Publicidade

Como saber se um site é seguro

Por| Editado por Claudio Yuge | 05 de Outubro de 2022 às 20h40

Link copiado!

Rodrigo Folter/Canaltech
Rodrigo Folter/Canaltech

Saber se um site é seguro é um dos segredos essenciais para uma navegação protegida pela internet. Ao fazer uma compra ou fazer um cadastro na web, por exemplo, é sempre importante ficar de olho em características que ajudam a descobrir se uma página é confiável, bem como observar protocolos de segurança que ajudam a evitar golpes e fraudes.

Buscar pela reputação de um site ou a política de privacidade, por exemplo, ajuda a evitar a clonagem do cartão de crédito. Ao garantir que sites falsos não sejam acessados, também, é possível evitar golpes que roubem dados ou senhas de redes sociais ou serviços de e-mail, enquanto serviços reais sempre terão conexão segura e navegação sem riscos.

Confira algumas dicas para saber se um site é seguro:

Continua após a publicidade

Sites seguros têm cadeado e conexão HTTPS

O protocolo HTTPS (sigla em inglês para Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro) serve como mais um indicativo de que a segurança é uma prioridade. Ao utilizar essa tecnologia, o administrador de um site garante que a conexão entre o usuário e seus servidores é criptografada, não podendo ser interceptada por terceiros. É o recurso ideal, por exemplo, para páginas que lidem com dados pessoais, logins ou informações financeiras.

A diferença entre HTTP e HTTPS é indicada pela presença de um cadeado ao lado da barra de endereços; caso ele esteja presente, é um sinal de que a página tem dados protegidos. Ainda que o uso do protocolo não seja definitivo para saber se um site é confiável, uma vez que criminosos também podem usar certificados roubados ou aplicar a tecnologia para enganar as pessoas, a ideia é que todo serviço seguro contará, sim, com isso.

Continua após a publicidade

O ideal é que o usuário somente insira informações pessoais, senhas e cartões de crédito em sites que usem o protocolo HTTPS e tenham o famoso cadeado. Para saber se um site com tais características é seguro, antes de clicar, siga os passos a seguir, com pesquisa e informação ajudando a identificar páginas legítimas e evitar fraudes.

Domínios oficiais ajudam a identificar sites seguros

Acessar endereços oficiais é o primeiro passo para navegar por um site confiável. Ao navegar, se certifique de que a URL do site corresponde à página oficial da empresa, rede social ou serviço acessado, principalmente quando falamos de bancos, comércio eletrônico, e-mails, redes sociais ou plataformas do governo.

Continua após a publicidade

Caso não saiba o endereço verdadeiro de um site, procure em ferramentas de busca ou perfis verificados no Twitter ou Facebook. Pesquisar a reputação de sites em plataformas como Reclame Aqui também ajuda a identificar sites seguros e evitar e-commerces que vendem, mas não entregam produtos, por exemplo.

Nesse sentido, também desconfie de links encurtados ou que cheguem por e-mail ou WhatsApp. Cada vez mais criminosos usam tais estratégias para dificultar a identificação de sites fraudulentos, enquanto o uso de designs semelhantes aos reais tenta induzir os usuários ao golpe. Novamente, jamais entregue dados ou cartões de crédito sem ter certeza absoluta de que está acessando uma página legítima.

Use antivírus e atualize seu navegador

Continua após a publicidade

Utilizar softwares de segurança no computador e também no celular também ajuda a evitar os golpes mais comuns envolvendo páginas falsas. Juntamente com o navegador, tais sistemas ajudam a identificar sites falsos e exibem notificações, além de bloquear o acesso, caso detectem qualquer problema, seja a possibilidade de golpes ou a utilização de uma conexão desprotegida.

Navegadores como o Google Chrome e o Mozilla Firefox também ajudam a fazer isso, exibindo alertas sobre fraudes e ajudando a saber se um site é seguro. Os browsers também devem ser mantidos atualizados, tanto no celular quanto no PC, de forma que os golpes mais recentes e comuns sejam identificados por eles.