Dois Galaxy Flex Note dão as caras mostrando dobra para fora e S Pen

Dois Galaxy Flex Note dão as caras mostrando dobra para fora e S Pen

Por Eduardo Moncken | Editado por Wallace Moté | 21 de Setembro de 2021 às 09h51
Felipe Junqueira/Canaltech

Apesar de 2021, até aqui, ter sido um ano tomado pelos rumores do fim da linha Galaxy Note, a cada dia isso vai se tornando mais improvável. Uma patente já revelou o desenho de um celular da linha com câmera na S-Pen, e mesmo insiders afirmam que a Samsung já está projetando a geração de 2022.

O que nem todos esperam é que a marca “Note” possa ser empregada, também, em dobráveis. A sul-coreana parece mesmo interessada em focar em inovação para esses produtos, e o design revelado por uma patente recém-descoberta pode indicar a presença de dobráveis da família.

(Imagem: Samsung/Let's Go Digital)

Os modelos poderão se chamar Galaxy Flex Note, e lembrariam a família Galaxy Z Fold, a princípio. Ao menos dois visuais foram patenteados, ambos apresentando em comum um celular com um fragmento adicional de tela que fica escondido na traseira do celular. Quando desdobrado, ele se torna extensão do display.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os dois smartphones não possuem câmera na região traseira, trazendo duas lentes na tela adicional que permitiriam aos usuários fotografar os ambientes quando o dispositivo estiver fechado, e tirar selfies quando aberto.

(Imagem: Samsung/Let's Go Digital)

Claro, como falamos de um produto Note, há a presença da S-Pen. Ela ficaria guardada em um vinco atrás da tela adicional. A conexão é magnética, então mesmo quando a tela está totalmente desdobrada, o acessório pode permanecer no corpo do celular.

Mas e o Galaxy Z Fold?

Apesar das diferenças de uso, o celular poderia aparecer como uma alternativa à linha Galaxy Z Fold, já estabelecida em um mercado de dobráveis no qual a Samsung está na frente. Vale lembrar que o Galaxy Z Fold 3 também tornou possível usar a S-Pen, mas não conta com espaço dedicado à caneta e exige versões especiais do acessório, algo que poderia ser corrigido no tal Galaxy Flex Note.

Por isto, fica difícil imaginar qual seria a estratégia da Samsung colocando dois Galaxy Flex Note no mercado. A patente de um produto, porém, não obriga a empresa a lançá-lo. E se for vontade da Samsung trazer os Flex Note à vida, ela poderá fazê-lo a médio ou longo prazo, não necessariamente em 2022.

Seria o (improvável) fim da família Galaxy Z Fold? Um conceito que será absorvido pela principal linha de dobráveis? Um projeto antigo que pode não ter mais espaço na empresa hoje? Só a própria sul-coreana poderá responder, com o tempo, essas dúvidas.

Fonte: Let's Go Digital

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.