Moto G100 vs Galaxy S20 FE: qual Android poderoso e acessível vale mais a pena?

Por Felipe Junqueira | Editado por Wallace Moté | 25 de Março de 2021 às 18h10
Montagem Canaltech

A Motorola traçou uma nova estratégia para a linha Moto G com o lançamento do Moto G100, primeiro modelo da família a trazer Snapdragon da série 800. Considerado um topo de linha, o aparelho traz vários recursos com preço oficial relativamente baixo, o que o coloca em uma categoria próxima ao Galaxy S20 FE.

Ou seja, é um celular poderoso e que entrega experiência rica em funcionalidades, mas conta com alguns cortes de custos para quem não busca necessariamente o melhor material de acabamento, por exemplo. E aí é natural que sejam feitas as comparações entre os modelos, que o Canaltech pretende ajudar a fazer com este Moto G100 vs Galaxy S20 FE.

Veja abaixo qual celular poderoso e acessível é o mais indicado para você: Motorola ou Samsung?

Design

Os dois celulares são poderosos e cheios de recursos avançados, mas apostam em um material de acabamento que não é considerado premium: o plástico. O Galaxy S20 FE, no entanto, tem a vantagem de trazer laterais metálicas, que conferem uma resistência ainda maior ao aparelho — lembrando que plástico risca mais fácil, mas aguenta melhor as quedas do que o vidro.

Ambos também possuem acabamento fosco que deixa menos marcas de dedos e, enquanto o smartphone da Samsung tem várias opções de cor para você escolher, o Moto G100 traz apenas duas, azul ou branco, mas que mudam dependendo do ângulo de reflexão da luz. Uma vantagem do modelo da Motorola é que vem capinha na caixa, que o S20 FE fica devendo.

Moto G100 está disponível nas cores azul e branco (Imagem: Divulgação/Motorola)

Os conectores são do tipo USB-C para o cabo de dados e energia, mas apenas o Moto G100 tem o P2 para fone de ouvido. Ambos ainda oferecem gaveta de chips com um slot híbrido, para usar ou um segundo chip de operadora ou um cartão micro SD para expandir a memória interna. O leitor de impressão digital do modelo da Motorola fica na lateral, junto ao botão power, enquanto o S20 FE traz biometria sob a tela.

O tamanho dos dispositivos também é bastante diferente, com dimensões de 159,8 x 74,5 x 8,4 mm no celular da Samsung e 168,4 x 74 x 9,7 mm no da Motorola, enquanto os pesos são de 190 g e 207 g, respectivamente. Na frente, os aparelhos têm furo para a câmera frontal, centralizado no Galaxy S20 FE e duplo, localizado no canto superior esquerdo do display no Moto G100.

Tela

  • Moto G100: LTPS LCD de 6,7 polegadas, resolução de 1080 x 2520 pixels, taxa de atualização de 90 Hz;
  • Galaxy S20 FE: Super AMOLED de 6,5 polegadas, resolução de 1080 x 2400 pixels, taxa de atualização de 120 Hz.

As especificações de tela são próximas, mas há detalhes que as diferenciam. O principal é o tipo do painel, Super AMOLED no Galaxy S20 FE e LTPS LCD no Moto G100, ou seja, preto mais profundo e cores mais vivas no primeiro, e cores mais suaves no segundo, com um preto que se aproxima mais do cinza escuro, uma vez que os pixels não se apagam totalmente.

O tamanho é de 6,5 polegadas e 6,7 polegadas, mas o segundo, que é o aparelho da Motorola, tem proporção diferente, ou seja, é um pouco mais alto e menos largo com o formato 21:9, contra o 20:9 do modelo da Samsung. A resolução de ambos é Full HD, e há uma diferença na quantidade de pixels justamente por conta da proporção.

Tela do Galçaxy S20 FE tem taxa de atualização de 120 Hz (Imagem: Divulgação/Samsung)

Outra vantagem do S20 FE é a taxa de atualização, que pode chegar a 120 Hz e é variável como padrão. O Moto G100 também usa uma taxa automática, que se adapta dependendo do conteúdo exibido, mas fica limitado a no máximo 90 Hz. Ambos permitem o uso de 60 Hz.

Resumindo, o Galaxy S20 FE tem painel com tecnologia mais atual e taxa de atualização maior, enquanto o G100 se destaca pelas cores de exibição mais naturais.

Câmeras

  • Moto G100: 64 MP (principal) + 16 MP (ultrawide+macro) + 2 MP (profundidade) + 16 MP (frontal principal) + 8 MP (frontal ultrawide);
  • Galaxy S20 FE: 12 MP (principal) + 12 MP (ultrawide) + 8 MP (teleobjetiva) + 32 MP (frontal)..

Olhando para os números, o Moto G100 parece sair em vantagem nas câmeras sobre o Galaxy S20 FE. Mas resolução não é tudo em fotografia, e existem modelos com menos pixels que conseguem tirar fotos melhores que outros com tamanho maior da imagem. Mas tratam-se de dois modelos topo de linha, com ótimo processamento de imagem e sensores de boa qualidade.

Vale a pena olhar para os recursos de cada câmera e pensar quais são mais importantes para o seu estilo de fotografar. O Galaxy S20 FE é bom para quem gosta de aproveitar a aproximação da imagem com uma câmera teleobjetiva, apesar de ter uma limitação no zoom óptico de apenas 3 vezes.

Moto G100 tem três câmeras atrás e duas na frente (Imagem: Divulgação/Motorola)

O Moto G100 não tem essa câmera de zoom, mas tem uma ultrawide que também funciona como macro para registrar detalhes de objetos bastante aproximados. E é legal que essa câmera tem uma ring light em volta da lente, para reduzir as sombras, muito comum nesse tipo de fotografia.

Quanto às selfies, o Galaxy S20 FE faz com um sensor o que o Moto G100 faz com dois. O celular da Samsung tem uma câmera grande-angular que abre um pouco mais o campo de visão para enquadrar grupos de pessoas maiores, que é a função da câmera frontal secundária do modelo da Motorola.

Processamento e memória

  • Moto G100: Qualcomm Snapdragon 870 (1x 3,2 GHz Kryo 585 + 3x 2,42 GHz Kryo 585 + 4x 1,8 GHz Kryo 585);
  • Galaxy S20 FE: Samsung Exynos 990 Octa-core (2x 2,73 GHz Mongoose M5 + 2x 2,5 GHz Cortex-A76 + 4x 2,0 GHz Cortex-A55).

Teoricamente, Exynos 990 e Snapdragon 870 são processadores equivalentes. Na prática, se a plataforma da Qualcomm não apresentar nenhum problema e seguir o modelo no qual foi baseada, que é o Snapdragon 865, dá para dizer que o Moto G100 tem uma pequena vantagem em processamento de dados e gráficos.

Além disso, o modelo da Motorola já tem 12 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento no modelo base, enquanto o Galaxy S20 FE varia em 6/128 GB ou 8/256 GB. Ou seja, mesmo a variante mais veloz ainda tem menos capacidade de memória RAM.

Em resumo, o celular da Motorola é mais estável para rodar jogos por um período mais longo, mas no dia a dia ambos vão entregar experiência mais que suficiente para a maior parte dos usuários.

Bateria

Galaxy S20 FE possui recarga sem fio reversa (Imagem: Divulgação/Samsung)

A Motorola diz que seu Moto G100 aguenta uma média de 40 horas de uso normal longe da tomada, graças à sua bateria de 5.000 mAh de capacidade. Vale notar que o tempo de uso pode ser maior caso você opte pela taxa de atualização da tela em 60 Hz.

O Galaxy S20 FE tem 4.500 mAh, mas por conta da tela maior com alta taxa de atualização — os 120 Hz são ativados de fábrica, e quem quiser mais tempo de uso pode mudar para a taxa padrão de 60 Hz —, o tempo de uso não chega a ser muito superior. É possível extrair até um pouco mais de um dia de uso com o celular da Samsung, que afirma que seu aparelho aguenta até 17 horas de reprodução de vídeos offline e 14 horas de navegação na internet 4G.

Recursos extras

O Moto G100 é cheio de recursos avançados com foco no usuário mais avançado, mas fica devendo algumas coisas que o S20 FE oferece. O modo desktop, chamado pela Motorola de Ready For e de Dex pela Samsung, está presente em ambos e nos dispositivos Galaxy tem a vantagem de funcionar em conexão sem fio, além de ter a opção do cabo.

Com relação ao Android instalado de fábrica, o Moto G100 já vem com a versão mais nova, mas só tem previsão para receber o 12, enquanto o S20 FE foi lançado com o Android 10, já recebeu o 11, e deve ser atualizado até o Android 13.

Apenas o modelo da Motorola tem compatibilidade com a rede 5G Sub6, que deve ser implementada no Brasil a partir do ano que vem, e ambos possuem 4G, Wi-Fi dual-band, Bluetooth na versão 5.0 no S20 FE e o Moto G100 traz a versão 5.1. Ambos também trazem o NFC para pagamento por aproximação, e apenas o da Motorola tem conector P2 para fone de ouvido.

Para a recarga, são 25 W de suporte no Galaxy S20 FE e 20 W no Moto G100. O modelo da Samsung ainda tem suporte a recarga sem fio e também pode fazer a recarga de outros dispositivos sem cabo.

Por fim, mais uma vantagem do Galaxy S20 FE: proteção IP68 contra água e poeira, que aguenta 30 minutos submerso em até 1,5 m de profundidade. O Moto G100 não possui nenhuma proteção específica contra água ou poeira.

Moto G100 vs Galaxy S20 FE: qual vale mais a pena?

Cada aparelho possui suas vantagens e desvantagens, mas se você leu o texto todo está bem informado para tomar a melhor decisão para comprar o modelo que é o melhor para o seu tipo de uso. Não é uma questão de dizer que um é melhor que o outro, mas sim que cada um tem seus pontos positivos e negativos na comparação com o outro.

Sendo assim, se você quer mais potência, ficar mais tempo longe da tomada e faz questão do conector de fone de ouvido, além de já estar pensando em se preparar para o 5G, o Moto G100 é a opção mais indicada.

Já se a sua preferência é por recursos mais avançados como recursos que dispensam o uso de cabos, incluindo o modo desktop e recarga tanto do dispositivo quanto a reversa, fotos com zoom e tela com taxa de atualização mais alta e com cores mais vivas, o galaxy S20 FE é o melhor entre os dois aqui analisados.

Mas independente de qual você escolher, terá um dos melhores celulares em matéria de desempenho, câmeras e tela que estão disponíveis no mercado brasileiro atualmente. Aí é a questão de balancear qual está com o preço que você topa pagar por tudo isso.

As ferramentas para fazer a escolha com sabedoria estão aí. Agora é você quem decide: Moto G100 ou Galaxy S20 FE. Fique à vontade para expor e explicar a sua opção nos comentários.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.