iPhone 12 com tela de 120 Hz corre risco devido a escassez de componentes

Por Rubens Eishima | 25 de Agosto de 2020 às 07h40
Reprodução/EverythingApplePro
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone 12

Ficha técnica

O uso de telas com taxa de atualização a 120 Hz no iPhone 12 é um boato dado como certo, porém, um detalhe crucial pode se transformar em um gargalo para o uso do componente. Segundo o consultor Ross Young, da empresa DSCC, especializada no setor de telas LCD e OLED, a Apple estaria com dificuldades para obter as controladoras necessárias para incluir o recurso em seus próximos smartphones.

Segundo Young, a Apple não teve problemas para obter painéis OLED de 120 Hz — diversos smartphones Android já oferecem o recurso, por exemplo —, mas os chips responsáveis por controlar a tela estariam escassos, o que pode forçar a Apple a atrasar ainda mais o início das vendas do modelo.

Uma alternativa seria utilizar controladoras para taxas de atualização menores, por exemplo 60 Hz, opção que parece a mais provável de acordo com Young. A opção desperdiçaria uma característica importante (e cara) do componente, mas evitaria um novo adiamento do celular que, diferentemente dos últimos oito anos, não deve ser lançado em setembro.

iPhone 12

A linha 2020 do iPhone é esperada com quatro diferentes modelos, sendo que dois deles na versão Pro, equipadas com telas OLED que se atualizam a até 120 Hz, assim como no iPad Pro, no qual a novidade foi batizada com o pomposo título de ProMotion Display.

O uso de telas que se atualizam mais vezes por segundo já foi flagrado inclusive nas versões de teste do sistema iOS 14, com uma opção para limitar em 60 Hz a atualização do componente. Atualmente, os iPhones usam telas com atualização máxima justamente a 60 Hz.

Fonte: Ross Young  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.