iPhone 12 e 12 Pro são desmontados e revelam os sacrifícios exigidos pelo 5G

Por Rubens Eishima | 26 de Outubro de 2020 às 13h45
Reprodução/iFixit
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone 12

Ficha técnica

O site especializado em desmontagens e guias técnicos iFixIt publicou sua avaliação dos novos iPhone 12 e 12 Pro. Além de mostrar novidades como o sistema de recarga MagSafe, o site identificou componentes como o modem 5G usado na nova família e todas as mudanças feitas para acomodar a nova geração de telefonia. E claro que isso inclui alguns sacrifícios em relação a modelos anteriores.

Primeiro as boas notícias. Os modelos intermediários da linha 2020 receberam a mesma nota 6 de reparabilidade que a família iPhone 11 e o modelo SE (2020). A pontuação que vai de 0 a 10 indica o quão fácil é desmontar e consertar o aparelho, quanto maior, mais simples.

O começo da desmontagem revela a primeira novidade do iPhone 12, a inversão da “abertura inicial” do aparelho, que agora vai da direita para a esquerda. A foto abaixo mostra o procedimento, que não é uma mera formalidade. Repare nos discretos cabos achatados (flat) cinza usados para a tela e sensores:

As demais etapas para abrir o aparelho são praticamente as mesmas de outras gerações. A começar pelo parafuso pentalobe (estrela de cinco pontas) e o uso de ferramentas de sucção e calor para vencer o adesivo que mantém o aparelho unido à tela.

Os dois modelos apresentam poucas diferenças entre si em relação à organização interna dos componentes. Até mesmo as telas são intercambiáveis, apesar de uma pequena variação nas especificações de brilho.

A principal mudança entre os aparelhos está mesmo na câmera, com três sensores no modelo Pro contra dois no iPhone 12 regular. No caso deste último, o espaço liberado pela terceira câmera e o sensor LiDAR é preenchido por um simples espaçador de plástico.

Peça preta no iPhone 12 (dir.) ao lado da câmera dupla cobre área usada por sensores extras do 12 Pro (Imagem: Arthur Shi/iFixIt/CC:BY-NC-SA)

O iFixIt confirmou o uso do modem 5G da Qualcomm nos dois aparelhos, um Snapdragon X55 (SDX55M). O componente substitui o Intel XMM 7660 usado na linha iPhone 11, a última a adotar o componente da fabricante, que abandonou o mercado após a assinatura do acordo entre a Apple e a Qualcomm.

A adoção do 5G exigiu alguns sacrifícios no iPhone 12, a começar por um motor de vibração háptico (taptic engine) menor que na geração anterior. A mudança que mais chama a atenção entre as linhas 11 e 12 dos celulares Apple é o uso de uma bateria tradicional no iPhone 12 Pro, sem o formato em L encontrado nos modelos X, XS e 11 Pro Max.

iPhone 12 e 12 Pro possuem construção interna quase idêntica (Imagem: Taylor Dixon/iFixIt/CC:BY-NC-AS)

O passo a passo utilizou um modelo norte-americano do celular, que inclui ainda uma antena especial para as frequências mmWave do 5G. O componente retangular pode ser visto na imagem acima ao lado da bateria do iPhone 12 (topo) e entre as placas-mães e o motor háptico do 12 Pro (na parte inferior).

O site publicou um vídeo de uma hora e meia explicando o processo, com comentários em inglês. Além disso, os técnicos desmontaram o novo carregador MagSafe, com direito a visão em raio-x do novo acessório.

Para maiores detalhes do processo de desmontagem e a identificação dos componentes usados no iPhone 12 e 12 Pro, confira o site do iFixIt. A página lista ainda quais as ferramentas necessárias para abrir o aparelho, mas por enquanto apenas em inglês.

Fonte: iFixIt

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.