LG anuncia novas linhas de TVs OLED e QNED MiniLED no Brasil

LG anuncia novas linhas de TVs OLED e QNED MiniLED no Brasil

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 23 de Junho de 2021 às 17h05
Reprodução/LG

Em evento realizado nesta quarta-feira (23), a LG oficializou a chegada da família 2021 de televisores da marca no Brasil. Além da nova geração OLED, recheada de recursos voltados para consumo de mídia e jogos, a empresa também trouxe ao país a linha QNED, que une a tecnologia de Quantum Dot ao MiniLED, prometendo entregar contraste e brilho significativamente superiores às TVs LCD tradicionais.

Linha OLED 2021 é recheada de recursos para games

A família 2021 de TVs OLED da LG já estava sendo comercializada no Brasil desde o último dia 14, mas foram oficializadas pela empresa somente hoje. A linha tem como destaque a OLED Evo G1, em opção única de 65 polegadas, que traz a nova geração de painéis da gigante sul-coreana, com aprimoramentos que prometem entregar até 20% mais brilho quando comparada aos modelos do ano passado.

A reestruturação do painel também permitiu a redução da emissão de luz azul, prejudicial aos olhos. Fora isso, há suporte a HDR10+ e Dolby Vision, com Dolby Vision IQ para adaptar as cores de acordo com o conteúdo exibido, bem como quatro portas HDMI 2.1 para reprodução de conteúdo em 4K HDR a 120 Hz, sistema de som 4.2, compatibilidade com Nvidia G-Sync e AMD FreeSync Premium e mais.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A LG OLED Evo G1 traz painel reformulado que promete até 20% mais brilho que a geração passada (Imagem: Divulgação/LG)

Focada no público gamer, a OLED C1 é sucessora da popular CX, desta vez em opções entre 48 e 83 polegadas, com sistema atualizado e múltiplos recursos para os jogadores. Assim como a Evo G1, o painel também ganhou melhorias e o processamento fica a cargo do novo chip α9 de 4º geração, que habilita aprimoramentos de imagem e som com IA.

Outros destaques incluem HDR10+, Dolby Vision e Vision IQ, quatro portas HDMI, função Game Optimizer aprimorada, suporte a Nvidia G-Sync e AMD FreeSync Premium, além de recursos inteligentes como integração à Google Assistente e Amazon Alexa, e espelhamento de tela via Miracast e Apple AirPlay 2. Segundo a LG, a OLED C1 foi eleita pelo site especializado RTINGS como "a melhor TV do mundo para gamers".

A OLED C1 traz diversos recursos focados em games, como suporte a Nvidia G-Sync e taxa de atualização de 120 Hz (Imagem: Divulgação/LG)

Por fim, a OLED A1 é o modelo "acessível" da família, mantendo a maioria das especificações das irmãs mais robustas, enquanto elimina alguns recursos premium. O aparelho é pensado para quem busca a experiência de pretos profundos do OLED, mas não se importa de ter uma lista mais básica de funções.

O chip α9 de 4º geração dá lugar ao α7 de 4º geração, enquanto a taxa de atualização é limitada a 60 Hz, não havendo suporte à reprodução de conteúdo em 120 Hz, ainda que o Nvidia G-Sync seja mantido. O áudio também é mais simples, contando com apenas 2 canais, em vez do sistema 4.2 da G1 ou 2.2 da C1. O restante das configurações, no entanto, é semelhante aos modelos mais potentes.

TVs QNED trazem MiniLED e promete brilho 3x maior

As novas TVs QNED foram a grande novidade da apresentação, inaugurando uma categoria entre as linhas OLED e NanoCell da LG. Seu maior trunfo é a combinação de três tecnologias: os Quantum Dots, pontos quânticos que turbinam a intensidade das cores, o NanoCell, nanopartículas da LG que prometem filtrar determinadas frequências de luz para entregar cores mais puras, e o Mini LED.

Todas as TVs LCD precisam de iluminação por trás do painel para poderem exibir imagens, o chamado backlight. Modelos tradicionais contam com quantidades razoáveis de LEDs que costumam trabalhar em um conjunto único, o que entrega iluminação forte, mas reduz o contraste, já que parte da luz acaba sendo vazada pelo display.

As novas TVs LG QNED mesclam pontos quânticos com NanoCell e backlight de MiniLED (Imagem: Divulgação/LG)

O MiniLED promete corrigir isso ao utilizar LEDs menores e em maiores quantidades, que trabalham em múltiplos grupos para manter áreas escuras de fato escuras enquanto entregam brilho três vezes superior, de acordo com a LG. A família conta com dois modelos: QNED90, com resolução 4K e tamanhos de 65 e 75 polegadas, e QNED99, com resolução 8K e tamanhos de 75 e 86 polegadas.

Estabelecidos no segmento premium, as TVs QNED trazem os principais recursos dos outros televisores da empresa, incluindo processador α7 de 4ª geração (QNED90) e α9 de 4ª geração (QNED99), quatro portas HDMI 2.1, Dolby Vision e Vision IQ, Dolby Atmos e integração com Google Assistente e Amazon Alexa através do sistema ThinQ AI.

Preço e disponibilidade

As TVs OLED já estão disponíveis no varejo brasileiro, com a C1 sendo vendida a preços que partem dos R$ 7.999, enquanto a Evo G1 conta com preço sugerido de R$ 22.999. A A1 ainda não começou a ser comercializada, mas já possui valores definidos, que também começam em R$ 7.999.

Enquanto isso, a família QNED chegará ao mercado brasileiro até o final do ano, segundo a companhia, com a QNED90 4K sendo vendida por R$ 17.999, e a QNED99 8K trazendo preço sugerido de R$ 34.999.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.