SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

5 motivos para não comprar o Hyundai Creta N-Line

Por| Editado por Jones Oliveira | 11 de Junho de 2023 às 09h30

Link copiado!

Felipe Ribeiro/ Canaltech
Felipe Ribeiro/ Canaltech

O Hyundai Creta N-Line trouxe à linha do SUV uma opção com aspecto mais esportivo para atrair diferentes públicos. Feita com base na variante Platinum Plus, esta versão agrada também por seu bom espaço interno, ótimo pacote de tecnologia e segurança, além de uma sensível melhora no design, pontos positivos que já citamos na lista de motivos para comprar.

Desta vez, chegou a hora de falar sobre detalhes que não nos agradaram tanto no Hyundai Creta N-Line. Por mais que não sejam propriamente defeitos do projeto, são pontos que os clientes podem observar na hora de escolherem entre os vários SUVs do mercado e comparar diretamente.

Hyundai Creta N-Line: Público-Alvo

Continua após a publicidade

O Creta N-Line recebeu tratamento idêntico aos modelos da linha "N" da Hyundai do ponto de vista visual, ou seja há o apelo esportivo, mas muito mais na aparência do que no comportamento dinâmico. Sendo assim, espera-se que um público que não gosta tanto do design dos Creta convencionais se sinta mais atraído pelo N-Line, sobretudo jovens.

5 motivos para não comprar o Hyundai Creta N-Line

Veja abaixo uma lista com os cinco pontos negativos do Hyundai Creta N-Line.

5. Preço

Continua após a publicidade

Por mais bem equipado e completo que o Hyundai Creta N-Line seja, seu preço já começa a beliscar modelos de porte maior e com mais refinamento, como as versões de entrada do Jeep Compass, por exemplo. Na data de edição desta lista, o SUV esportivado sai por nada mais, nada menos do que R$ 171.590 em sua versão 1.0 turbo.

4. Acabamento

Justamente pelo preço que cobra, o Hyundai Creta N-Line deveria ter um acabamento mais refinado e uma qualidade de construção do seu interior que chamasse mais atenção. A cabine é bonita, é verdade, principalmente pelos detalhes alusivos à versão esportivada e os apliques em preto piano, mas a abundância de plástico duro pode ser um problema no futuro com a chegada dos famigerados ruídos.

Continua após a publicidade

Um atenuante seria lembrar que a maioria dos SUVs compactos possuem o mesmo problema. Tudo bem, mas a Hyundai teve a chance de caprichar um pouco mais nessa versão especial. Esperamos que esse feedback possa fazer com que a montadora mude de ideia, da mesma maneira que ocorreu com o design do HB20.

3. Central multimídia

A central multimídia do Hyundai Creta N-Line é uma das melhores do mercado, mas tem um aspecto que incomoda demais. A disposição da tela é mais horizontal e sua programação foi feita para não "esticar" o espelhamento do Android Auto. Sendo assim, as mais de 10 polegadas não são completamente aproveitadas. No Apple CarPlay, isso não acontece.

Continua após a publicidade

Um carro que tem situação semelhante e que faz melhor esse aproveitamento é o BMW Série 3.

2. Consumo

Algo que não agradou no Hyundai Creta N-Line foi o consumo. Assim como aconteceu com os testes da versão Platinum Plus, as médias não passaram de 7 km/l na cidade e 9 km/l na estrada. Não conseguimos fazer o teste com gasolina, mas a montadora aponta médias de 12 km/l no circuito urbano e 12,2 km/l no rodoviário.

Continua após a publicidade

1. Desempenho

Da mesma maneira que apontamos essa questão no Chevrolet Tracker RS, é justo fazer o mesmo com o Creta N-Line. Por mais que a Hyundai tenha feito ajustes finos na suspensão e no câmbio, o motor 1.0 turbo de 120cv e 17,5 kgf/m de torque fica devendo quando pensamos em desempenho — por mais que seja suficiente no uso diário com o SUV.

Tanto que, meses depois, a montadora lançou uma versão do Creta N-Line apelidada de "Night Edition", mas com o novo motor 2.0 aspirado de 167cv de potência e 20,4 kgf/m de torque, esta sim um pouco mais condizente com o apelo esportivo que o visual sugere.

Continua após a publicidade