Publicidade

Google investe em IA para aumentar segurança e lança Central de Transparência

Por| Editado por Wallace Moté | 17 de Agosto de 2023 às 17h03

Link copiado!

Divulgação/Google
Divulgação/Google
Tudo sobre Google

O Google detalhou nesta quinta-feira (17) seus esforços de uso da inteligência artificial para evolução dos sistemas de segurança digital, tanto nos sistemas da própria companhia quanto em prol da segurança dos usuários. A ideia é utilizar o poder desta tecnologia para combater um cenário de ameaças cada vez maior, mas também garantir que padrões claros sejam adotados nesse quesito.

Esse esforço, e também a necessidade de uso de Ias geracionais e outras tecnologias do tipo, se traduz em números. De acordo com o Google, em 2022, houve um aumento de quase 40% no volume de ataques digitais em todo o mundo, com dados da empresa de cibersegurança Kaspersky indicando que mais de 15% dos usuários globais de internet foram alvo de pelo menos uma tentativa de golpe durante todo o ano passado.

“Promover avanços na segurança digital não é mais uma questão possível em escala humana”, afirma o vice-presidente global de engenharia de privacidade, proteção e segurança do Google, Royal Hansen. “Acreditamos que a inteligência artificial oferece o caminho para nos ajudar a ficar à frente das ameaças de forma eficiente, eficaz e em escala.”

Continua após a publicidade

Segundo o executivo, esses esforços já são sentidos em diferentes produtos da gigante, como na filtragem de spam do Gmail — capaz de bloquear 15 bilhões de mensagens perigosas por dia — ou na navegação segura do Chrome. No primeiro caso, a empresa diz ser capaz de bloquear 99,9% dos golpes de phishing e tentativas de contaminação por malware, enquanto no segundo, o aprendizado de máquina identifica sites maliciosos em toda a web, notificando os usuários sobre os perigos eventuais.

Diretrizes acessíveis sobre IA

Na medida em que os indivíduos ficam mais protegidos, o Google também se volta ao uso seguro da própria inteligência artificial. Nesta quinta, a empresa anunciou o lançamento de sua nova Central de Transparência para reunir todas as suas políticas de produtos e diretrizes de comunidades. Esse espaço passa a incluir também os princípios relacionados à evolução da inteligência artificial, com informações sobre privacidade e desenvolvimento da tecnologia.

Continua após a publicidade

Enquanto desenvolvedores e administradores passam a ter acesso a todos os termos e políticas da gigante em relação à inteligência artificial, os usuários também terão um canal de denúncia. Por meio deste recurso, será possível acessar ferramentas de indicação de conteúdo nocivo e acessar relatórios de transparência relacionados à tecnologia.

“A IA tem um potencial imenso, mas para que os avanços na área sejam bem-sucedidos a longo prazo, a indústria precisa de padrões de segurança claros para construir e implantar essa tecnologia de maneira responsável”, explica Hansen. “Estamos apostando na colaboração por meio de pesquisa, compartilhamento de informações e parcerias para garantir que sejamos os mais fortes possíveis, coletivamente.”

O executivo também destacou o envolvimento dos escritórios do Google em Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP) na produção de ferramentas contra o abuso em diferentes produtos da empresa. Além disso, indicou a continuidade dos investimentos na engenharia local, tanto para atender demandas nacionais quanto para resolver os problemas globais do setor de cibersegurança.