Varíola dos macacos: Brasil investiga 6 casos da infecção

Varíola dos macacos: Brasil investiga 6 casos da infecção

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 06 de Junho de 2022 às 13h20
s_kawee/envato

O Ministério da Saúde anunciou, no sábado (4), que investiga seis possíveis casos da varíola dos macacos (monkeypox) no Brasil. As novas duas suspeitas foram identificadas no estado de Rondônia. Até o momento, nenhum caso da infecção viral foi oficialmente confirmado no país.

"Além dos 4 casos que estavam em investigação, outros 2 casos suspeitos foram notificados em Rondônia", explicou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em postagem nas redes sociais. "Todos seguem isolados e em monitoramento", acrescenta, sem detalhar o status de saúde e os perfis dos pacientes infectados.

Casos suspeitos da varíola dos macacos no Brasil

Brasil investiga seis possíveis casos da varíola dos macacos em humanos (Imagem: Twenty20photos/Envato Elements)

Até o momento, o Brasil investiga seis casos suspeitos da varíola dos macacos. Os pacientes estão em isolamento nos seguintes estados:

  • Rio Grande do Sul;
  • Santa Catarina;
  • Ceará;
  • Mato Grosso do Sul;
  • Rondônia (2 casos).

A região Sudeste é, até o momento, a única a não registrar nenhum possível caso da varíola dos macacos, segundo os dados do Ministério da Saúde.

Número de infectados no mundo

De acordo com a plataforma Global.health, mais de 950 casos da varíola dos macacos foram registrados em países não endêmicos para a doença. No momento, a maioria dos casos está concentrada na Europa e na América do Norte.

A seguir, confira os cinco países que mais registraram casos da infecção:

  • Reino Unido: 227 casos da varíola dos macacos;
  • Espanha: 190 casos;
  • Portugal: 143 casos;
  • Canadá: 80 casos;
  • Alemanha: 66 casos.

Até agora, cientistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) investigam a origem dos casos atípicos da infecção pelo vírus monkeypox. Nenhum óbito foi relacionado com a condição.

Fonte: Agência Brasil  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.