ASUS ROG Phone 5 é desmontado e tem razões para grande fragilidade reveladas

ASUS ROG Phone 5 é desmontado e tem razões para grande fragilidade reveladas

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 19 de Março de 2021 às 19h10
Divulgação/ASUS

O ROG Phone 5 é o mais recente smartphone da famosa linha gamer da Asus, oficializado no último dia 10 de março. Além de contar com um Snapdragon 888, o aparelho se destaca pela grande tela AMOLED Full HD+ com taxa de atualização de 144 Hz, pelos diversos recursos focados em jogos, como a ventoinha externa e o app Armoury Crate, e pela enorme bateria de 6.000 mAh com carregamento rápido de 65 W.

Apesar de ser facilmente o smartphone Android mais poderoso do mercado no momento, o ROG Phone 5 decepcionou ao passar recentemente pelo teste de resistência do YouTuber Zack Nelson, conhecido pelo canal JerryRigEverything. Apesar de sobreviver à maior parte dos cenários, como riscos e o isqueiro na tela, o celular da ASUS não resistiu ao ser dobrado pelo criador de conteúdo, tendo o display AMOLED e o painel de vidro traseiro completamente destruídos no processo.

Hoje, Zack divulgou mais um vídeo do aparelho, desta vez realizando seu desmanche. Além de ser parte da agenda tradicional do canal, a desmontagem desta vez visa buscar os motivos para a elevada fragilidade do ROG Phone 5, e nos mostra um pouco da nova organização interna aplicada pela ASUS no dispositivo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Componentes internos em cinco segmentos

Conforme informado pela própria ASUS, o ROG Phone 5 muda a maneira na qual os componentes internos são organizados. As peças se estabelecem em cinco segmentos, sendo dois das baterias e três para placa-mãe, speakers e outros, intercalados.

A iluminação de LED é composta por duas lâmpadas e uma placa de plástico para espalhar a luz (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything)

A iluminação de LED funciona de maneira curiosa, havendo uma placa semitransparente de plástico acoplada ao painel de vidro traseiro. Em cada extremidade, um pequeno LED RGB emite luz de acordo com as configurações feitas pelo usuário, que é então espalhada pelo corpo da placa de plástico e chega ao logo na parte de trás do ROG Phone 5.

Em virtude de sua organização, o dispositivo apresenta inúmeros cabos extensores para conectar os diferentes segmentos, e sua placa-mãe central é empilhada, economizando espaço. Curiosamente, o motor de vibração, que passou a reproduzir sons estranhos após a quebra do aparelho no teste de resistência, se manteve intacto. O YouTuber não soube dizer o verdadeiro culpado por trás dos sons estranhos.

Avançando no processo, vemos que a bateria usa cola permanente ao invés das abas de remoção, um risco para substituições. As duas, cada uma com capacidade de 3.000 mAh, são ligadas por um único cabo, suportando os 65 W com 32,5 W para cada célula. Outro ponto interessante é que o painel frontal de Gorilla Glass Victus se mantém intacto, sem riscos ou rachaduras, mesmo após a situação extrema que o telefone enfrentou, impressionando o YouTuber. Vidros mais tradicionais já teriam apresentado algum tipo de avaria nesse cenário.

No processo de remoção da tela para acessar a câmara de vapor, Zack também descobre a razão pela qual o leitor de digitais perde o funcionamento com riscos na tela: o sensor utilizado é óptico e minúsculo, além de não contar com uma lente para facilitar a leitura. Chegando ao sistema de resfriamento em si, não há surpresas. O componente é de um tamanho tradicional e está longe de alcançar o presente no Xperia PRO, que conta com a maior câmara de vapor já vista.

E qual o motivo da fragilidade?

De acordo com Zack Nelson, a razão está justamente na maneira na qual os componentes internos estão organizados. Em praticamente todos os smartphones, a placa-mãe, bateria e outras peças são organizadas na vertical, o que ajuda a dar maior rigidez à estrutura dos telefones. Como o ROG Phone conta com cinco segmentos, organizados na horizontal, essa rigidez não é alcançada.

Some a isso os pontos frágeis na armação de alumínio, em específico as antenas e o conector USB-C lateral, e temos a receita do desastre. Com pouco esforço, a estrutura do celular gamer da ASUS pode ser dobrada, consequentemente quebrando o vidro traseiro e o painel AMOLED, componente bastante sensível.

O ROG Phone 5 foge do convencional ao separar seus componentes em cinco segmentos na horizontal (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything)

O ASUS ROG Phone 5 já está à venda na Europa com preços que partem dos 799 euros (cerca de R$ 5.333 em conversão direta) com a versão de 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, e chegam aos 999 euros (R$ 6.668) na variante com 16 GB de RAM e 256 GB de armazenamento.

Há ainda a variante Pro, que se destaca pela presença de uma tela secundária colorida no painel traseiro e pelos upgrades de memória, atingindo os 16 GB de RAM e os 512 GB de armazenamento, além da versão Ultimate, que traz 18 GB de RAM, 512 GB de armazenamento e tela secundária monocromática. Os modelos mais potentes custam 1.199 euros (cerca de R$ 7.827 em conversão direta) e 1.299 euros (algo em torno de R$ 8.480), respectivamente. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

ASUS ROG Phone 5: ficha técnica

  • Tela: 6,78 polegadas, AMOLED, Full HD, 144 Hz de frequência; 800 nits, HDR10+
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 888
  • Memória RAM: 8, 12, 16 e 18 GB
  • Armazenamento interno: 128, 256 e 512 GB
  • Câmera traseira: 64 MP (principal) + 13 MP (ultrawide) + 5 MP (macro)
  • Câmera frontal: 24 MP
  • Dimensões: 172.8 x 77.2 x 10.29 mm
  • Peso: 238 gramas
  • Bateria: 6.000 mAh (3.000 mAh cada célula) com recarga de 65 W
  • Extras: leitor de digitais na tela, botões ultrassônicos, motores de vibração, interface personalizada
  • Cores disponíveis: branco e preto
  • Sistema operacional: Android 11

Fonte: JerryRigEverything

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.