Windows 98 faz 20 anos de lançamento nesta segunda-feira (25)

Por Ares Saturno | 25 de Junho de 2018 às 11h09
TUDO SOBRE

Microsoft

Em 25 de junho de 1998, era lançada a versão comercial de estreia do Windows 98, sistema operacional que suscita nostalgia em quem viveu aquela época e o aumento do acesso à vida digital no Brasil no finalzinho dos anos 1990.

Juntamente com o seu antecessor, o Windows 95, e seu sucessor, o Windows ME, o Windows 98 é uma das versões híbridas com arquitetura de 16 bits/32 bits do Windows, que têm o boot baseado em MS-DOS. Conhecido pelo apelido Memphis durante seu desenvolvimento, ele teve seu suporte descontinuado pela Microsoft em 16 de janeiro de 2004, mas mesmo naquela época ainda era muito utilizado, representando 27% dos acessos ao Google entre outubro e novembro de 2003. Assim, a Microsoft acabou estendendo o acesso ao suporte até 11 de julho de 2006. E mesmo em 2009, quando a hitslink fez um levantamento dos sistemas mais utilizados no mercado, o Windows 98 ainda rodava em 2,7% dos computadores de todo o mundo.

Requisitos do sistema

Mas não era qualquer máquina que rodava o Windows 98: era necessário, no mínimo, um processador que comportasse pontos flutuantes, sendo recomendado que se utilizasse um Intel Pentium. Também era necessário garantir que o PC tivesse pelo menos 16 MB de RAM, mas quem só tinha 8 MB disponíveis dava um jeitinho e usava a opção /nm durante o processo de instalação. Como eram tempos de vacas magras quando o assunto é espaço de armazenamento, o Windows 98 vinha com diversas opções de instalação que alteravam o volume do sistema operacional no HD, que girava em torno dos 500 MB no total.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fora isso, era recomendado que a máquina que fosse receber o Windows 98 tivesse um drive de CD-ROM para a instalação, que até era possível de se fazer por disquete, mas levava um tempão.

CD-ROM de instalação do Windows 98 (Foto: Reprodução / Getty Images)

Peculiaridades

A música de inicialização do Windows 98 foi desenvolvida por Ken Kato, engenheiro de som da Microsoft. Atualmente, Kato é responsável por toda a sonoplastia de jogos  da saga Halo, mas ele se refere ao som criado para o saudoso sistema operacional como "minha ladeira para a fama", explicando que não foi fácil compor o tema que ainda é icônico mesmo após duas décadas.

O Windows 98 já vinha com o Internet Explorer 4.01 instalado, além de alguns outros softwares que marcaram época, como o serviço de e-mail Outlook Express, o software voltado para conferências via Internet NetMeeting, e o player NetShow, que acabou sendo substituído pelo Windows Media Player 6.2 no Windows 98 Second Edition, lançado em maio de 1999.

Em termos de shell, foi no Windows 98 que criamos o hábito de clicar no ícone na barra de ferramentas para minimizar uma janela ativa. Também começaram no Win98 os botões de ir adiante e voltar para a página anterior, inclusive no Windows Explorer, que ganhou uma barra de endereços para que o usuário sempre soubesse qual caminho de pastas percorrer para encontrar seus arquivos salvos. As miniaturas thumbnail de imagens para facilitar a visualização dos arquivos sem precisar abri-los, a customização de modelos de HTML e a possibilidade de transitar entre as caixas de diálogo apertando as teclas ALT+Tab também tiveram início no Windows 98. Ele também contava com um servidor e uma ferramenta de script para acesso à Internet discada.

Os ícones do Windows 98 eram uma gracinha (Imagem: Reprodução / Microsoft)

Quanto ao design, o Windows 98 permitia uma infinidade de personalizações dos temas, com muito mais liberdade de escolha que os sistemas operacionais daquela época costumavam permitir. Era possível escolher duas cores diferentes para criar degradês nas barras de títulos e caixas de diálogo; fazer animações com os caracteres dos títulos das janelas; configurar separadamente todas as cores de fundo, inclusive das barras de rolagem; além de dar ao usuário a liberdade de escolher as fontes de quase todos os conteúdos.

Oops, travou!

BSOD, ou Tela Azul da Morte (Captura de Tela: Reprodução / iStock)

Durante a apresentação do sistema operacional na conferência Comdex, de 1997, o CEO da Microsoft Bill Gates estava com todos os holofotes voltados para si ao explicar a tecnologia Plug-and-Play (PnP), que consistia no reconhecimento imediato de equipamentos que fossem conectados à máquina. Ao demonstrar a habilidade, o PC utilizado por Gates na apresentação sofreu um crash ao ter um scanner instalado, resultando numa BSOD, ou, em tradução livre, a temida Tela Azul da Morte.

Bem humorado, Gates arrancou risadas da plateia ao reagir ao travamento público comentando "Deve ser por isso que ainda não estamos distribuindo o Windows 98 ainda".

Quer matar a saudade da inicialização do Windows 98?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.