Publicidade

ChatGPT libera conversas por áudio para todos no Android e no iPhone

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 22 de Novembro de 2023 às 09h08

Link copiado!

Matheus Bertelli/Pexels
Matheus Bertelli/Pexels

A crise institucional da OpenAI não impede que a empresa lance novidades: a companhia liberou o recurso de conversa por áudio com o ChatGPT para todos os usuários da versão gratuita da IA. Disponível somente no app para Android e iOS, a função permite escolher entre cinco vozes diferentes da IA e aceita diálogos em português brasileiro.

A ferramenta foi lançada em setembro, mas era limitada a assinantes do ChatGPT Plus. Resumidamente, funciona como conversar com a Alexa, mas a IA é mais poderosa para criar respostas: você envia um comando por voz e também recebe a mesma informação por áudio. Pode ser uma alternativa para entreter crianças com novas informações ou até para usar o bot quando você está com as mãos ocupadas.

A única desvantagem do serviço é que não dá para ouvir as conversas novamente, mas o aplicativo transcreve o conteúdo para texto e salva o chat na aba lateral com o histórico.

Continua após a publicidade

Como conversar por voz com o ChatGPT

Siga estes passos para acessar a novidade:

  1. Abra o app do ChatGPT para celulares;
  2. Inicie uma nova conversa;
  3. Toque no ícone de fone de ouvido no canto inferior direito;
  4. Escolha um modelo de voz;
  5. Libere o acesso ao microfone;
  6. Comece a conversar com a IA;
  7. Toque em qualquer parte da tela para encerrar a conversa.
Continua após a publicidade

O que acontece com a OpenAI?

Os últimos dias foram turbulentos na OpenAI, empresa criadora do ChatGPT. Primeiro, o conselho decidiu demitir o CEO e cofundador Sam Altman, que foi anunciado pela Microsoft dias depois para liderar uma nova divisão de pesquisa de IA na Gigante de Redmond.

A empresa decidiu chamar o cofundador da Twitch Emmett Shear como CEO interino, mas tem que lidar com grande pressão dos funcionários: uma carta assinada por mais de 600 profissionais da OpenAI pede para que o quadro de diretores renuncie ao cargo e recontrate Altman. Caso contrário, existe a possibilidade de que a maioria saia da empresa e vá para a Microsoft.