Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Windows 11 pode ganhar anúncios no menu Iniciar

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 10 de Abril de 2024 às 15h35

Link copiado!

Pixabay/Kirillemelyanov06
Pixabay/Kirillemelyanov06

O Windows 11 deve ganhar mais anúncios em breve, dessa vez no menu Iniciar. É o que mostram capturas de tela do sistema operacional publicadas no X (ex-Twitter) nesta terça-feira (9). Contudo, será possível desativar a publicidade através das configurações do sistema operacional.

Anúncios no menu Iniciar

A antecipação vem de uma publicação no perfil identificado como PhantomOcean3, através de duas capturas de telas. Na primeira imagem, nota-se um app com a tarja “Promovido” na área “Recomendações”, ao lado de outros programas instalados no computador.

Continua após a publicidade

Ao que aparenta, ao clicar no ícone com o selo de anúncio, o usuário é levado a uma página ou até à própria Microsoft Store para instalar o software no computador. Contudo, a publicidade não será obrigatória — ainda que, possivelmente, venha ativada por padrão.

A segunda captura de tela compartilhada mostra as configurações do Iniciar, com a opção “Mostrar recomendações para dicas, promoções de apps e mais”. Ao desativá-la, os apps promovidos, assim como outros anúncios, deixam de aparecer no menu.

Apesar da demonstração, ainda não há previsão de lançamento do recurso no Windows 11

De novo, Microsoft?!

Ainda não há confirmação de lançamento do recurso, tampouco um anúncio oficial por parte da Microsoft. Contudo, não é a primeira vez (e, aparentemente, não será a última) que a empresa tenta levar anúncios ao sistema operacional, considerando que o Windows 10 também teve publicidade no menu Iniciar e em outras áreas.

Além disso, a empresa explora outras medidas para promover suas próprias soluções de um jeito para lá de incômodo. Em março, por exemplo, um pop-up para promover o Bing no Chrome causou incômodo entre os usuários do Windows 11. Na ocasião, uma janela flutuante que destacava o buscador da Microsoft surgia na tela ao utilizar o navegador do Google.

O mesmo aconteceu em 2016, quando o Windows 10 emitiu alertas aos usuários do Firefox e Chrome para informar que o “Edge é mais seguro”. O aviso aparecia na barra de tarefas, sobre o ícone do navegador da Microsoft com a informação de que o software tinha uma eficiência maior para bloquear malwares.

Continua após a publicidade

Além dos anúncios invasivos, a empresa também já classificou o instalador do Chrome como perigoso ao baixá-lo pelo Edge e recentemente dificultou a troca de navegador padrão do Windows. Já teve até um bug que levou os dados do browser do Google para o navegador da Microsoft.