Peugeot e-208 GT | Versão elétrica do compacto chega ao Brasil, mas custa caro

Peugeot e-208 GT | Versão elétrica do compacto chega ao Brasil, mas custa caro

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 28 de Setembro de 2021 às 11h56
Peugeot

Demorou, mas o Grupo Stellantis finalmente trouxe a versão elétrica de um dos compactos mais legais à venda no Brasil. Em apresentação na manhã desta terça-feira (28), a Peugeot anunciou o início das vendas do Peugeot e-208 GT, que estão disponíveis em concessionárias do Rio de Janeiro e São Paulo em versão única pela bagatela de R$ 244.990. O preço coloca o carro como rival direto de modelos como o Nissan Leaf, Renault Zoe e seu irmão de empresa, o Fiat 500e.

Segundo a Peugeot, o e-208 GT será parte de um ecossistema elétrico do Grupo Stellantis, que vai apostar em carros eletrificados pelos próximos anos no Brasil e no mundo. Ao contrário da versão a combustão, já presente em nosso mercado, o compacto elétrico é exatamente igual ao modelo comercializado na Europa, trazendo todas as tecnologias, motor e acabamento.

Em um primeiro momento, o e208 GT pode parecer caro, mas, se compararmos com outros modelos disponíveis no Brasil, esses valores se justificam pelo enorme pacote de equipamentos do compacto francês. Ele dispõe de itens como alerta de colisão frontal, frenagem automática de emergência, sistema de permanência em faixa, câmera 180º para manobras, piloto automático adaptativo, indicador de fadiga, alerta de ponto cego, freio de mão elétrico e farol alto automático. 

(Imagem: Divulgação/Stellantis)

Já no desempenho e autonomia, ele não faz feio. Seu motor tem 136cv de potência e torque imediato de 26,5 kgf/m, suficientes para fazer o carrinho ir de 0 a 100 km/h em apenas 8,3 segundos. A bateria, por sua vez, consegue dar ao e-208 GT condições de andar até 340km, a depender do modo de condução e das condições de pista e clima. Como é de praxe em carros elétricos, os freios regenerativos podem ajudar a dar mais alguns quilômetros de viagem.

(Imagem: Divulgação/Stellantis)

Ainda sobre o carregamento, o e208 GT pode ser abastecido com uma tomada convencional em casa, mas também com a instalação das wallboxes nas residências e em carregadores em estacionamentos de shoppings, empresas, condomínios, estacionamentos parceiros e postos públicos. Para achar essas localidades de recarga, o usuário terá à disposição o software Cart, do Grupo Stellantis, que faz sua estreia no Brasil justamente no modelo francês — e que depois chegará aos demais carros da Fiat, Citroën, entre outros. Outro app que estará no carro é da empresa Tupinambá, referência em mobilidade elétrica no país. 

Poder de carga - Tempo previsto (bateria kW a 80%)

  • 1,8 kW (tomada doméstica) - 24h56
  • 11 kW / 22 kW - 04h03
  • 7,4 kW - 06h02
  • 50 kW - 53 minutos
  • 100 kW - 30 minutos
(Imagem: Divulgação/Stellantis)

Além de todo o aparato tecnológico, o Peugeot e208 GT segue o sucesso da versão a combustão no quesito design, com os mesmos atributos externos e alguns detalhes a mais dentro da cabine, como um melhor acabamento no painel e uma central multimídia de 10 polegadas. O i-Cockpit 3D segue como um diferencial neste modelo, mas apresenta mais detalhes, como informações do GPS e indicadores de bateria. 

Mais um lançamento em 2021

Aproveitando o lançamento do e208 GT, a Peugeot confirmou a chegada do eExpert, seu furgão 100% elétrico. Segundo a marca, o veículo comercial deve chegar até o final de 2021. 

Peugeot e-208 GT: Preço e disponibilidade

Importado da Eslováquia, o Peugeot e-208 GT será vendido em versão única com preço promocional de R$ 244.990. O carro está disponível inicialmente no Rio de Janeiro e São Paulo. A montadora já avisou que deve expandir a oferta para outras praças até o final do ano. Os 20 primeiros compradores ganham gratuitamente uma wallbox da marca Weg. 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.