Samsung Galaxy S22 não deve trazer de volta o sensor ToF 3D, aponta rumor

Por Renan da Silva Dores | 19 de Abril de 2021 às 12h10
Divulgação/Samsung

A linha Galaxy S21 foi apresentada pela Samsung em janeiro trazendo visual renovado, novo chip Exynos 2100 e conjunto de câmeras reformulado, prometendo resolver as falhas encontradas na geração passada. As mudanças mais significativas envolveram o Galaxy S21 Ultra, cujo antecessor sofreu inúmeras críticas por problemas de foco.

Uma das soluções da empresa para resolver essa questão foi a adoção de foco auxiliado por laser. Curiosamente, a Samsung também abandonou o sensor ToF 3D, responsável por criar um mapa tridimensional de profundidade para o modo retrato, e ao que parece, a gigante sul-coreana não deve trazer o componente de volta tão cedo.

Galaxy S22 deve seguir sem ToF 3D

De acordo com fontes do periódico sul-coreano ETNews, a família Galaxy S22, prevista para estrear apenas no início de 2022, deve seguir sem o sensor ToF 3D, adotando o sistema de foco a laser novamente. Aparentemente, a Samsung considerou trazê-lo de volta na nova geração, depois de ver o iPhone 12 Pro e 12 Pro Max adotando a tecnologia.

O sucesso do sistema de foco a laser no Galaxy S21 Ultra seria um dos motivos pelos quais a Samsung não adotará o sensor ToF 3D no Galaxy S22 (Imagem: Reprodução/PhoneArena)

No entanto, a gigante sul-coreana abandonou a ideia, por considerar que ainda não há aplicações suficientes que tirem proveito da tecnologia. Com seu mapeamento 3D, o sensor ToF também é útil para aplicações em Realidade Aumentada, um de seus usos junto ao sensor LiDAR em iPhones, por exemplo. Apesar disso, a RA ainda não está tão desenvolvida no momento, especialmente no mundo Android.

Feedback de usuários e impacto em semicondutores

Outro ponto que teria colaborado com a decisão da Samsung em manter o componente de fora de seu novo flagship foi a resposta positiva de usuários em relação à sua substituição pelo sistema de laser. A tecnologia entregou bons resultados, resolvendo o problema de foco da geração anterior, devendo então ser a escolha da fabricante para 2022.

Sem pedidos da divisão de smartphones, a Samsung LSI terá mais dificuldade de enfrentar a Sony no segmento de sensores de imagem (Imagem: Samsung/YouTube)

Isso deve ter um custo para a própria Samsung, como lembra o site GSMArena. A divisão de semicondutores da empresa, a Samsung LSI, apresentou recentemente o Vizion 33D, nova geração de sensor ToF 3D da companhia. Diante disso, a LSI esperava por um grande pedido da divisão de smartphones para turbinar suas vendas.

Sem isso, a fundição sul-coreana será forçada a seguir atendendo apenas fabricantes chinesas, com maior demanda pelo sensor, além de ter maior dificuldade para combater o domínio da Sony no setor, ainda que já esteja no caminho.

Fonte: FoneArena, GSMArena

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.