Apple teria comprado 70 milhões de telas curvas para o iPhone 8

Por Redação | 03 de Abril de 2017 às 18h43

Não é de hoje que se fala sobre o lançamento de um iPhone com tela curva — os boatos já pipocaram aqui, aqui e aqui, por exemplo — mas, de fato, ele nunca chegou. Contudo, a ideia de que o iPhone 8 pode finalmente vir com esta característica acaba de ganhar mais força: rumores apontam que a Apple solicitou a compra de 70 milhões de telas OLED curvas junto à Samsung.

O boato veio à tona pelo site Nikkei, um tradicional veículo japonês, famoso também por antecipar algumas novidades do mercado de tecnologia. A fonte da publicação é o analista de mercado David Hsieh, da IHS Market, e ele garante que as novas telas equipariam o iPhone 8, que deve ser anunciado ainda neste ano junto dos modelos 7s e 7s Plus do portátil.

Hsieh informa também que a Samsung será a única fornecedora de telas da Apple neste ano. A fabricante sul-coreana, inclusive, está bastante otimista com o sucesso do novo iPhone e teria preparado a produção de 95 milhões de telas, 25 milhões a mais do que o solicitado pela Apple, para suprir novas necessidades.

100 milhões de iPhones em 2017

Analista da Yuanta Investment Consulting, Jeff Pu acredita que a Apple deve fabricar pelo menos 100 milhões de iPhones em 2017, sendo que 55 milhões deles devem contar com a tela de OLED. O iPhone 8, porém, provavelmente será o único lançamento da Apple neste ano a trazer tela OLED — e os rumores apontam para um painel de 5,2 polegadas.

Enquanto isso, os iPhone 7s e 7s Plus teriam telas de LCD com 4,7 polegadas e 5,5 polegadas, respectivamente. Fontes ligadas ao desenvolvimento do novo smartphone da Apple garantem que os três modelos a serem lançados em 2017 contarão com o recurso de carregamento sem fio e também serão resistentes à água e à poeira.

Outro rumor que já circula a partir de fontes internas dão conta de que o iPhone 8 seria vendido pela bagatela de US$ 1 mil (cerca de R$ 3,1 mil em conversão direta). Sem dúvida, os planos da Apple para 2017 são bastante ousados.

Fonte: Nikkei

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.