Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Comando Sudo não chegará ao Windows Server, informa Microsoft

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 12 de Fevereiro de 2024 às 11h42

Link copiado!

Unsplash/Gabriel Heinzer
Unsplash/Gabriel Heinzer
Tudo sobre Microsoft

Em nota sobre o lançamento da versão 26052 do programa de teste Insider Preview do Windows 11, a Microsoft esclareceu que o comando Sudo só estará disponível para esse sistema operacional e não será lançado no Windows Server.

Esse esclarecimento se fez necessário porque no início do mês a companhia subiu por acidente uma versão de preview do Windows Server que revelava o teste do suporte nativo ao Sudo para Windows 11.

Comando Sudo no Windows 11 

Continua após a publicidade

No lançamento da versão 26052 do Windows 11 no programa Insider Preview, que chegou para testadores na última quinta-feira (8), a Microsoft confirmou que o modo Sudo poderá ser acionado apenas na versão do seu sistema operacional destinada para o público consumidor. 

“Uma configuração que habilita o Sudo apareceu incorretamente nas compilações do Windows Server Insider Preview, mas o recurso não será habilitado no Windows Server e a configuração será desabilitada em uma compilação futura do Server Insider Preview” explicou a Big Tech. 

A função Sudo é um comando utilizado em sistemas operacionais baseados em Unix — como Linux e macOS — que permite executar programas e tarefas específicas em níveis de segurança mais elevados, como um administrador do sistema. 

Continua após a publicidade

O Sudo possibilita o gerenciamento de configurações que exigem privilégios administrativos, como desinstalar aplicativos, alterar configurações do sistema, acessar arquivos e diretórios restritos, além de adicionar, remover ou modificar usuários e grupos no sistema.

Na versão prévia do Windows 11, o comando Sudo está disponível através das “Configurações” do SO em Sistema > Para desenvolvedores. Para habilitar a função é preciso ativar primeiro o “Modo do Desenvolvedor”, que se encontra nessa mesma página de configurações.

O recurso deve chegar à versão estável do Windows 11 até o final do ano, mas a Microsoft não forneceu uma previsão de quando será esse lançamento — nem confirmou se o recurso vai fazer parte da aguardada atualização 24H2 do sistema operacional.