MIUI 12.5 | Conheça as novidades e os celulares que receberão a atualização

Por Diego Sousa | 29 de Dezembro de 2020 às 10h00
Reprodução/XDA-Developers
Tudo sobre

Xiaomi

Saiba tudo sobre Xiaomi

Ver mais

Junto ao lançamento da versão global do Mi 11, a Xiaomi anunciou o lançamento oficial da MIUI 12.5, nova versão da interface proprietária da marca chinesa. Como a numeração já sugere, a atualização não traz melhorias significativas em relação à atual MIUI 12, mas conta com alguns aprimoramentos no sistema, além de novos recursos visuais, sonoros e de segurança.

Nesta matéria, conheça os principais destaques da MIUI 12.5 e quais celulares receberão a atualização primeiro. Vale lembrar recentemente a Xiaomi iniciou o recrutamento para testar a versão estável da nova interface, que poderá ser instalada em modelos da Xiaomi, POCO e Redmi, incluindo modelos básicos e intermediários.

MIUI 12.5: celulares compatíveis

A versão final da MIUI 12.5, que deve ser lançada para os usuários da marca entre abril e maio deste ano, será disponibilizada primeiramente para os modelos:

Mais modelos se juntarão à lista a partir de junho, informou a própria empresa, como os intermediários Mi 10 Lite 5G, Mi 10T Lite, Mi Note 10 Pro, Mi Note 10, Mi Note 10 Lite, Redmi Note 9T, Redmi Note 9 Pro, Redmi Note 9S, Redmi Note 9, Redmi Note 8 Pro e Redmi 9.

MIU 12.5: principais novidades

MIUI+:

Similar ao recurso Seu Telefone, que conecta aparelhos Android a um dispositivo Windows, o MIUI+ traz a mesma proposta de integrar smartphones da Xiaomi/Redmi a notebooks e computadores para visualizar notificações, acessar informações da área de transferências e até mesmo executar aplicativos, tudo isso sem precisar desbloquear o celular.

MIUI+ é um recurso da MIUI 12.5 similar ao Seu Telefone da Microsoft (Foto: Reprodução/XDA-Developers)

O recurso já está disponível para testes na MIUI 12.5 closed beta, mas somente para os topos de linha Mi 10/10 Pro/10 Ultra, Mi 9/9 Pro 5G, Redmi K30 Ultra/K30 Pro e Redmi K20 Pro. A Xiaomi também divulgou uma lista de notebooks recomendados para que o MIUI+ seja utilizado — ainda que, em teoria, outros modelos com Windows tenham suporte à novidade:

  • Mi Notebook Pro 15 Enhanced Edition
  • Mi Notebook Pro 15,6″ 2020
  • Redmi G gaming notebook
  • RedmiBook 16
  • RedmiBook 14 II
  • RedmiBook Air 13

Novos Super Wallpapers

Recurso já presente na MIUI 12, o Super Wallpapers, os papéis de parede da Xiaomi que interagem com os movimentos que o usuário realiza na tela e a tela de bloqueio, ganhou duas novas opções: Snow Mountain e Geometry. Segundo a marca, apesar de animados os Super Wallpapers consomem até 40% menos energia na nova MIUI 12.5 em relação à versão anterior.

Novos sons

Outra novidade com teor estético são os novos sons inspirados na natureza. O pacote inclui sons de notificações, sons de chamadas e sons de sistema baseados na Amazônia, na África e no Ártico. O sistema ganhou diversas opções sonoras em toda experiência do usuário.

App de notas

A Xiaomi também tem seu próprio aplicativo de anotações e ele acaba de ganhar um recurso chamado Mapas mentais. Segundo a marca, com a função o usuário poderá organizar suas listas de forma mais visual. Além disso, o app tem um novo ícone, listas suspensas e suporte a desenhos e rabiscos.

Aplicativo de notas da MIUI ganhou diversas novidades (Foto: Reprodução/XDA-Developers)

Privacidade

Como não poderia faltar, os recursos de privacidade foram uns dos destaques da nova versão da MIUI. Semelhante à função do iOS 14, agora os usuários da Xiaomi receberão um alerta sempre que um aplicativo tentar acessar as informações salvas na área de transferência. Assim, ele terá a liberdade de liberar o acesso por um tempo ou recusar, por exemplo.

Outra novidade está relacionada aos aplicativos que utilizam o serviço de localização. Agora, os usuários poderão compartilhar apenas a região aproximada onde está, em vez da localização exata — veja no exemplo abaixo:

Exemplo da localização aproximada da MIUI 12.5 (Foto: Reprodução/XDA-Developers)

Melhorias do sistema em geral

Segundo a Xiaomi, a nova MUIU 12.5 tem como foco aprimorar e otimizar a MIUI 12, ou seja, ela teve uma redução de 20% no uso de memória ao executar aplicativos, o que deve deixá-la menos pesada em aparelhos menos potentes. Além disso, a nova interface promete ser 17% mais eficiente e 32% mais econômica em relação às operações do sistema.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.