Windows 10 custará R$ 330 no Brasil para quem não tem atualização gratuita

Por Redação | 29 de Julho de 2015 às 14h44

Lançado oficialmente em 190 países nesta quarta-feira (29), o Windows 10 finalmente ganhou preços oficiais para o mercado brasileiro. E eles não são baratos: quem não tem um PC habilitado para baixar gratuitamente a nova versão do sistema operacional, terá de desembolsar R$ 329,99, pela versão doméstica (Home), ou R$ 559,99, pela profissional (PRO).

De acordo com a Microsoft, o pacote do software (com a licença) estará à venda online na Microsoft Store, e os mesmos valores são válidos para as versões físicas da plataforma, tanto as que são vendidas em caixinha quanto os pendrives com o sistema. Além disso, lojas de todo o país estão preparadas para o lançamento do Windows 10, e novos dispositivos equipados com o software de fábrica estarão nas prateleiras até o final de 2015.

Ao todo, mais de 100 mil varejistas em todo o mundo foram treinados para atender os clientes, que poderão adquirir o pacote do sistema até a primeira quinzena de setembro — data em que o Windows 10 já deve estar nas lojas. Por aqui, lojas da Microsoft, FNAC e da Fast Shop, participantes do programa Tech Bench da Microsoft, fornecerão serviço técnico especializado de atualização do Windows 10, mediante uma taxa paga pelo serviço.

Lembrando que só precisarão adquirir um pacote do Windows 10 os usuários que não possuem uma versão licenciada do Windows 7 ou 8.1, já que donos de PCs com estas plataformas poderão baixá-lo gratuitamente. Quem tem uma máquina com Windows Vista ou XP, por exemplo, precisará pagar pelo pacote junto com a licença caso queira instalar o Windows 10.

Hoje a empresa anunciou que começou a liberar a atualização gratuita para esses consumidores, mas o download não será imediato. Os primeiros da lista são os cinco milhões de testadores do programa Windows Insider, seguidos pelas pessoas que fizeram a reserva do sistema em 1º de junho, época em que a Microsoft revelou a data de lançamento do novo Windows. É nesta segunda leva que estão inclusos os PCs com Windows 7, 8 e 8.1. Já as empresas terão acesso ao sistema a partir de 1º de agosto.

A atualização gratuita do Windows 10 termina no dia 29 de julho de 2016. Após essa data, quem não fez o upgrade de graça terá de pagar os valores estipulados pela Microsoft caso queira ter o sistema.

Leia as últimas sobre o Windows 10:

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.