Qual é o melhor Apple Watch para comprar em 2021?

Qual é o melhor Apple Watch para comprar em 2021?

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 08 de Outubro de 2021 às 16h01
Ivo/Canaltech

A sétima geração dos relógios inteligentes da Apple começam a chegar às lojas, enquanto os modelos da terceira seguem em estoque. Além disso, algumas lojas ainda possuem os Apple Watch Series 4 (44 mm) e 5 à venda, bem como uma boa quantidade de Series 6. E aí fica aquela dúvida: qual é o melhor Apple Watch para comprar agora?

Os avanços entre cada geração não são muito grandes de uma versão para a outra, mas sempre tem uma nova funcionalidade que só aumenta a dúvida de quem está em busca de um relógio para acompanhar a saúde com exercícios físicos. E aí, o jeito é analisar cada ficha técnica e cada lista de funções para ver qual se encaixa melhor para aquilo que você precisa antes de fazer a compra.

O Canaltech facilitou este trabalho e avaliou tudo o que cada Apple Watch oferece e comparou os preços para dizer qual vale mais a pena atualmente. Está tudo separado por tópico: qual é o mais barato, qual vale mais o preço cobrado e o que todos eles oferecem. Espero que este guia lhe ajude a tomar a melhor decisão possível.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O que todo Apple Watch tem em comum?

Relógios inteligentes da Apple vão muito além de mostrar as horas (Imagem: Ivo/Canaltech)

Algumas características são compartilhadas por todos os modelos do Apple Watch desde a primeira geração, mas vamos considerar aqui apenas o que está presente desde a terceira, que é a mais antiga ainda em produção em 2021. A última versão antes do aumento da tela foi também a primeira a oferecer opção 4G/LTE — modelo que, infelizmente, não está mais à venda.

Todos os Apple Watch desde o Series 3 têm resistência à água, com proteção até 50 metros de profundidade, e são próprios para uso em esportes na água. A Digital Crown também existe desde então, apesar de a resposta tátil ter sido incluída no Series 4 — e só está ausente, portanto, no Series 3, já que até mesmo o SE tem este recurso.

A Tela Retina OLED com brilho de até 1.000 nits também está presente desde a terceira geração, com pequenas melhorias apenas no tamanho e alguns novos recursos a cada novo lançamento. A proteção do display com vidro de Íon X nas caixas de alumínio também é a mesma desde 2017; há opção de tela de cristal de safira nas caixas de aço inoxidável e cerâmica, disponível apenas nos Series 4, 5, 6 e, em breve, no 7.

Todos possuem sensor cardíaco óptico, que faz a leitura dos seus batimentos com uma leitura do pulso. A partir do Apple Watch Series 4, esse sensor foi levemente atualizado, ficando na segunda geração desde então. Além disso, tirando o 3 e o SE, todos ainda possuem um eletrocardiograma, que faz análise um pouco mais profunda da sua frequência cardíaca. Todos emitem alertas de irregularidades ou de taxas muito altas e muito baixas.

Apple Watch já tem vários apps com diversas funcionalidades (Imagem: Ivo/Canaltech)

A Apple observa que essas medições têm como objetivo fazer apenas um acompanhamento durante a prática de exercícios. O Apple Watch não substitui equipamentos médicos, que fazem leituras muito mais precisas e realmente podem detectar doenças cardíacas. O dispositivo também não é recomendado para quem já foi diagnosticado com fibrilação atrial.

Todos os relógios também possuem SOS de emergência — que pode ser internacional nos Series 4 e posteriores — possuem suporte a Wi-Fi e Bluetooth e trazem GPS/GNSS e altímetro. A capacidade de memória varia dependendo do modelo: são 16 GB no Series 3 e SE, e 32 GB nos Series 4, 5 e 6.

Em resumo, a lista de especificações existentes em todos os Apple Watch desde o Series 3 são as seguintes:

  • Resistência à água (até 50 metros);
  • Tela Retina OLED com 1000 nits;
  • Tela de vidro de Íon X nas caixas de alumínio; tela de cristal de safira nas caixas de aço inoxidável e cerâmica;
  • Modelo GPS e Cellular;
  • Digital Crown (com resposta tátil a partir do Series 4);
  • Notificações de frequência cardíaca alta e baixa, de ritmo cardíaco irregular;
  • SOS de Emergência;
  • Conectividade Wi-Fi e Bluetooth;
  • GPS/GNSS e altímetro barométrico (altímetro sempre ativo no SE e 6).

Melhor Apple Watch barato

Talvez não compense muito comprar o Apple Watch Series 3 42 mm atualmente, ainda mais porque só a versão GPS está disponível no mercado. Mas, se tudo o que foi descrito acima já é o suficiente para você, a economia em relação aos outros modelos é considerável, já que o preço dele pode chegar a R$ 700 a menos que o Apple Watch SE 40mm e ultrapassa os R$ 1.000 em relação ao Series 6.

São duas opções de caixas, sendo a menor de 38 mm, e a maior com 42 mm, sempre com acabamento em alumínio. Ou seja, a única opção de tela é a de vidro de Íon X. Com relação a recursos, você já tem sensor cardíaco óptico, além de todo o restante já descrito no tópico acima.

O modelo de terceira geração tem 16 GB de armazenamento interno e tem bastante função a menos que o Watch Series 6, sendo indicado apenas para quem busca um acompanhamento inicial de exercícios e saúde. O investimento extra pode valer a pena para levar a versão mais completa, com ECG, detecção de queda, sensor de oxigênio no sangue e outras vantagens.

Já o Apple Watch SE traz de vantagem a tela maior, sensor cardíaco de segunda geração, chip mais potente, Digital Crown com resposta tátil, bússola, altímetro sempre ativo e microfone e alto-falante de segunda geração. Também oferece ligação de emergência em outros países, detecção de queda e monitoramento de ruído. Em resumo, só não tem tela sempre ativa, ECG e monitoramento de oxigênio no sangue dentro daquilo que o Series 6 oferece.

Melhor Apple Watch no geral

O melhor escolha em Apple Watch no momento, é o Series 6. Curiosamente mais barato que as duas gerações anteriores, esse modelo é mais completo e não custa muito mais do que aquele que deveria ser a "versão acessível", o SE. A diferença de preço dos modelos de 40 mm fica em cerca de R$ 500, e, com esse investimento a mais, você já tem muito mais recursos e o dobro de armazenamento interno.

As diferenças para o Series 3 já começam na tela, 30% maior, o que também levou a uma mudança nos tamanhos das caixas: a menor tem 40 mm, e a maior chega a 44 mm. Além disso, ela é 11% mais fina que a do relógio de terceira geração.

Com relação aos recursos, o Apple Watch Series 6 oferece monitoramento cardíaco com sensor óptico de segunda geração e também com sensor elétrico para eletrocardiograma, com a notificação de irregularidades. Também faz a medição da taxa de oxigênio no sangue, que é a grande novidade da geração. E, assim como boa parte de seus antecessores, tem detecção de queda e ligação de emergência.

É verdade que os Apple Watch Series 4 e 5 também possuem boa parte dos recursos oferecidos pela sexta geração, mas o preço dos modelos mais antigos pode até ser maior do que o do mais recente no varejo online nacional atualmente. Sendo assim, é melhor comprar o mais completo — mas não há necessidade de fazer a troca se você tem um dos outros dois.

Menos indicado: Apple Watch SE

Apple Watch SE é uma versão "mais acessível" do relógio da Maçã (Imagem: Divulgação/Apple)

O modelo que deveria ser o mais acessível não é indicado porque possui preço consideravelmente mais alto que o Apple Watch Series 3 38 mm, sem oferecer tantas funções a mais. Além disso, seu preço atual no Brasil não é tão mais baixo que o Apple Watch Series 6, que já tem bastante vantagens, como tela sempre ativa, leitura de oxigênio no sangue e sensor cardíaco elétrico.

Este modelo tem o mesmo chip da quinta geração, e traz tela maior que o da terceira, além de várias funções a mais, incluindo bússola, altímetro sempre ativo e microfone e alto-falante melhorados. Porém, o monitoramento é bem próximo ao que o Series 3 oferece, e talvez não compense pagar muito mais no SE por alguns detalhes a mais.

O Apple Watch SE fica em torno de R$ 700 a mais que o Series 3 e aproximadamente R$ 500 a menos que o Series 6. Se tivesse valor mais próximo da terceira geração e mais distante da sexta, poderia ser uma boa opção — e aí vai de você dar uma pesquisada na diferença entre os três para tomar a sua decisão no momento de fazer a compra.

Quando comprar o Apple Watch Series 7?

O modelo mais recente de relógio da Apple não traz muita novidade em comparação com seu antecessor direto, o Series 6. Basicamente, a Maçã aumentou a tela, melhorando o aproveitamento da parte frontal da caixa, mas não trouxe nenhum recurso novo que mereça destaque.

Dá para esperar o preço da nova geração ficar mais próximo ao da sexta para pensar no Apple Watch Series 7 como seu novo relógio inteligente. Isso deve acontecer conforme o estoque do Series 6 começar a escassear, enquanto o da sétima geração começar a tomar conta das prateleiras. Vai demorar alguns meses para isso acontecer.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.