SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

CEO da empresa do ChatGPT é demitido por “não ser confiável”

Por| 17 de Novembro de 2023 às 19h08

Link copiado!

OpenAI
OpenAI

A OpenAI, companhia de tecnologia que criou a inteligência artificial (IA) generativa sensação do mercado nesta temporada, o ChatGPT, foi demitido do cargo de presidente-executivo e também deixou sua cadeira como membro do conselho da empresa. Em comunicado aberto, o grupo concluiu que o Sam Altman “não era consistentemente sincero nas suas comunicações com o conselho, prejudicando a sua capacidade de exercer as suas responsabilidades”.

De acordo com a nota da OpenAI sobre a saída do CEO Sam Altman, a companhia afirmou que “o conselho não confia mais em sua capacidade de continuar liderando”. “Somos gratos pelas muitas contribuições de Sam para a fundação e crescimento da OpenAI. Ao mesmo tempo, acreditamos que é necessária uma nova liderança à medida que avançamos.”

A OpenAI afirmou que a diretora de tecnologia Mira Murati, que exerce um cargo de liderança na empresa há cinco anos, passa a ser a nova CEO interina, enquanto busca por um novo presidente efetivo. “Mira desempenhou um papel fundamental na evolução da OpenAI para se tornar um líder global em IA. Ela traz um conjunto único de habilidades, compreensão dos valores, operações e negócios da empresa, e já lidera as funções de pesquisa, produtos e segurança da empresa”, destacou a companhia.

Continua após a publicidade

A empresa de tecnologia que criou o ChatGPT também adiantou que, como parte da transição, Greg Brockman, cofundador da OpenAI, deixará o cargo de presidente do conselho de administração para auxiliar na reposição de um novo nome como CEO.

Por enquanto, não há mais detalhes sobre as ações que tornaram Altman alguém que o conselho de administração desconfia; e o executivo também ainda não se pronunciou oficialmente sobre sua saída.

A OpenAI foi fundada como uma organização sem fins lucrativos em 2015, “com a missão principal de garantir que a inteligência artificial geral beneficie toda a humanidade”, segundo o comunicado da companhia. Em 2019, a empresa “foi reestruturada para garantir que pudesse levantar capital na prossecução desta missão, preservando ao mesmo tempo o objetivo, governança e supervisão da organização sem fins lucrativos”.

Fonte:  Com informações da OpenAI