Redmi K40 Pro vai ter chip de 5 nm e carregamento ultrarrápido, indica rumor

Por Diego Sousa | 16 de Setembro de 2020 às 15h50
Reprodução/Xiaomi
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Redmi

Ficha técnica

Foi dada a largada para a corrida dos processadores de 5 nanômetros (nm) e a Apple saiu na frente com o A14 Bionic. O chip estreou nesta terça-feira (16) com o novo iPad Air e deve fazer parte do vindouro iPhone 12, previsto para outubro. Outro grande nome do setor, a Qualcomm, também anunciará o Snapdragon 875 de 5 nm nos próximos meses e novas informações indicam quais fabricantes o usarão primeiro em seus smartphones.

O vazador Digital Chat Station publicou em sua conta na rede social Weibo nesta quarta-feira (16) que a Xiaomi equipará o futuro Redmi K40 Pro com o chipset Snapdragon 875, previsto para ser anunciado em dezembro deste ano. A informação vai de encontro a rumores anteriores que sugeriram que a fabricante chinesa estaria buscando soluções alternativas para fugir dos supostos preços altos cobrados pela Qualcomm em seus modelos de ponta.

No entanto, a escolha do chipset não chega a surpreender: os Redmi K20 Pro e K30 Pro, lançados em 2018 e 2019, respectivamente, foram apresentados com os chipsets mais potentes da Qualcomm na época — o Snapdragon 855 e 865, na devida ordem.

Redmi K30 Pro chegou ao mercado com o Snapdragon 865 da Qualcomm (Foto: Reprodução/Xiaomi)

Além disso, em entrevistas, os próprios gerentes de produto da Redmi e do Grupo Xiaomi, Wang Teng e Lu Weibing, já deram dicas sobre novos produtos da empresa com chips de 5 nanômetros que estão a caminho.

Com exceção da Apple, que já apresentou o A14 Bionic, a Huawei deve ser a próxima empresa a lançar um chip de 5 nm com a linha Mate 40, prevista para as próximas semanas. A Qualcomm, por sua vez, deve anunciar Snapdragon 875 em dezembro, seguida pela Samsung com a linha Exynos, cuja produção já começou.

Redmi K40 Pro: o que esperar

O vazador também afirma que o smartphone terá uma experiência de tela infinita, algo que a linha Redmi K já oferece há alguns anos, além de uma bateria gigante com suporte ao carregamento ultrarrápido. Vale lembrar que a Xiaomi é dona do Mi 10 Ultra, atualmente o celular com carregamento mais rápido do mundo, com 120 W de potência. Além disso, espera-se lentes maiores e mais aprimoradas.

Mi 10 Ultra é o celular com carregamento mais rápido do mundo (Foto: Reprodução/Xiaomi)

Infelizmente, não há mais informações sobre o Redmi K40 Pro, mas o responsável pelas informações acima sugere ainda que o K40, versão tradicional da nova geração, será lançado ainda no final deste ano e trará o futuro Snapdragon 775, sucessor do 765, também fabricado no processo de 5 nm. Ou seja, considerando o histórico de lançamentos da linha, o modelo Pro pode dar as caras ainda no primeiro trimestre de 2021.

Fonte: Digital Chat Station (Weibo); Gizchina  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.