Em três semanas, pré-venda da linha Galaxy S10 supera a do S9

Por Thaís Augusto | 26 de Março de 2019 às 18h40
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy S10

Ficha técnica

O preço da linha Galaxy S10 não está assustando os consumidores brasileiros. A Samsung anunciou nesta terça-feira (26) que a pré-venda do smartphone superou em duas vezes a do Galaxy S9 e S9+. Tudo isso em apenas três semanas.

A pré-venda dos aparelhos começou em 12 de março e continua até o dia 4 de abril. Até lá, quem fizer a compra de um Galaxy S10e ou Galaxy S10 vai ganhar os novos fones de ouvido Galaxy Buds, enquanto quem comprar o Galaxy S10+ na venda antecipada levará o Galaxy Watch Active como brinde.

“Esse resultado reforça a confiança dos consumidores brasileiros na nossa marca. Eles sabem que podem contar com nossa ampla rede de lojas próprias, parceria com as operadoras de telefonia móvel, principais varejistas do país e assistência pré e pós-venda”, comentou o vice-presidente da divisão de dispositivos móveis da Samsung, Antonio Quintas.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O modelo mais básico dos três que estão disponíveis no Brasil, o Galaxy S10e, é comercializado por R$ 4.299. Já o Galaxy S10+, versão premium da linha, é vendido por R$ 8.999 com impressionantes 12 GB de RAM e 1 TB de armazenamento interno.

Demanda maior que o previsto

Quando anunciou a nova linha Galaxy S10, a expectativa da Samsung era comercializar de 30 a 35 milhões de unidades. Pouco tempo depois, o renomado analista de mercado Ming-Chi Kuo, baseado em uma pesquisa da TF International Securities, afirmou em uma nota para investidores que a demanda de pré-venda do Galaxy S10e, S10, S10+ e S10 5G é melhor do que o esperado e que, por isso, teve que aumentar as estimativas de remessa em 30% (para 40 a 45 milhões de unidades a serem vendidas).

Só que o número não para de subir. Agora, um novo relatório da Digitimes revelou que a Samsung deve comercializar até 60 milhões de unidades da família Galaxy S10. O documento ainda apontou que as entregas do Galaxy S10e, Galaxy S10, Galaxy S10+ e Galaxy S10 5G podem subir 10% a 15% neste ano quando comparado com a linha Galaxy S9 no ano passado.

Atualmente, a Samsung conta com uma participação líder de 20% na indústria de smartphones. A empresa é seguida por Apple e Huawei, que detêm 14% do mercado. A fabricante chinesa deixou claro que espera assumir o trono da Samsung assim que este ano acabar, mas a batalha vai ser difícil.

O relatório também observa que o preço e a produção limitada do Samsung Galaxy Fold resultarão em vendas de apenas 1,5 milhão a 2,5 milhões de unidades do telefone dobrável este ano. Ainda assim, ao se tornar a primeira grande fabricante a lançar um dispositivo neste nicho de mercado, a Samsung torna-se líder na categoria. O Galaxy Fold será lançado em 26 de abril, meses antes do lançamento de verão do Huawei Mate X.

Outras fabricantes, incluindo Oppo, Xiaomi e TCL, estão preparando telefones dobráveis, mas o maior concorrente para o Galaxy Fold nos Estados Unidos deve ser o Motorola RAZR. Embora não carregue a fama do Galaxy Fold, há rumores de que o RAZR chegará ao mercado custando US$ 1.500 contra US$ 1.980 do modelo da Samsung. O RAZR também poderia ser uma escolha influenciada pela nostalgia, considerando que o seu modelo original vendeu mais de 130 milhões de unidades em todo o mundo.

Conceito do RAZR, celular dobrável inspirado no celular da Motorola que vendeu mais de 130 milhões de unidades

Já a principal concorrente da Samsung, a Apple, não deve entrar neste segmento do mercado de smartphones até o final do ano que vem, no mínimo.

Tecnologia 5G

A Samsung também está buscando conquistar negócios da próxima geração de conectividade sem fio. Não só começará a vender o Samsung Galaxy S10 5G no final deste ano como prometeu criar uma versão 5G do Galaxy Fold até o final de 2019.

O momento é positivo para que a fabricante sul-coreana se arrisque mais no mercado, especialmente desde que a líder global em equipamentos de rede, a Huawei, está sob ataque por supostamente permitir que seus produtos atuem como um canal que envia informações ao governo chinês. Os Estados Unidos até proibiu que as operadoras utilizassem equipamentos da Huawei para construir redes 5G.

Outros concorrentes no campo incluem Nokia, Ericsson e ZTE. Este último enfrenta os mesmos problemas da Huawei. A Samsung precisa começar a diversificar os seus negócios o mais rápido possível: a empresa adiantou que reportará uma queda de 54% em seus lucros operacionais anuais. O número negativo foi impulsionado pela fraca demanda dos aparelhos em 2018 combinado com vendas fracas de iPhones e outros modelos de smartphone para os quais a Samsung fornece peças.

A Samsung divulgará um balanço financeiro completo na próxima semana.

Fonte: SamsungPhone Arena

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Galaxy S10

  • Carrefour
    Smartphone Samsung Galaxy S10 128GB Branco 4G Tela 6.1 ´ Câmera Tripla 16MP Selfie 10MP Dual Chip Android 9.0 5666287
    R$ 3.599,00 em 10x R$449,88 sem juros
  • Carrefour
    Smartphone Samsung Galaxy S10 128GB Azul 4G Tela 6.1 ´ Câmera Tripla 16MP Selfie 10MP Dual Chip Android 9.0 5666260
    R$ 3.599,00 em 10x R$449,88 sem juros
  • Angeloni
    Smartphone Samsung Galaxy S10 Azul 128GB Câmera Tripla 12MP+12MP+16MP 4G SM - G973FZBJZTO
    R$ 3.869,09 em 10x R$429,90 sem juros