVT, que tem a primeira marcha engatada, algo diferente neste tipo de transmissão.

O Toyota Corolla Cross pode não ser turbo, mas está longe de ser chato (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

1. Confiabilidade mecânica

Como bom Toyota, o Corolla Cross já traz a fama de ser extremamente confiável e robusto em termos mecânicos. Os relatos colhidos com profissionais da área foram muitos e, claro, o feedback do mercado respalda a condição do SUV médio, proporcionando bons números de vendas.

Parte da fama do Corolla e outros carros da Toyota foi para o Corolla Cross (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.