Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple não planeja obter licença para oxímetro do Apple Watch

Por| Editado por Wallace Moté | 02 de Fevereiro de 2024 às 09h59

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/Canaltech
Ivo Meneghel Jr/Canaltech
Apple Watch Series 9

Após ter se envolvido em uma disputa de patentes com a empresa de produtos de saúde Masimo, a Apple indicou que não pretende obter uma licença para o recurso de oxímetro no Apple Watch. A informação foi confirmada pelo CEO Tim Cook, em entrevista ao canal CNBC

O executivo afirma que a marca estaria mais empenhada em apelar da decisão que deu ganho de causa para a Masimo, em vez de procurar negociações de conciliação.

Continua após a publicidade

Os modelos Apple Watch Series 9 e Ultra 2 tiveram as vendas interrompidas por alguns dias, e a comercialização só foi retomada após a Apple ter paralisado o funcionamento do oxímetro nas unidades novas. 

Na entrevista, Cook ainda apontou que “existem muitas motivações para comprar o relógio, mesmo sem o sensor de medição de oxigênio no sangue”. 

Recentemente, o CEO da Masimo chegou a afirmar que o oxímetro do Apple Watch não funciona como deveria, e quem usa o produto estaria melhor sem o recurso. Estimativas apontam que o executivo já teria gasto cerca de US$ 100 milhões (aproximadamente R$ 492 milhões em conversão direta) na batalha judicial contra a marca de Cupertino. 

As punições contra a Apple foram definidas pela International Trade Commission (ITC), que julgou a marca culpada de infringir diversos pontos das patentes da Masimo. Isso teria acontecido após uma série de reuniões entre as duas marcas por volta de 2013, e subsequente migração de funcionários da Masimo para a Apple. 

Continua após a publicidade

Por outro lado, a Apple acusa a Masimo de supostamente querer obter vantagens mercadológicas, já que a retirada do Apple Watch abriria espaço para o W1, relógio da Masimo que também tem foco em recursos de saúde e oxímetro integrado.  

É interessante destacar que a decisão do ITC é válida apenas para os relógios vendidos nos EUA. Desta forma, a marca não deixou de comercializar o Apple Watch em outros países, e o recurso de oxímetro continua funcionando normalmente em unidades novas compradas em outros locais — incluindo o Brasil. 

Além disso, os relógios que já estavam em circulação até o dia 18 de janeiro permanecem com a medição de saturação de oxigênio no sangue, mesmo nos EUA.

Continua após a publicidade

Fonte: via AppleInsider