Android 11: Google libera primeira versão de testes do novo sistema

Por Bruno Salutes | 19 de Fevereiro de 2020 às 15h20

Em 2020, a Google irá lançar o Android 11, nova versão de seu sistema operacional para smartphones e tablets. Será o sucessor do Android 10, disponibilizado ao público em setembro de 2019. A primeira versão para desenvolvedores foi liberada, e você confere neste artigo as primeiras informações.

Android 11: Developer Preview

O Google liberou hoje (19), a primeira versão de testes do Android 11, a Developer Preview. Essa versão é conhecida entre os desenvolvedores como uma espécie de ''versão Alpha" que antecede as compilações mais avançadas, que são liberadas ao público em geral próximo da data de lançamento do sistema.

Quem quiser testar o Android 11 Developer Preview precisará ter um desses smartphones: Google Pixel 4 / 4XL, Pixel 3a / 3a XL, Pixel 3 / 3 XL, ou Pixel 2 / 2 XL. A instalação é feita manualmente através do arquivo ROM que a Google libera em seu site para desenvolvedores, portanto, o procedimento requer conhecimento avançado de ROOT.

Se você não está familiarizado com instalações manuais do Android, e também quer evitar usar versões instáveis do sistema no seu celular, recomendamos que você aguarde a liberação das versões beta que chegarão por Wi-Fi nos próximos meses. O tutorial completo de instalação do Android 11 em modelos Pixel compatíveis você confere clicando aqui direto na página do Google (em inglês).

Android 11: data de lançamento

A data oficial de lançamento do Android 11 ao público ainda não foi revelada. No entanto, espera-se que o anúncio e as primeiras novidades sejam reveladas na Google I/O 2020, conferência anual da empresa para mostrar suas inovações.

Nesse ano, o evento será realizado entre os dias 12 e 14 de maio na Califórnia, Estados Unidos. Para efeito de comparação, as versões 9 e 10 do Android foram lançadas a público, respectivamente, em agosto de 2018 e setembro de 2019. Há a possibilidade de que o lançamento ocorra entre esses meses.

Google I/O: evento da empresa deve anunciar as novidades do Android 11 (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Android 11: funções conhecidas

O Android 11 chega com bastante novidade, especialmente em relação à conectividade, algumas alterações em interface, muita coisa nova em câmera e, claro, mudanças em APIs. Abaixo, explicamos um pouco sobre cada novo aspecto esperado para a próxima versão do sistema operacional do Google.

Bolhas de notificações: o Google vai tentar de novo introduzir um recurso que apareceu no beta do Android 10 e acabou não vingando. São as bolhas de notificação, parecido com o que já é usado pelo Facebook no Messenger. O usuário poderá manter conversas de mensageiros acessíveis na tela enquanto acessam outras telas.

Inserção de imagens em respostas por notificações: também será possível colar imagens nas respostas de mensageiros pelas notificações.

Conversações dedicadas nas notificações: para dar mais destaque às principais notificações que recebemos todos os dias, as de conversar em mensageiros e afins, o Google também pretende oferecer aos desenvolvedores a criação de seções dedicadas de conversa no menu de notificações. É mais ou menos como já vemos no WhatsApp, em que você pode ler e até responder todas as mensagens mais recentes de um bate-papo.

Suporte para diferentes tipos de telas: o Google também vai facilitar a programação de apps prevendo não só os furos na tela (para a câmera frontal), mas também as laterais curvas. Mais do que isso, vai oferecer recursos para que os aplicativos aproveitem as telas que realmente se curvam para as laterais, como acontece com o Mate 20 Pro e o Vivo Nex 3, por exemplo.

Player de música e capturas de tela: o menu de configurações rápidas recebeu uma pequena alteração, incluindo um widget para controlar a reprodução de músicas. O Google ainda vai incluir a gravação de tela nativa no Android 11. Basta deslizar o menu de notificações e tocar no botão de atalho para isso. Também será possível deslizar a tela para fazer a captura de mais conteúdo ao tirar uma “foto” da tela - recurso que ainda não está disponível na primeira prévia.

Histórico de notificações: perdeu uma notificação importante, ou dispensou alguma coisa sem querer e quer saber o que foi? No Android 11 isso será possível com um histórico das notificações que você dispensou, com conteúdo e horário.

Permissões: com o Android 11, você vai poder dar permissão a um app acessar sua localização só naquele determinado momento, por exemplo, em vez de permitir sempre. Isso vale também para acesso à câmera e microfone. E caso recuse uma permissão duas vezes, o sistema não vai mais te pedir.

Apps mais leves: a partir do Android 11, o Google vai dar preferência a imagens HEIF, que são mais leve que os GIFs. Isso deve melhorar a fluidez em animações, já que serão imagens de tamanho reduzido para processar. Além disso, um novo decodificador NDK vai ajudar no processo de reduzir os tamanhos dos APKs.

Atualizações de segurança via Play Store: outro recurso que visa a redução de dados é a disponibilização de atualizações de segurança via Google Play Store. São updates que não dependem das fabricantes, e vão também aumentar a segurança dos dispositivos.

Recursos para 5G: o Android 11 tem várias novidades específicas para aproveitar melhor as novas redes 5G. Uma nova API permite que o sistema estime a largura de banda upstream e downstream na rede, enquanto outra libera o uso de dados no caso de não ter restrição de dados da franquia.

Além disso, será possível agendar o modo escuro e fixar apps no menu de compartilhamento e manter o Bluetooth ligado caso você ative o modo avião no momento em que tiver um dispositivo conectado e ativo. Apps que utilizem a câmera poderão ativar uma espécie de não perturbe temporário, para evitar que uma notificação atrapalhe a gravação de um vídeo ao vibrar.

Há ainda melhorias no serviço de triagem de chamadas, que amplia as opções para o usuário em apps de identificação de chamadas. Também há melhorias de Wi-Fi, com melhor gerenciamento das redes sugeridas para os desenvolvedores e mais recursos para o usuário se conectar a redes públicas.

Android 11: o que esperar

Baseando-se em rumores, existem algumas funcionalidades que podem aparecer na atualização do sistema operacional. Uma delas, reportada pelo site XDA Developers, é relacionada ao Bluetooth. Espera-se que a função não seja mais desligada ao ativar o modo avião. Ou seja, quem utiliza fones e outros dispositivos com Bluetooth não terá interrupções.

Outro rumor refere-se ao limite de gravação dos vídeos nos smartphones. As versões atuais do Android possuem uma restrição de tamanho de até 4 GB por vídeo. Na nova versão, isso deve ser removido ou o limite ampliado.

Android 10 trouxe navegação por gestos e tema escuro entre os principais recursos /Imagem: Reprodução

O modo escuro também gera expectativas. O Android 10 oferece a funcionalidade para alguns aplicativos, mas alguns erros e bugs são notados, como textos que não mudam de cor e ficam invisíveis. Uma possibilidade é que o modo seja adaptado diretamente ao sistema, e não somente a aplicativos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.