Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review Samsung Q60D | TV QLED com bom custo-benefício

Por| Editado por Léo Müller | 27 de Maio de 2024 às 18h00

Link copiado!

Review Samsung Q60D | TV QLED com bom custo-benefício
Review Samsung Q60D | TV QLED com bom custo-benefício

A Samsung lançou a Q60D em 2024 para ser sua TV mais básica dentro do segmento QLED. Apesar do custo mais baixo na linha, esse modelo se destaca pela boa qualidade de imagem e pela melhoria visível frente aos modelos anteriores. 

Eu testei a Q60D nos últimos dias e agora conto se a expectativa realmente atende à realidade ou se é melhor apostar em alguma alternativa. 

Este é o CT Eletro, o mais novo projeto do Canaltech! Nossa missão de ajudar você a escolher produtos eletrônicos agora se estende a um universo ainda maior. Com o CT Eletro, você terá acesso às informações mais atualizadas e confiáveis sobre os melhores produtos para o seu lar. Estamos aqui para tornar suas escolhas mais simples e acertadas quando se trata de tornar sua casa um lugar mais confortável e funcional.

Continua após a publicidade

Design e construção

O design da Samsung Q60D é bem comum. Ela é uma TV com bordas bem finas e, apesar de isso já ser padrão em televisões dessa categoria, isso dá um belo toque de sofisticação ao aparelho. 

O grande destaque na construção dela, no entanto, é a espessura. Não chega a ser um dos modelos mais finos já feitos pela marca, mas é um dos mais discretos entre as TVs intermediárias ou de entradas. Se deixar pendurada em um suporte, a tela fica bem rente à parede. 

Continua após a publicidade

No entanto, a posição dos conectores na traseira é um pouco desprivilegiada se for usá-la na parede. O acesso às portas não é nada simplificado, então recomenda-se já colocar todos os cabos que precisa antes de fixá-la para não precisar tirar do suporte depois. Nesse ponto, a presença do OneConnect — como em modelos mais avançados — faria muita diferença.

Qualidade de imagem

A Samsung Q60D tem uma ótima qualidade de imagem e, na maioria dos cenários, oferece uma boa definição geral. O contraste é muito bom, e o nível de cores é bem intenso. O display QLED consegue entregar pretos mais profundos que, apesar de não serem tão “apagados” quanto uma tela OLED, ainda consegue melhorar bastante o contraste em cenas escuras. 

Continua após a publicidade

Como qualquer outra TV da Samsung, ela “peca” por não entregar o suporte para conteúdos em Dolby Vision, mas isso não é algo que comprometa tanto a experiência. Contudo, ela ainda traz recursos como HDR10+, para uma boa coloração de imagem. 

Mas algo que me incomodou um pouco foi a dificuldade que a TV apresentou para controlar muita iluminação quando a cena é mais escura e rápida. Por exemplo: tem uma cena de Game of Thrones que o cenário é todo preto e, de repente, alguns corvos aparecem voando, e a imagem fica subitamente rápida e com alguns pontos de claridade.

Nessa cena, a TV perdeu bastante a definição e mal parecia uma tela 4K. Fiquei com a sensação de ser uma tela Full HD. Precisei alterar o modo de exibição para padrão (antes estava no modo Filme) e desativar a nitidez personalizada dentro de “configurações especializadas” para contornar essa queda de desempenho. 

Mas, fora esse cenário bem específico, não notei qualquer outro problema de exibição da Q60D. No geral, ela atende bem ao que é esperado de uma TV QLED básica. 

Continua após a publicidade

Sistema operacional e controle

A Q60D conta com o sistema operacional Tizen, que já é comum em todas as TVs da Samsung. No entanto, em vez do “carrossel” com os apps e configurações rápidas na parte inferior da tela — como acontece em TVs mais básicas — ela tem uma tela inicial para acessar os conteúdos e apps instalados.

Continua após a publicidade

Eu, particularmente, não gosto dessa opção, pois não permite navegar com facilidade enquanto procura outro app, por exemplo. Mas confesso que a organização é boa e o sistema é intuitivo. 

Já o controle remoto é um ponto positivo que já é destaque desde 2022. Ele conta com a tecnologia SolarCell, que permite carregar o acessório por luz solar ou ambiente. Assim, ele dispensa totalmente o uso de pilhas. 

Além disso, ele segue a estética minimalista proposta pela marca, com um tamanho bem discreto e poucos botões.

Recursos e conectividade

Continua após a publicidade

Os recursos extras presentes na Samsung Q60D é o que mais chama atenção. Para começar, ela conta com o Gaming Hub — funcionalidade já comum em todas as TVs mais recentes da sul-coreana — e consegue rodar jogos na nuvem, sem precisar de um console ou PC Gamer. 

Além disso, uma novidade é a presença do SmartThings, que permite controlar itens de casa inteligente — como acender ou apagar as luzes — sem precisar sair do filme ou série que estiver assistindo. 

Quanto às opções de conectividade, ela conta com 3 portas HDMI, 2 USB-A, uma para cabo de rede e uma para áudio óptico. Já a rede sem fio conta com Wi-Fi 5 e Bluetooth 5.2 — padrões que já estão de bom tamanho para uma televisão moderna. 

Continua após a publicidade

Sistema de som

O sistema sonoro da Samsung Q60D tem uma potência de 20W RMS. Na prática, é um conjunto básico, que atende bem a um cenário mais simples, mas não oferece um volume tão alto. Assim, se você busca uma experiência sonora mais avançada, é melhor adicionar uma soundbar ao conjunto, mesmo que seja um modelo mais básico. 

Concorrente direto

Continua após a publicidade

A principal concorrente da Samsung Q60D é a LG QNED75. Esses modelos têm tecnologia de tela parecida e funcionam muito bem no mercado intermediário, unindo bons recursos de som e imagem. 

A Samsung tem a vantagem de estar disponível em mais versões de tamanho, com opções de 50, 55, 65 e 75 polegadas. Já a LG tem apenas duas versões, de 55 e 65 polegadas. Além disso, o modelo da Samsung se destaca pela interface mais completa, com Gaming Hub integração ao Smart Things. 

Além dessas duas, há ainda uma terceira opção: a TCL C645. Apesar de já ter uma sucessora, a C655, este modelo ainda atende muito bem em 2024 e entrega recursos ainda mais avançados, como suporte para conteúdos em Dolby Vision. 

Continua após a publicidade

Pegando como base o modelo de 55 polegadas, que é comum nas três TVs, a Samsung Q60D é encontrada em uma faixa entre R$ 3.000 e R$ 3.200. Já a TCL chega em uma média entre R$ 2.300 e R$ 2.500. Por fim, a LG QNED77 custa em média R$ 3.200. 

Vale a pena comprar a Samsung Q60D?

Continua após a publicidade

Sim, vale a pena comprar a TV Samsung Q60D. Apesar de algumas limitações, como a ausência do Dolby Vision e a dificuldade para lidar com cenas muito escuras, ela atende muito bem em um cenário geral. 

Além disso, ela tem ótimos recursos extras. Como o Gaming Hub — que permite aproveitar jogos na nuvem sem precisar de um console — e a integração com o SmartThings, que possibilita não só o controle da TV pelo app no celular, mas o gerenciamento de itens de casa inteligente direto da televisão, sem precisar sair do filme. 

A faixa de preço ainda assusta um pouco, mas ainda está dentro do esperado. Além disso, é possível que esse valor reduza um pouco além dos próximos meses, já que é um lançamento bem recente.