HMD reformula linhas de celulares básicos com os Nokia C, G e X; saiba tudo

Por Diego Sousa | 08 de Abril de 2021 às 11h30
Divulgação/HMD Global
Tudo sobre

Nokia

Saiba tudo sobre Nokia

Ver mais

A HMD Global, atual detentora da marca Nokia, anunciou nesta quinta-feira (8) uma reformulação completa no seu portfólio de smartphones com o lançamento de três novas linhas de aparelhos básicos e intermediários. As novidades vão desde modelos com sistema Android 11 Go até soluções com conectividade 5G e promessa de atualização até o Android 14.

Confirmando uma série de rumores veiculados nas últimas semanas, a HMD Global abandona a nomenclatura com dígitos dos seus últimos lançamentos e passa a dividir as linhas começando por letras, o que deve deixar os próximos aparelhos, pode-se dizer, mais fáceis de entender. Portanto, seguindo as especificações dos novos modelos apresentados nesta quinta-feira, o catálogo fica da seguinte maneira:

  • Nokia C, substituindo a série Nokia 1.X;
  • Nokia G, substituindo a série Nokia 3.X;
  • Nokia X, substituindo a série Nokia 5.X.

Ao todo, foram apresentados seis novos smartphones, sendo dois de cada linha. Os Nokia C10 e C20 se destacam pelo sistema operacional Android 11 Go, que deve dar folga para rodar aplicativo e jogos mais simples de forma satisfatória. Já os Nokia G10 e G20 são boas atualizações do Nokia 2.4, com novidades principalmente no conjunto de câmeras e na bateria. Por fim, os Nokia X10 e X20 trazem 5G e sensores otimizados em parceria com a Zeiss.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

Confira abaixo todos os detalhes dos lançamentos, assim como seus preços sugeridos e disponibilidade!

Nokia C10 e C20: acessíveis com Android 11 Go

O Nokia C10 e o C20 são os lançamentos mais acessíveis desta quinta-feira. Os dois já vêm embarcados com o sistema operacional Android 11 Go, versão do SO otimizada para aparelhos de baixo custo. Na prática, isso significa que os celulares devem dar conta de aplicativos e jogos mais simples mesmo com uma ficha técnica básica. O visual dos dois lançamentos segue o que a HMD Global vinha fazendo nas linhas mais básicas da Nokia, isto é, tela com notch em formato de gota, bordas bastante visíveis na frente e uma construção bem simples na parte traseira.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

O módulo de câmeras é circular e agrupa apenas uma câmera de 5 MP, uma a menos em relação ao recente Nokia 1.4. A empresa também destaca o suporte para dois anos de atualizações de segurança, o que resulta em mais segurança para utilizar os aparelhos a longo prazo. No entanto, ao que tudo indica a versão do Android Go permanecerá no 11 até o fim do suporte.

Obviamente, o mais “interessante” dos novos modelos é o Nokia C20. Ele traz tela HD de 6,5 polegadas, tecnologia IPS LCD e um recorte para a câmera frontal de 5 MP, que, além de tirar selfies, servirá para desbloquear o aparelho, já que não há desbloqueio por digitais.

Na traseira, o Nokia C20 também é equipado com uma câmera de apenas 5 MP, o que é um retrocesso se considerar que o Nokia 1.4, seu “antecessor espiritual”, tem duas, sendo uma principal de 8 MP e outra macro. Pelo menos, o software de câmera do aparelho traz suporte a HDR, modos retrato e embelezamento para selfies, além de outros filtros interessantes.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

Por dentro, o C20 traz o processador Unisoc SC9863a de oito núcleos Cortex-A55 rodando a 1,6 GHz. Pelo nome, o chip pode até parecer desconhecido, mas ele é o mesmo que equipa os básicos Multilaser G, G Pro e G Max, lançados em 2019. O smartphone trabalha com uma combinação de até 2 GB de memória RAM e até 32 GB de armazenamento interno, o que reforça a sua categoria extremamente básica.

O celular ainda fecha com uma bateria de apenas 3.000 mAh, capacidade que a empresa promete durar cerca de um dia sem problemas. No entanto, caso queira recarregá-la, se prepare porque o carregador oferece 5 watts de potência, ou seja, por volta de duas horas ou mais na tomada.

Nokia C10 Nokia C20
Tela 6,5'', HD+, vidro 2D 6,5'', HD+, vidro 2D
Chipset Unisoc SC71331e Quad-core 1,3 GHz Unisoc SC9863a Octa-core 1,6 GHz
RAM 1 e 2 GB 1 e 2 GB
ROM 16 e 32 GB 16 e 32 GB
Câmera traseira 5 MP 5 MP
Câmera frontal 5 MP com flash 5 MP com flash
Bateria 3.000 mAh 3.000 mAh
Extras 4G, Face Unlock, Dual SIM, Radio FM, 3,5 mm, HDR, 2 anos de update 4G, Face Unlock, Dual SIM, Radio FM, 3,5 mm, HDR, 2 anos de update
Cores Light Purple, Grey Dark Blue, Sand
Sistema Android 11 Go Android 11 Go


Nokia G10 e G20: intermediários com bateria gigante

A linha do meio, a Nokia G, tem foco em durabilidade, ou seja, a proposta é oferecer aparelhos com autonomia de bateria respeitável e programa de atualização decente. Segundo a HMD Global, os Nokia G10 e G20 prometem até três dias longe da tomada, o que é mais que a Motorola garante para a sua linha Moto G. Além disso, os modelos tem promessa de atualização do Android até o Android 13, característica ausente em smartphones da rival Motorola, por exemplo.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

O Nokia G20 é o destaque da linha intermediária, mas a HMD informou que o G10 possui praticamente a mesma ficha técnica do irmão, com exceção do conjunto de câmeras. A tampa traseira segue de plástico e o módulo de câmeras circular, mas agora há quatro sensores liderados por um principal de 48 MP. O G20 ainda conta com uma câmera ultrawide de 5 MP, uma macro de 2 MP e uma de profundidade, também com 2 MP. Na frente, o sensor de selfies tem 8 MP. O G10, por sua vez, tem um conjunto triplo na traseira.

Principal destaque dos aparelhos, a bateria é de 5.050 mAh, a maior capacidade já inclusa em um aparelho da Nokia, com promessa de até 3 dias de uso sem precisar recarregar. A fabricante não informou se os celulares trazem suporte a carregamento rápido, mas o conector USB-C indica que devemos ter ao menos os mesmos 10W já usados em outros modelos da marca. O leitor de impressões digitais, por sua vez, está embutido no botão de energia, na lateral.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

Internamente, o G20 traz processador MediaTek Helio G35 de oito núcleos rodando a até 2,3 GHz e processo de 12 nanômetros, enquanto o G10 tem o mais básico Helio G25. Apesar de ser um modelo intermediário para básico, ele oferece a tecnologia HyperEngine da própria taiwanesa, que promete um gerenciamento inteligente de CPU, GPU e memória para maximizar o desempenho do jogo, enquanto cuida da eficiência energética. O chip trabalha com 4 GB de RAM e versões com 64 GB ou 128 GB de armazenamento no modelo mais caro.

Em relação à tela, os lançamentos têm 6,5 polegadas com resolução HD+ e painel IPS LCD, configurações padrões de um intermediário mais básico. Eles ainda trazem um botão dedicado para o Google Assistente, característica que vem sendo adotada pela Nokia em seus recentes aparelhos.

Nokia G10 Nokia G20
Tela 6,5'', HD+ 6,5'', HD+
Chipset MediaTek G25 Octa-core 2 GHz MediaTek G35 Octa-core 2,3 GHz 
RAM 3 ou 4 GB 4 GB
ROM 32 ou 64 GB 64 ou 128 GB
Câmera traseira 13 MP + 2 MP + 2 MP 48 MP + 5 MP + 2 MP + 2 MP
Câmera frontal 8 MP  8 MP
Bateria 5.050 mAh 5.050 mAh
Extras Leitor biométrico na lateral, botão Google Assistente, IPX2, 4G, USB-C, 3,5 mm Leitor biométrico na lateral, botão Google Assistente, IPX2, 4G, USB-C, 3,5 mm
Cores azul-escuro e lilás azul-escuro e gelo
Sistema Android 11 Android 11

Nokia X10 e X20: carros-chefe com 5G

Por fim, os Nokia X10 e X20 são os principais lançamentos de hoje, substituindo a linha Nokia 5.X de acordo com as especificações. A aparência dos dois segue a identidade padrão da empresa, com o módulo fotográfico circular e um "queixo" na parte frontal com o logo da Nokia. Assim como o irmão intermediário, a linha Nokia X traz um leitor biométrico embutido no botão de energia.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

Por dentro, tanto o X10 quanto o X20 são equipados com o processador Snapdragon 480 5G, anunciado em janeiro deste ano como o modelo mais acessível da Qualcomm compatível com a nova tecnologia de rede. Ele conta com o modem integrado Snapdragon X51 com velocidade de 2,5 Gbps e pode ser usado tanto nas redes sub-6GHz quanto nas frequências compartilhadas com o 4G, o 5G DSS.

O chip 5G trabalha com opções de 6 GB ou 8 GB de memória RAM e 64 GB, ou 128 GB de espaço interno no modelo mais caro, combinação mais que suficiente para rodar as principais tarefas do dia a dia e até arriscar alguns jogos mais desafiadores. Já a tela tem 6,67 polegadas e resolução Full HD+, mas não traz alta taxa de atualização. A bateria, por outro lado, tem 4.470 mAh e não há carregador na caixa do aparelho.

Segundo a HMD, essa decisão foi tomada após uma pesquisa realizada pela empresa a qual descobriu que seus consumidores possuem, em média, três adaptadores de energia em casa. No lugar do carregador, a fabricante enviará uma capinha 100% orgânica.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

Quando o assunto é câmera, o X20 lidera com quatro sensores traseiros liderados por um principal de 64 MP otimizado em parceria com a Zeiss Optics. Completam as especificações um sensor ultrawide de 5 MP e dois sensores de 2 MP cada, com lentes macro e profundidade. O X10 repete as configurações do irmão, exceto pela troca da câmera de 64 MP por uma de 48 MP.

O principal destaque da linha Nokia X é a garantia de atualização de software por três anos, isto é, até o futuro Android 14. Até o momento, somente a Samsung oferecia updates por tanto tempo para seus smartphones, o que certamente aumenta a vida útil do aparelho. Além disso, serão disponibilizadas atualizações de segurança também por três anos.

Nokia X10 Nokia X20
Tela 6,67'', Full HD+ 6,67'', Full HD+
Chipset Qualcomm Snapdragon 480 5G Qualcomm Snapdragon 480 5G
RAM 4 ou 6 GB 6 ou 8 GB
ROM 64 ou 128 GB 64 ou 128 GB
Câmera traseira 48 MP + 5 MP + 2 MP + 2 MP 64 MP + 5 MP + 2 MP + 2 MP
Câmera frontal 8 MP  32 MP
Bateria 4.470 mAh 4.470 mAh
Extras Botão Google Assistente, leitor biométrico na lateral, IP52, Zeiss Optics, Dual SIM, 5G Botão Google Assistente, leitor biométrico na lateral, IP52, Zeiss Optics, Dual SIM, 5G
Cores verde-escuro, branco areia e azul-escuro
Sistema Android 11 Android 11

Preço e disponibilidade

O mais acessível dos lançamentos, o Nokia C10, será vendido por 75 euros, enquanto o aparelho mais caro chegará a 340 euros R$ 2.287,66. Confira abaixo os preços sugeridos de todos os modelos apresentados:

  • Nokia C10: a partir de 75 euros, o equivalente a R$ 505,39 em conversão direta;
  • Nokia C20: a partir de 89 euros (R$ 599,71);
  • Nokia G10: a partir de 139 euros (R$ 875,15);
  • Nokia G20: a partir de 159 euros (R$ 1.070,59);
  • Nokia X10: a partir de 309 euros (R$ 2.079,72);
  • Nokia X20: a partir de 340 euros (R$ 2.287,66).

Segundo a fabricante, somente o Nokia G10 terá suas vendas iniciadas neste mês de abril. Em maio, chegará a vez dos modelos Nokia X20 e G20. Já os Nokia X10 e C20 serão vendidos a partir de junho deste ano. O Nokia C10 será vendido "em breve". Não há previsão de lançamento no Brasil para nenhum deles.

Nokia Lite Earbuds

Além dos aparelhos celulares, a HMD anunciou o fone de ouvido Nokia Lite Earbuds. O produto não traz cancelamento de ruído ativo, mas a ausência deve ajudar a aumenta a autonomia de bateria. Por falar em bateria, a empresa garante até seis horas de reprodução contínua de músicas, enquanto a case garante até 36 horas extras.

(Imagem: Divulgação/HMD Global)

Os fones são compatíveis com qualquer aparelho compatível com Bluetooth e usa uma porta USB-C para carregamento. A distância de transmissão, segundo a empresa, é de até 10 metros. O Nokia Lite Earbuds custa 39 euros, o equivalente a R$ 250 em conversão direta.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.