As (des)vantagens de ser o 1º: tela do Galaxy Z Flip "flopa"... a do Razr também

Por Felipe Junqueira | 17 de Fevereiro de 2020 às 19h45
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy Z Flip

Ficha técnica

Os mais novos e hypados smartphones com tela dobrável da indústria apresentaram problemas nesses últimos dias. O que não chega a ser uma grande surpresa, mas não deixa de ser um pouco decepcionante. Para além do teste de resistência de Zack Nelson, no canal JerryRigEverything, alguns usuários reclamaram nas redes sociais e até em veículos de tecnologia sobre questões envolvendo tanto o Galaxy Z Flip, quanto o Motorola Razr.

Começando com o Razr, que teve problemas em uma unidade de testes do site Input. A tela começou a descascar mais ou menos como aconteceu com algumas unidades do Galaxy Fold, antes do recall da Samsung que atrasou o lançamento oficial do dobrável.

Motorola Razr ficou com bolha gigante na dobra (Foto: Raymon Wong/Input)

Bom notar que a unidade não foi cedida ou emprestada pela Motorola, mas sim comprada pelo veículo para fazer a análise. Raymond Wong disse que pegou o dispositivo no último domingo, e só notou o descolamento do painel com a lâmina plástica na manhã desta segunda-feira, 17 de fevereiro, depois de tirar algumas fotos com o aparelho e dele próprio.

“Uma semana depois de comprarmos e analisarmos o smartphone dobrável, o plástico do display OLED no dispositivo de US$ 1.500 começou a descascar... na dobra. Sempre tentamos não ser alarmistas, mas quando uma bolha de ar gigante aparece literalmente do nada e começa a separar a lâmina superior do painel, temos que pensar por que alguém seria otimista sobre telefones dobráveis”, escreveu Wong.

E não é só o Razr que teve gente reclamando neste começo de semana. O Galaxy Z Flip também apareceu em algumas reclamações nas redes sociais. Uma delas foi de um usuário que mal comprou o dobrável e, ao abrir e fechar pela primeira vez, uma rachadura apareceu bem no centro, onde é feita a dobra.

Ambos citaram o tempo frio como possível culpado pelos problemas. Wong disse ter tirado algumas fotos com o Razr na noite de domingo, quando a temperatura estava na casa dos -2°C. Amir também observou que o tempo frio pode ser o culpado pelo problema no Z Flip. As empresas não se manifestaram sobre essa possibilidade até o momento.

Terceiro caso

O youtuber Quinn Nelson também reclamou da sua unidade do Z Flip no Twitter. De acordo com ele, é possível escutar um barulho ao apertar a tela. Ele usou o aparelho por apenas um dia antes de notar o problema.

Nelson não voltou a postar sobre o assunto até o momento. Porém, há relatos de que a Samsung entrou em contato com ele e já lhe entregou um novo aparelho, que não teve problemas (até o momento). A fabricante quer investigar a unidade defeituosa.

Teste de durabilidade

O canal JerryRigEverything já se tornou parada obrigatória para todo fã de tecnologia que quer saber como um novo dispositivo se sai no famoso teste de durabilidade da tela. Tanto o Galaxy Fold quanto o Motorola Razr, com suas telas protegidas por uma camada de plástico, apresentaram riscos já no nível dois, um dos mais baixos em matéria de resistência dos objetos que podem riscar outros materiais.

Era de se esperar, por ter uma tela de vidro ultrafino, segundo a Samsung, que o Galaxy Z Flip só apresentaria marcas no nível 4, ou até no 5. Entretanto, não só a tela riscou com razoável profundidade já no nível 2 como a unha de Nelson foi suficiente para fazer uma marca bastante profunda no display. O que levantou dúvidas sobre a proteção ser, de fato, vidro.

Ao The Verge, a Samsung explicou que a tela do Z Flip possui uma camada de plástico para proteger o vidro ultrafino. Pediu também que os usuários tenham cuidado ao manusear o dispositivo e prometeu, em breve, oferecer uma aplicação gratuita de uma película extra de proteção para todos os proprietários do dobrável. Isso deverá ser feito por especialistas, segundo a empresa, com máquina especial.

Pode até ser que exista uma camada plástica externa na tela do Z Flip, mas se a unha risca essa camada, qual é o sentido dela? A experiência é, na prática, a mesma do Fold e do Razr.

O problema de ser pioneiro

As telas nunca dobraram antes. Já tivemos celulares que se abriam e fechavam, mas nunca com tela flexível. Isso é novidade, e como toda nova tecnologia quando chega ao público, vai apresentar problemas. As empresas realizam muito testes em laboratório, mas nada é tão completo como a experiência do dia a dia de um usuário.

Não é o momento para sequer cogitar que os dobráveis estejam condenados. Ainda tem muita coisa para evoluir no desenvolvimento e na produção de telas que se dobram. E, como são produtos caros, seus consumidores são obviamente muito mais exigentes, e quando fazem uma reclamação, ela repercute. E muito.

Falha na tela do Razr é um pouco similar aos problemas do Galaxy Fold (Foto: Raymond Wong/Input)

Ser pioneiro tem esse problema. Sua marca vai estar na linha de frente para o bem ou para o mal.

O pior de tudo é que o reparo desses smartphones não é nada animador. O iFixIt deu uma nota muito baixa de reparabilidade para o Motorola Razr. Isso significa que não é qualquer um que vai arrumar o dobrável da Motorola. Mesmo os técnicos devem ter dificuldade, se a fabricante não oferecer aparelhos que facilitem os reparos no dispositivo.

Lá fora, a Motorola cobra US$ 300 pela troca da tela do Razr. Enquanto isso, a Samsung anunciou o preço desse mesmo tipo de reparo no Z Flip por US$ 500. Essa diferença se explica, basicamente, pelo fato de que a tela do modelo da Samsung é, teoricamente, de vidro, em comparação ao plástico do Razr. Teoricamente, como vimos no teste do canal JerryRigEverything.

Tela do Z Flip risco no mesmo nível do Razr e Fold (Foto: Reprodução/JerryRigEverything)

Enfim, fica a lição, mais uma vez. O que é novo é caro e não necessariamente vale a pena. Já mostramos aqui que existem várias opções bem mais baratas e com ainda mais recursos que Galaxy Z Flip e Motorola Razr. Porém, há um preço em ser o primeiro - a desenvolver e a ter.

O que você acha: existem vantagens em ser o primeiro ou a primeira a ter um dobrável hoje?

Fonte: 9To5GoogleSamMobile, Digital Trends

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.