OnePlus admite diminuir a performance do OnePlus 9 para 300 apps populares

Por Bruno Bertonzin | Editado por Wallace Moté | 12 de Julho de 2021 às 07h45
PhoneArena

A OnePlus admitiu, recentemente, que reduziu propositalmente a performance de vários aplicativos no OnePlus 9 e OnePlus 9 Pro — os atuais flagships da marca, que são equipados com a plataforma móvel do Snapdragon 888.

Essa hipótese foi levantada há alguns dias quando o portal AnandTech percebeu uma performance inferior de vários aplicativos populares nos dois celulares da marca, se comparados com outros smartphones que são equipados com o mesmo chipset, que é o topo de linha da Qualcomm.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Devido à essa análise, inclusive, os dois modelos foram removidos das listas de desempenho do Geekbench por supostamente violar os resultados dos testes de performance. De acordo com o serviço, os números indicados para os dois aparelhos podem não condizer com a realidade, já que o desempenho é “capado” em vários aplicativos e, consequentemente, os usuários podem não receber um dispositivo com as mesmas performances indicadas pela plataforma.

Mas o que aconteceu, realmente?

Na prática, e de forma resumida, os dois celulares possuem linhas de código que identificam qual aplicativo está em uso e, com isso, impede que o processador “ative” o núcleo mais potente do chipset, o Cortex-X1. Consequentemente, os aplicativos são executados com limitação de hardware e ficam restritos apenas aos núcleos inferiores do Snapdragon 888.

De acordo com as análises, 300 aplicativos estão entre os afetados. Apesar de não ter sido revelada a lista completa, com base em alguns testes realizados, foi possível comprovar que algumas aplicações bem populares, como Google Chrome, Twitter, Zoom, WhatsApp, Facebook, Instagram, Snapchat, YouTube, Discord, aplicativos do Microsoft Office, Firefox e Samsung Internet estão entre os afetados.

(Imagem: Divulgação/OnePlus)

Qual é a justificativa da OnePlus?

Em um comunicado compartilhado com a equipe do XDA Developers, a fabricante chinesa admitiu esse corte na performance para vários aplicativos e justificou que a decisão foi tomada com base em feedbacks feitos pelos usuários.

A empresa defendeu que essa redução no desempenho foi feita para ajudar a aumentar a durabilidade da bateria do OnePlus 9 e OnePlus 9 Pro e para gerenciar melhor o aquecimento do aparelho. Confira, abaixo, a carta na íntegra:

“Nossa prioridade é sempre oferecer uma ótima experiência de usuário com nossos produtos, baseada em parte em agir rapidamente aos importantes feedbacks dos usuários. Após o lançamento do OnePlus 9 e 9 Pro em março, alguns usuários nos contaram sobre algumas áreas onde poderíamos melhorar a duração da bateria e o gerenciamento de calor dos dispositivos. Como resultado desse feedback, nossa equipe de P&D tem trabalhado nos últimos meses para otimizar o desempenho dos dispositivos ao usar muitos dos aplicativos mais populares, incluindo o Chrome, combinando os requisitos do aplicativo com a energia mais adequada. Isso ajudou a proporcionar uma experiência suave, reduzindo o consumo de energia. Embora isso possa afetar o desempenho dos dispositivos em alguns aplicativos de benchmarking, nosso foco, como sempre, é fazer o que pudermos para melhorar o desempenho do dispositivo para nossos usuários.”

Fonte: XDA Developers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.