Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple pode reduzir produção do Vision Pro por baixa demanda

Por| Editado por Wallace Moté | 24 de Abril de 2024 às 08h57

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/Canaltech
Ivo Meneghel Jr/Canaltech

Após ter causado bastante repercussão desde o seu anúncio até o início das vendas de fato, o Apple Vision Pro parece não ter mantido as expectativas nas semanas seguintes. De acordo com o analista Ming-Chi Kuo, a Apple pode reduzir a quantidade de headsets produzidos pela metade, antes de introduzir o dispositivo ao mercado europeu. 

Kuo aponta que a empresa pode solicitar a fabricação de 400 a 450 mil unidades do Vision Pro até o final de 2024, contra um número anterior que girava em torno de 700 a 800 mil unidades. 

Continua após a publicidade

Isso indica que a Apple pode ter tomado um caminho mais cauteloso para a entrada do Vision Pro em novos mercados, vendo que a demanda pelo headset teria caído de forma rápida e em grande proporção. 

Dentre os potenciais desafios enfrentados pela Apple estaria a falta de aplicações essenciais para o headset, além de seu alto preço e baixo conforto para uso por períodos mais longos. 

Além disso, os dispositivos de realidade mista (aqueles que combinam elementos virtuais e reais em um mesmo espaço de visualização), como o Vision Pro, nunca obtiveram um sucesso consolidado no mercado. Exemplos mais consistentes já foram vistos entre os dispositivos de realidade virtual (VR), mesmo que ainda sejam direcionados ao nicho dos games.

Os supostos contratempos que a Apple estaria enfrentando podem ter consequências também no planejamento da empresa. É possível que a nova geração do Vision Pro, antes prevista para 2025, seja adiada ou cancelada, o que provocaria um declínio na quantidade de headsets vendidos pela empresa em uma análise de ano a ano. 

Algumas tecnologias presentes no headset também podem ter seu ritmo de desenvolvimento reduzido por conta disso. É o caso das lentes em estilo panqueca, que são apontadas como um fator fundamental para o desenvolvimento do setor óptico, mas têm preço mais alto em comparação com as lentes tradicionais. 

Já a tecnologia de display Micro OLED, também usada no Vision Pro, poderá levar mais tempo para ser usada em massa, inclusive em produtos menores como o Apple Watch. 

Ainda não foi divulgada uma data específica para a chegada do Apple Vision Pro em outros mercados além dos Estados Unidos, mas rumores anteriores mostraram que ele pode ser anunciado no Reino Unido e Canadá ao fim deste ano. Na sequência ele deve ser lançado em outros países da Europa e Ásia, mas a América do Sul parece estar fora dos planos. 

Continua após a publicidade

Fonte: Medium